InícioCabo FrioNovas testemunhas prestam depoimento sobre caso de estupro em boate de Cabo...

Novas testemunhas prestam depoimento sobre caso de estupro em boate de Cabo Frio

Nesta quinta (8), duas pessoas serão ouvidas na DEAM. Polícia Civil esteve no Buda Beach Lounge na terça-feira (7)

Duas novas testemunhas foram intimadas pela Polícia Civil para prestar depoimento nesta quinta-feira (8) sobre o caso de um suposto estupro em uma boate de Cabo Frio. Elas devem ser ouvidas durante o dia na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), que investiga o caso.

Na quarta-feira (7), carros da DEAM e da Polícia Técnica foram vistos na porta do Buda Beach Lounge, localizado no centro da cidade. O crime teria acontecido na noite do dia 8 de maio, quando uma mulher de 34 anos relatou ter sido abusada por dois funcionários do estabelecimento.

O vestido usado pela vítima no dia já foi entregue para o Instituto Médico Legal e será periciado. Um exame de DNA da mulher e dos dois homens acusados pelo crime foi marcado para a próxima semana.

A casa noturna pertence ao deputado estadual Filipe Poubel (PSL), ao capitão da Polícia Militar, Diogo Souza da Silveira, e a uma mulher, Ediléia Freire Cecconi. Poubel e Capitão Diogo estavam presentes no evento, realizado de forma ilegal.

Na época do suposto estupro, o funcionamento de boates estava proibido em Cabo Frio, devido à pandemia do coronavírus.

Segundo relato da vítima, ela teria ingerido bebida alcoólica e chegou a ficar inconsciente. Foi nesse momento que dois funcionários teriam praticado o abuso sexual. Eles negaram a acusação durante depoimento à polícia.

Na terça-feira (6), após a exibição de uma reportagem sobre o caso no RJTV2, da TV Globo, Poubel e Diogo postaram uma foto nas redes sociais, brindando com taças de vinho no estabelecimento.

Além disso, o capitão da PM também publicou uma foto tirada no dia do evento, onde uma mulher, supostamente a vítima, aparece encostando no braço dele, com a legenda: “Só aguardando a verdade dos fatos. Toda a verdade. Quem não deve, não teme”.

Ao depor, capitão Diogo disse que a mulher o procurou “insistentemente” durante a festa, mas que teria se afastado dela.

Já o deputado Filipe Poubel disse que vai prestar depoimento de forma voluntária à policia.

A boate já passou por perícia e foi liberada para funcionamento normal.

A prefeitura de Cabo Frio informou que no dia 23 de maio notificou e multou o estabelecimento em R$ 5 mil pela realização de um evento clandestino, com pessoas sem máscara e desrespeitando as determinações de um decreto vigente.

Letycia Rocha
Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Colabora no jornal O Dia e Blog Cutback.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content