InícioRegião dos LagosCabo FrioObras de saneamento da Orla do Peró, em Cabo Frio, começam nesta...

Obras de saneamento da Orla do Peró, em Cabo Frio, começam nesta segunda-feira (8)

As obras do cinturão consistem em captar os esgotos e todos os resíduos dos quiosques da orla do Peró

As obras do cinturão de esgotos da orla da Praia do Peró, em Cabo Frio, vão começar segunda-feira (8). O anúncio foi feito pelo presidente da concessionária Prolagos, Pedro Freitas, acrescentando que as obras de saneamento básico (rede separativa de esgotos) da área urbana do Peró serão as primeiras a serem feitas depois que a agência reguladora aprovar o plano de investimentos da concessionária para a Costa do Sol. As obras do cinturão têm prazo de 30 dias.


A notícia foi comemorada pelos integrantes do Comitê Gestor do projeto Bandeira Azul, que se reuniram nesta sexta-feira e decidiram marcar para o dia 25 o hasteamento oficial da Bandeira Azul para a temporada 2021/2022. O gerente de projetos da Secretaria municipal de Educação, Fábio Souza, confirmou a participação das escolas municipais do Peró e redondezas nos projetos ambientais promovidos pelo projeto Bandeira Azul. A reunião foi comandada pela gestora do programa, Paloma Arias.


“A Bandeira Azul é uma conquista importante para o Peró, para Cabo Frio e para a Costa do Sol. A Prolagos tem uma grande preocupação com o patrimônio ambiental da região, inclusive com a Lagoa de Araruama, que alavanca o turismo. Nós vamos fazer tudo que é necessário para proteger os recursos naturais da região, em especial para o Peró” assegurou Pedro Freitas.


Segundo o presidente da Prolagos, as obras do cinturão consistem em captar os esgotos e todos os resíduos dos quiosques da orla do Peró. A empresa fará, também, as caixas de gordura e a limpeza da cisterna provisória para onde irão os detritos (retirados depois por caminhões) até que seja feita a rede separativa, “uma prioridade”, segundo Freitas.


“O Peró será exatamente o primeiro bairro contemplado com a rede separativa (atualmente os esgotos são lançados no sistema de águas pluviais) assim que a agência reguladora aprovar o plano de investimentos”, acrescentou Freitas.

O Conselho Gestor aprovou a prática de pesca artesanal na área certificada depois que Paloma Arias, coordenadora do projeto, consultou a coordenação nacional e internacional da Bandeira Azul, que restringe a pesca em áreas certificadas. Os coordenadores aceitaram liberar a pesca se a atividade for aprovada pelo Conselho Gestor, o que aconteceu ontem. A pesca de arrasto será fiscalizada pelos agentes de posturas e terá horários fixos.

“A medida vai valorizar o pescador artesanal do Peró, garantindo a sustentabilidade das suas famílias e criando um novo produto turístico na praia da Bandeira Azul. Os pescadores têm uma formação cultural continuada, que passa de pai para filho na pesca, na confecção das redes e dos barcos”, disse Fábio Souza.

O representante da Secretaria de Educação informou ainda que as escolas do Peró e região vão mandar representantes para o hasteamento da Bandeira Azul dia 25 e que os professores de várias escolas de Cabo Frio vão participar, no dia 8 de dezembro, do Primeiro Encontro de Educação Ambiental promovido no Peró pelo programa Bandeira Azul, com apoio do Projeto Albatroz e dos Amigos do Peró.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content