InícioCulturaMaricá promove palestras na Praça Tiradentes pelo Dia da Consciência Negra

Maricá promove palestras na Praça Tiradentes pelo Dia da Consciência Negra

Evento comemorativo, integrado a uma campanha de conscientização nas redes sociais da Prefeitura, acontece nos dias 19, 20 e 21 de novembro em Araçatiba

Tem início em Maricá nesta sexta-feira (19), uma série de atividades para homenagear o Mês da Consciência Negra, simbolizando a luta por igualdade, o reconhecimento de direitos e a resistência dessa população. O evento principal vai ocorrer até domingo (21) na Praça Tiradentes, em Araçatiba, com palestras, mesas de debates, programação cultural e feira afro, amplificando vozes importantes do movimento em diversas esferas.

Além disso, uma campanha também foi lançada nas redes sociais da Prefeitura, apresentando reflexões sobre o racismo e a importância do empoderamento dos negros, protagonizada pela advogada e ativista maricaense Luciene Mourão. No vídeo, ela responde comentários preconceituosos feitos na página do município, ressaltando que o racismo é crime, previsto no artigo 5º da Constituição Federal do Brasil, e propondo mudanças culturais essenciais.

A coordenadora de Políticas Públicas para Igualdade Racial, Valesca de Souza, ressalta o simbolismo histórico da data comemorativa e a importância deste tema na atualidade.

“O Mês da Consciência Negra é uma data de percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos, representando a luta contra toda discriminação, seja ela racial ou social. Marca também a data da morte de Zumbi dos Palmares, líder pernambucano da resistência negra do Quilombo dos Palmares, falecido em 1695. É um dia para discutirmos sobre a letalidade, desemprego, políticas públicas, educação e autoestima do povo preto”, reforçou.

Evento na Praça Tiradentes, em Araçatiba

A programação em Araçatiba começa na sexta-feira (19), a partir das 18h, com as palestras “O Genocídio da Juventude Negra e Periférica” e “Brasil e as Diásporas Africanas”. Às 20h30, Corello DJ encerra o primeiro dia do evento com muita música.

No sábado (20), feriado nacional do Dia Da Consciência Negra, os reflexos da pandemia da Covid-19 e as políticas educacionais referentes à população negra são os destaques do projeto. A partir das 18h, as mesas de debate “Mulheres Negras e os Desafios da Pandemia” e “É Tudo uma Questão de Educação” propõem novos olhares sobre essas questões, com encerramento musical do DJ da Casa.

No domingo (21), último dia de atividades na Praça Tiradentes, o evento começa às 16h com Roda de Jongo, seguido por Roda de Capoeira, RUASIA e apresentação da cantora Mariana Cunha. Às 19h30, o Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S.) União de Maricá finaliza as homenagens ao Mês da Consciência Negra, representando o Carnaval, festa marcada pela diversidade e representatividade.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content