InícioRegião dos LagosCabo FrioPrefeito de Cabo Frio fala de salários atrasados e descarta lockdown em...

Prefeito de Cabo Frio fala de salários atrasados e descarta lockdown em coletiva dos 100 dias

José Bonifácio (PDT) também destacou atos destes primeiros meses à frente do governo

A Prefeitura de Cabo Frio realizou uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (12) para comentar as ações realizadas nos primeiros 100 dias de governo, marca atingida no sábado (10).

Durante a entrevista, o prefeito José Bonifácio (PDT) não se esquivou de polêmicas e comentou o atraso salarial deixado pela gestão anterior. Segundo Bonifácio, a Prefeitura não vai fazer licitações, por exemplo, antes de arcar com os pagamentos.

Com exceção da Saúde, funcionários ainda não receberam os proventos referentes ao mês de dezembro e parte do 13º salário.

Após quitar os débitos, José Bonifácio comentou que planeja licitações para uma usina de asfalto consertar defeitos mais profundos no pavimento da cidade e também para uma empresa de manutenção de iluminação pública.

No que diz respeito ao combate a COVID-19, o prefeito descartou lockdown, dizendo que não há possibilidade do fechamento total do comércio da cidade.

Sobre o Hospital Unilagos, Zé afirmou que a responsabilidade não é da Prefeitura de Cabo Frio, uma vez que foi o Governo do Estado quem arrendou a unidade.

Em relação aos atos de governo, o prefeito pontuou, com ênfase, a atenção voltada ao distrito de Tamoios. Em especial, a reabertura do Parque de Exposições da fazenda Campos Novos e a feira de produtores lá realizada.

O prefeito também comentou sobre a questão da vacinação e afirmou que não vai correr o risco de reverter doses destinadas para segunda aplicação das vacinas em primeira.

Confira trechos da coletiva de imprensa:

Avanços no Planejamento

Nestes 100 dias, a Prefeitura de Cabo Frio retomou a atualização do Plano Diretor, a ativação do conselho e a revisão das legislações. A última atualização do Plano Diretor cabo-friense aconteceu em 2006, fora do prazo de 10 anos estabelecido por lei.

“Nossa primeira fase de trabalho nesses 100 dias foi de planejamento. Agora começamos a nortear a criação dos polos de desenvolvimento em busca de um crescimento para Cabo Frio. Com o trabalho voltado para ordenamento, temos a revisão das leis complementares, que estão sendo reformuladas”, explicou Dhanyelle Garcia, secretária de Planejamento e Desenvolvimento Urbano.

Ela revelou ainda que, através da legislação, a Prefeitura tem a expectativa de trazer novos empreendimentos, obtendo uma clareza de ocupação da cidade para que quem esteja de fora verifique o potencial que Cabo Frio oferece.

“Quando falamos de atualização de legislação e revisão das leis, esse é o principal benefício: mostrar qual é a diretriz de crescimento que o município terá, capitaneando os investimentos com toda segurança urbanística e jurídica”, disse Dhanyelle.

Áreas Especiais de Interesse Econômico

Em consenso com as propostas de campanha do prefeito José Bonifácio, a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano de Cabo Frio tem dedicado esforços para a criação das Áreas Especiais de Interesse Econômico, de Utilidade Pública, assim como a aprovação da Lei que cria a Zona Turística de Desenvolvimento Integrado.

As Áreas de Especial Interesse Econômico são porções do território a serem criadas pelo Plano Diretor, destinadas ao desenvolvimento econômico sustentável, reforçando o papel do município como polo industrial, logístico, comercial, de serviços, de conhecimento, de criação e inovação, estimulando atividades que permitam equilibrar a relação emprego e renda considerando a sazonalidade turística de Cabo Frio.

“O polo de desenvolvimento traz as vertentes de investimento, tirando o melhor de cada potencialidade de forma segura. Esses polos são para determinar o melhor de cada centralidade escolhida e desenvolvida, seja o polo gastronômico, de desenvolvimento náutico, agroindustrial, de indústria e serviços, entre outros. Esses são alguns polos que temos estudado para trazer esse crescimento a Cabo Frio”, destacou Dhanyelle.

Aprovação Prévia On-line (APO)

Com o objetivo de dar mais celeridade ao andamento e aprovação das obras, a Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano aproveitou os primeiros 100 dias de governo para implantar o serviço de Aprovação Prévia On-line (APO) para edificações em Cabo Frio.

A medida, um dos destaques dos primeiros meses de gestão, tem a finalidade de simplificar e agilizar o licenciamento das obras particulares e públicas no município, agilizando o processo de tramitação.

A equipe realizou ainda 335 emissões de alvará de licenças e certidões, arrecadou R$ 199.558,43 em alvarás e aceites de obra e iniciou os estudos de implantação do cadastro técnico multifinalitário.

A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, por meio da Secretaria-Adjunta de Planejamento, também direcionou esforços e finalizou ações como o projeto e orçamento do Terminal de Travessia Aquaviária Centro x Gamboa; levantamento, projeto e orçamento da reestruturação do Estacionamento da Gamboa; projeto de reordenamento da quadra de futevôlei e entorno na Praia do Forte, entre outras ações.

Luiz Felipe Rodrigues
Estudante de Jornalismo pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como estagiário do G1 na InterTV, afiliada da Rede Globo. Desde junho de 2020, escreve para o Portal RC24h.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content