Orla de Costazul é exemplo de descaso em Rio das Ostras

Descaso com os quiosques traz sensação de abandono para turistas e moradores

514

A orla de Costa Azul, construída em 2003 e revitalizada pela última vez em 2019, agora se encontra abandonada. A falta de manutenção devida deixa espaço para a ação do tempo e de vândalos, que fazem a, outrora bela orla, ter uma aparência destruída.

A orla foi uma obra urbanizada pela Prefeitura de Rio das Ostras e tem 850 metros de comprimento, com área de lazer e preservação, ciclovia, academia de ginástica ao ar livre, quiosques e playgrounds. Porém, a atual situação representa um perigo para as crianças que brincam nos parquinhos e para as pessoas que circulam pelo local.

Diversos metais desgastados, madeiras podres, fios de corrente elétrica descobertos e pregos perfurantes tornam tudo um perigo para quem passa por ali em horas de lazer.

Foto: Laís Vargas

Diversos quiosques da orla estão abandonados, a maioria sem utilidade alguma, praticamente em ruínas. Os outros, que trabalham em regime de concessão, aguardam que a prefeitura tome providências, fazendo os reparos e a manutenção.

Carlos Rodrigues, que veio passear com a família de Juiz de Fora, Minas Gerais, disse ter ficado triste ao retornar e encontrar tudo diferente. “Eu lembro que frequentava muito a orla de Costazul há uns 10 anos. Era uma beleza. Fiquei ‘namorando’ a cidade e quis morar aqui, porém isso não se concretizou. Brinquei muitos Carnavais aqui. Era lindo demais essa orla, com os quiosques, as plantas. Era tudo bem cuidado. Agora parece abandonado. Quanto descaso”, lamentou o turista.

Marcia Luz, é moradora do Rio das Ostras há três anos, mas é proprietária de casa no Recreio, bairro adjacente a Costazul, há 20. De acordo com Marcia, a construção da orla foi algo incrível e mudou totalmente a paisagem da praia de Costazul e Remanso, “mas, com o passar dos anos, a manutenção não foi feita e tudo ficou assim destruído. Vi poucas vezes algum reparo ser feito por aqui. E quando acontecia era uma coisa tão superficial que nem dava um bom resultado. É uma pena que algo tão bonito tenha ficado nesse estado tão destruído”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui