Prefeitura e UENF finalizam acordo para começar a reforma da Campos Novos, em Cabo Frio

Previsão de entrega do prédio é em novembro, mês dos 407 anos de Cabo Frio. Local passará a contar com um museu científico e uma escola de extensão da universidade

647

As celebrações do aniversário de Charles Darwin, e dos 190 anos da visita do naturalista britânico em Cabo Frio, foram marcadas pela assinatura do acordo que entregará o prédio da Fazenda Campos Novos para a restauração completa. A programação especial preparada pela Prefeitura em conjunto com a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), levou dezenas de pessoas para a Fazenda Campos Novos, em Tamoios, neste sábado (12), para comemorar o “Dia de Darwin”.

A programação teve início às 8h, com a Feira do Produtor Rural que aconteceu no Parque de Exposições de Tamoios durante todo o evento. A feira contou com gastronomia rural, artesanato, passeio de pônei e cavalo, música ao vivo, entre outras atividades. Teve ainda contação de histórias e escorrega para as crianças.

A previsão de entrega do prédio é em novembro, no mês de aniversário dos 407 anos da fundação de Cabo Frio. O local passará a contar com um museu científico e uma escola de extensão da universidade.

Na Capela de Santo Inácio, às 9h, foi realizada a assinatura do termo de cessão de uso da sede da Fazenda Campos Novos para a Uenf. A ação foi um dos últimos passos para a restauração do imóvel do século XVII, que será feita com recursos do Fundo Especial da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Na cerimônia, que contou com uma intérprete de libras, também foi assinado um acordo de cooperação com a diretora adjunta da Escola Agrícola Municipal Nilo Batista, Allana Frare, e com a diretora da Escola Municipal Prof. Edilson Duarte, Palmira Domingues. O acordo busca levar interação entre a universidade e as escolas, promovendo um intercâmbio de instituições. Em um primeiro momento serão instaladas estações meteorológicas nos dois colégios do município, seguido de diversas outras implantações, treinamentos e capacitações.

“Muito feliz de neste dia tão especial para a ciência, quando se comemora o Dia de Darwin, podermos trazer de vez a Uenf para a Fazenda Campos Novos. A partir de agora vamos iniciar a recuperação deste prédio, com recursos que vieram da Alerj, muito graças à iniciativa do deputado André Ceciliano, presidente daquela casa legislativa. Muito importante ressaltar a parceria com as escolas municipais, que também vão colher os frutos dessa união”, explicou o prefeito José Bonifácio (PDT).

Além do prefeito, também compuseram a mesa a secretária de Educação, Elicéa da Silveira, o deputado estadual, Waldeck Carneiro, a professora e ícone na história da educação de Cabo Frio, Yone Nogueira, e o reitor da Uenf, Raul Palacio, que agradeceu à Prefeitura de Cabo Frio e ressaltou a união de todos os envolvidos no processo.

“Em primeiro lugar gostaria de agradecer ao prefeito José Bonifácio, ao seu grupo de trabalho e ao grupo de trabalho da Uenf. Tudo isso é fruto de um projeto coletivo e de um processo de união que está sendo levado à frente para benefício da sociedade por meio da educação. A importância deste momento atual, onde o Brasil passa por uma situação difícil em termos de projeto coletivo, assume uma importância extrema. Só temos a agradecer por tudo que envolve este Dia de Darwin, e por podermos falar de ciência em um momento em que tentam deixá-la de lado”, disse Raul Palacio.

Continuando com a programação, após a cerimônia teve início a Expo Ciência, que destacou as contribuições de Darwin e levou as coleções biológicas da Uenf ao conhecimento do público em geral.

Em diversos estandes com estudantes da universidade, foram expostos acervos, como uma coleção de mamíferos, animais silvestres empalhados, insetos polinizadores, palinoteca, clínica fitossanitária, coleção de anatomia de insetos, micobacterioteca, entre outras exposições.

Ainda na parte da manhã, aconteceu a Feira de Troca de Sementes e Saberes, com a participação de produtores rurais de outras cidades do Estado do Rio e apresentação de Thâmara Figueiredo, Pós-Doutoranda no Laboratório de Melhoramento Genético Vegetal da Uenf. Na ocasião também foi realizada uma oficina com agricultores e quilombolas.

No fim do evento, a Capela de Santo Inácio recebeu ainda uma tarde de autógrafos com o professor Luiz Mors Cabral, da UFF, que apresentou o livro “O Brasil de Darwin – As contribuições do Brasil para a Teoria da Evolução”. Na exibição, o autor contou um pouco a respeito da visita do naturalista britânico ao Brasil, onde Darwin percebeu a existência do tempo geológico e desvendou boa parte da teoria da evolução por meio de seleção natural.

CHARLES DARWIN NO BRASIL

Charles Robert Darwin nasceu no dia 12 de fevereiro de 1809, na Inglaterra. Ele foi um naturalista, geólogo e biólogo britânico, célebre por seus avanços sobre evolução nas ciências biológicas. Darwin ficou conhecido por sua obra “A Origem das Espécies”, que contribuiu para o entendimento da evolução e, atualmente, é considerado um dos livros acadêmicos de maior influência na história.

A passagem dele pelo Brasil foi muito importante para a Teoria da Evolução das Espécies. Foi em solo brasileiro que ele se deparou pela primeira vez com a diversidade da floresta tropical e também se chocou com a escravidão, reforçando suas convicções abolicionistas de que todos os seres humanos compartilham a mesma linhagem sanguínea em razão da ancestralidade comum.

Foi em 1832, há 190 anos, que a Fazenda Campos Novos, em Cabo Frio, recebeu a visita e teve a honra de hospedar Charles Darwin, durante sua viagem em excursão pelo interior do Rio, de 8 a 24 de abril daquele ano. Em 10 de abril ele registrou em seu diário elogios à comida, ao clima e colheu amostras de minérios no solo fértil da fazenda cabo-friense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui