Mulheres são destaque no saneamento na Região dos Lagos

Na contramão do mercado de trabalho nacional, Prolagos abre oportunidade para lideranças femininas

159

A engenheira ambiental Gabriela Negreiros trabalha há pouco mais de quatro anos no saneamento e desde o ano passado coordena uma equipe de 14 pessoas e é responsável por abastecer mais de um milhão de pessoas durante o verão. Da Estação de Tratamento de Água, ela é responsável pela captação e tratamento de água que é distribuída para as cidades de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. A profissional integra um time de mulheres que vem cada vez mais conquistando espaço no saneamento e que atualmente ocupa metade dos cargos de coordenação e 35% de supervisão na Prolagos.

Elas estão presentes em todas as etapas da água, desde a captação, na Lagoa de Juturnaíba, até quando ela retorna para o meio ambiente, garantindo um ciclo sustentável, movimentando vidas e contribuindo para a transformação das cidades onde atuam. “Meu trabalho é sinônimo de vida para população, pois não é possível viver sem água potável. Todos os dias penso que eu levo saúde, bem-estar e qualidade de vida para milhares de pessoas. Isso me faz querer melhorar ainda mais o processo da Estação de Tratamento para trazer mais qualidade e segurança para o nosso serviço”, ressalta Gabriela Negreiros, coordenadora de Operações de Água da concessionária.

Na outra ponta do ciclo da água está a engenheira Ambiental Samea Hussein, supervisora de Operações de Esgotamento Sanitário. A profissional que ingressou na Prolagos há pouco mais de dois anos, como operadora de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), hoje supervisiona outros 28 colaboradores e é coordenada por uma outra mulher, a também engenheira Ambiental, Celeste Lemos. “Esse foi o meu primeiro emprego e me sinto grata por trabalhar na concessionária. Meus gestores enxergaram o meu potencial, investiram em mim e sempre que surgiram as oportunidades, eu as abracei”, pontua Samea.

Já Juliana Becker, que cursa Administração, chegou na Prolagos há um ano, mas já possui 11 anos de experiência no saneamento. Na concessionária, ela é supervisiona o setor de Leitura e Faturamento, garantindo que a coleta do registro do consumo dos hidrômetros seja feita com a atenção e compromisso que os clientes merecem. “Busco estar sempre em contato com a equipe que trabalha em campo, orientando e aperfeiçoando o nosso trabalho, para que não só eu, como todos os colaboradores cresçam profissionalmente. Percebo que essa é a política da empresa, uma diretoria acessível, que promove a realização de cursos e incentiva a construção de uma carreira de sucesso”, relata Juliana.

Oportunidades também não faltaram no caminho da gestora Fernanda Castelo, formada em Gestão em Recursos Humanos, que iniciou na concessionária como Operadora de Call Center e atua como supervisora Comercial. “Nesses 18 anos de trabalho na Prolagos, eu tive todas as oportunidades de crescimento possíveis. Desde o início tive lideranças que me incentivaram e me moldaram para que hoje eu pudesse ter uma carreira na empresa. As oportunidades aparecem e precisamos estar capacitadas e preparadas para assumir novos desafios”, afirma Fernanda.

Em cargos de liderança, nas operações dos sistemas de água e de esgoto ou em posições administrativas, as mulheres ganham cada vez mais espaço na concessionária, o que reforça que com a valorização da mão de obra feminina, a Prolagos está na contramão do mercado de trabalho. De acordo com a última pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa (IBGE), em 2019, somente 37,9% das mulheres estão em cargos de chefia no Brasil, percentual inferior ao da edição anterior, quando elas ocupavam 39,1% das vagas. “Investir na diversidade, é garantir o direito ao respeito, à valorização profissional e à equidade nas relações de trabalho. Mas além disso, pensamos na permanência e no crescimento dos colaboradores, com incentivo à capacitação e promoção de treinamentos, fazendo com que todos se sintam motivados a planejar a sua carreira dentro da Prolagos”, acrescenta José Carlos Almeida, diretor executivo da concessionária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui