InícioRegião dos LagosArmação dos BúziosNúcleo de dança de Búzios completa 30 anos em 2022 e prepara...

Núcleo de dança de Búzios completa 30 anos em 2022 e prepara Espetáculo Ciclos

O Espetáculo, que acontece no fim de novembro, será aberto ao público

A arte é uma grande aliada no bem estar social e foi crucial no período da pandemia, que vem fazendo parte das rotinas desde o último ano. Música, cinema, pinturas e danças seguem como um importante ponto de escape para a sociedade no geral. E na Região dos Lagos, o Núcleo de Dança Odília Cuiabano vem se destacando no meio artístico. Um dos seus principais objetivos é formar integralmente crianças, adolescentes e adultos na disciplina Corpo e Movimento, já que a educação é concebida como um processo contínuo por toda a vida.

A escola de dança fica na cidade de Búzios e adota como missão, educar e sensibilizar por meio da Arte, ensinando, além das técnicas de dança, valores e cidadania. Oferece, para todas as idades, aulas de Ballet Clássico, Ballet Moderno, Dança Contemporânea, Jazz, Danças Urbanas (Street Dance), Sapateado, Teatro, Biodanza, Dança Natural, Bioginástica.

No ano de 2020, as atividades foram forçosamente suspensas em meados de março, por conta da pandemia do COVID-19. Na tentativa de adaptação à nova realidade, aulas online passaram a acontecer, primeiro pelo YouTube e, em seguida, pela plataforma Zoom.

Muitos alunos e alunas precisaram suspender as matrículas, sem condições de realizar os pagamentos. Ainda assim, durante os seis meses de isolamento social, continuaram oferecendo as aulas, aceitando qualquer valor possível para cada família e, até mesmo, gratuitamente, fortalecendo a rede de auxílio mútuo. Tudo em prol da arte.

30 anos do Núcleo

Em 2022 o Núcleo completa 30 anos e as comemorações começam ainda em 2021. Nos próximos dias 26 e 27 de novembro, às 19h, no Porto da Barra, em Búzios, acontece o Espetáculo Ciclos. O elenco é composto de cerca de 120 pessoas, envolvendo crianças, adolescentes e adultos. O evento será aberto ao público e é sugerido levar cadeiras de praia e/ou cangas.

O Espetáculo conta com a composição de uma música própria feita pela compositora Kalu Coelho. Kalu é uma compositora, violonista e educadora brasileira, filha caçula da diretora de teatro, Ana Coelho.

“Tivemos que nos reinventar, mudar paradigmas e, entre outras coisas, buscar conexão com aquilo que é eterno, a fonte de tudo o que existe, com Deus. Todos esses ocorridos nos levou a valorizar ainda mais a Arte, chave imprescindível para cocriarmos nossa existência. A música, a poesia, a dança, a pintura, os trabalhos manuais, os filmes, entre outros, dão suporte e expressão às nossas ânsias, nos transportando para além dessa existência material dual”, disse Aline Mesquita, professora, pedagoga e administradora do Núcleo.

Espetáculo Ciclos

Ciclos nasceu como fruto de tempos conturbados. Não foi fácil lidar com a pandemia, com o isolamento social, com tantas mudanças. E continua não sendo. A iminência de um perigo invisível, o medo, a angústia, a falta do toque e do contato com amigos e familiares, a morte tão próxima, colocou o Núcleo em posição crucial, forçando uma reflexão profunda sobre a humanidade.

Núcleo Odília Cuiabano

O Núcleo de Dança Odilia Cuiabano surgiu em 1990, com a vinda da bailarina e coreógrafa Odilia Cuiabano para a cidade de Búzios. Natural de Morrinhos/GO, Odilia formou-se em Dança na Fundação Clovis Salgado – Palácio das Artes no ano de 1982, em Belo Horizonte/MG. Qualificou-se no Núcleo Artístico de Marjorie Quast e obteve diploma pela Royal Academy of Dance de Londres.

Desde sua chegada ao município, Cuiabano vem desenvolvendo trabalhos com dança na comunidade. Lecionou Ballet Clássico e Moderno dentro de diversas escolas e estabelecimentos da cidade, até que, em 2007, o Núcleo ganhou sede própria, um imóvel alugado na Avenida José Bento Ribeiro Dantas, no bairro de Manguinhos. O local é todo equipado com o que há de melhor no mundo da dança, como o piso flutuante, apropriado aos movimentos e saltos, bem como com barras, espelhos e equipamento de som.

A cada ano, ao final do primeiro semestre, é organizada uma aula em locais públicos, para apresentar detalhadamente o que é realizado nas aulas, bem como para apreciar o desenvolvimento dos alunos. Ao final do ano de cada ano é produzido um espetáculo, com figurinos e cenário, elaborados com os materiais e a renda disponíveis. Ao todo foram mais de 20 espetáculos nesses 30 anos.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content