InícioEstadoRegião dos LagosProlagos promove gincana de arrecadação de óleo de cozinha usado com escolas...

Prolagos promove gincana de arrecadação de óleo de cozinha usado com escolas da rede municipal

Ação de educação ambiental é realizada em todos os municípios da área de concessão

Com o objetivo de conscientizar estudantes da rede pública municipal sobre a importância da destinação correta do óleo de cozinha usado e os danos que esse produto causa quando é despejado na rede de esgoto, a Prolagos, uma empresa da Aegea Saneamento, em parceria com as prefeituras das cidades de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, iniciou a “Gincana De Olho no Óleo”. A ação de educação ambiental será realizada com alunos do 4º ao 9º ano do ensino fundamental.

Os participantes terão até o dia 12 de novembro para arrecadar o óleo de cozinha usado. O anúncio dos vencedores será feito nas mídias sociais da concessionária, no dia 29 de novembro. A turma que conseguir arrecadar a maior quantidade do resíduo ganhará uma viagem ao Rio de Janeiro para conhecer o Museu do Amanhã, na Praça Mauá. O material arrecadado será encaminhado para reciclagem, podendo ser transformado em sabão, biodiesel ou tinta.  “A educação ambiental desperta nos alunos o senso de cidadania e preservação, e a gincana é uma forma lúdica de trabalharmos essa consciência. Além de aprenderem, as crianças são multiplicadoras, compartilhando com as famílias todo o aprendizado adquirido” – ressalta Simony Dias, coordenadora de Responsabilidade Social da Prolagos.

A gincana faz parte do programa “De Olho no Óleo”, lançado em 2019, a fim de orientar a população a utilizar corretamente as redes públicas. Toda população deve evitar o descarte irregular do óleo, pois apenas 50 ml é o suficiente para poluir 25 mil litros de água, volume que atenderia 125 pessoas em um dia. Além disso, quando jogado na pia, ele pode causar entupimento da tubulação da residência e atrair pragas que podem causar doenças como leptospirose, febre tifoide, cólera, salmonelose, hepatites, entre outras. Já no caso da rede de drenagem, ao ser misturado com areia ou outros resíduos sólidos, é formada uma espécie de concreto, causando obstruções que podem provocar alagamentos em períodos de chuva.

Letycia Rocha
Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Editora no Blog Cutback e colaboradora no jornal O Dia.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content