InícioOcorrênciasBombeirosMPRJ realiza busca e apreensão contra grupo por emissão irregular de licenças...

MPRJ realiza busca e apreensão contra grupo por emissão irregular de licenças do Corpo de Bombeiros em Cabo Frio

Aval do CBMERJ era dado mesmo sem o adequado cumprimento de todas as normas de segurança previstas na legislação. Os mandados foram expedidos pela Auditoria da Justiça Militar e estão sendo cumpridos na manhã desta quarta-feira (7)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) cumpre, nesta quarta-feira (7), mandados de busca e apreensão no 18º Grupamento de Bombeiro Militar de Cabo Frio e em endereços de bombeiros e empresas. Os alvos são investigados em procedimento que apura supostas práticas de corrupção, em contexto de organização criminosa, envolvendo bombeiros militares do 18º GBM.

A ação acontece por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) e com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ) e da Corregedoria Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CG/CBMERJ).

De acordo com a investigação do GAECO/MPRJ, o grupo, em tese, atuaria na emissão irregular de licenças relacionadas às normas de prevenção contra incêndio e pânico. Em alguns casos, o aval do CBMERJ era dado mesmo sem o adequado cumprimento de todas as normas de segurança previstas na legislação. Os mandados foram expedidos pela Auditoria da Justiça Militar e estão sendo cumpridos em diversos endereços do município de Cabo Frio.

As investigações do GAECO/MPRJ apontam a existência de três grupos dentro do suposto esquema criminoso. O primeiro, composto por empresários interessados em regularizar estabelecimentos junto ao CBMERJ. O segundo, por empresas que atuariam como despachantes nos processos de regularização de edificações junto ao CBMERJ, unindo o primeiro ao terceiro grupo – este formado por militares do 18º GBM, que receberiam valores para emitirem licenças em desacordo com o Código de Segurança contra Incêndio e Pânico.

Segundo as apurações, o nome de uma das investigadas, que também é alvo de busca e apreensão, é sempre citado pelos proprietários dos estabelecimentos como a grande responsável pelos processos de regularização junto ao CBMERJ na área de Cabo Frio.

Coordenadora de Reportagem na Portal RC24h | Site do(a) autor(a)

Pós-graduada em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi; e graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida.

Atuou como produtora/repórter na Lagos TV, Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo, apresentadora na Rádio Costa do Sol FM e editora no Blog Cutback. É repórter no Portal RC24h desde 2016 e coordenadora de reportagem desde 2023, além de ser repórter colaboradora no jornal O Dia/Meia Hora.

Vencedora do 3º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental, na categoria web.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo