InícioDestaqueRegião dos Lagos receberá videomonitoramento e reconhecimento facial

Região dos Lagos receberá videomonitoramento e reconhecimento facial

Secretaria de Estado de Polícia Militar está trabalhando para expandir o sistema para mais áreas do estado, incluindo os municípios da região

A Secretaria de Estado de Polícia Militar está trabalhando para expandir o Sistema de Videomonitoramento e Reconhecimento Facial para mais áreas do estado, incluindo a Região dos Lagos. O sistema atualmente conta com 150 licenças, o que viabiliza a utilização do mesmo número de câmeras simultaneamente. O comando da corporação pretende adquirir mais 500, expandido o número para 650 câmeras em funcionamento.

A região metropolitana e todo o interior do estado também serão beneficiados. O processo para a expansão do sistema prevê um investimento de cerca de R$ 3 milhões, com uma licitação com previsão de conclusão de cerca seis meses. Também está no pacote a compra de mais cinco servidores específicos para comportar o aumento da rede de monitoramento.

“O Sistema de Reconhecimento Facial tem se mostrado um grande aliado em nossa estratégia preventiva de policiamento. A capacidade de analisar um número vasto de possibilidades otimiza muito o trabalho das equipes, principalmente em áreas de maior circulação de pessoas e grandes eventos. Apesar de ser uma etapa preliminar, que propicia as conduções às delegacias, a ferramenta tem se mostrado muito importante em nosso pacote de investimentos tecnológicos”, destaca o secretário de Estado da Polícia Militar, coronel Luís Henrique Pires.

Em Cabo Frio, durante o Carnaval, a implementação de câmeras de segurança equipadas com tecnologia de reconhecimento facial, cujo objetivo foi fortalecer o monitoramento de grande concentração de público e identificar indivíduos foragidos da justiça, auxiliou na prisão dos barraqueiros suspeitos de matarem um turista a pauladas.

No caso, o videomonitoramento da PM identificou uma a vítima ferida ao solo, com ferimentos graves na cabeça, na altura do Bolsão da Juju.

Além da cidade, desde sua implantação, no Réveillon 2024, o Sistema de Videomonitoramento e Reconhecimento Facial detectou 27 pessoas com mandados de prisão em aberto, sendo 11 durante as festividades de Carnaval.

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida e pós-graduanda em Assessoria de Imprensa, Jornalismo Estratégico e Gestão de Crises pela Universidade Castelo Branco.

Já atuou como apresentadora na Jovem TV Notícias, em 2021. Escreve pelo Portal RC24h há três anos e atua, desde julho de 2022, como repórter do Jornal Razão, de Santa Catarina.

É autora publicada, com duas obras de romance e mais de 500 mil acessos nas plataformas digitais.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo