InícioSaúdeCovid-19Macaé atinge a marca de 30% da população infectada pela Covid-19 e...

Macaé atinge a marca de 30% da população infectada pela Covid-19 e pode cancelar Carnaval

Dados foram coletados após a testagem em massa realizada na população assintomática, nos últimos 4 dias

Macaé atingiu a marca de 30% da população infectada pela Covid-19, segundo informações divulgadas pelo prefeito Welberth Rezende, na noite desta sexta-feira (14), durante live nas redes sociais. Os dados foram coletados após a testagem em massa realizada na população assintomática, nos últimos 4 dias. Com o aumento nos casos, o Carnaval corre risco de ser cancelado.

De acordo com o prefeito Welberth Rezende, nesta semana foram realizados 1.428 testes rápidos em quatro pontos da cidade. Deste total, 478 deram positivo para Covid-19, somando 33,4% de infectados pela doença sem sintomas. Em contrapartida, não houve aumento no número de internações pelo novo coronavírus. De todos os leitos disponíveis no Hospital Publico Municipal (HPM), apenas 9 estão ocupados por pacientes com Covid-19, sendo que a maioria deles, segundo a prefeitura, não tomou nenhuma dose da vacina contra a doença.

“A vacinação nos mostrou que houve um expressivo aumento do número de casos, o que não interferiu no número de internações, que se manteve baixo. Vamos ampliar a estratégia de vacinação e aumentar a testagem em massa da população. Esse número alto de positivados com a Covid, traz para a gente a responsabilidade de tomar novas ações e destaca a importância da comprovada da imunização”, destacou o prefeito.

Há um mês, quando o Centro de Triagem para o Paciente com Coronavírus foi desativado, o percentual de casos da doença em Macaé era de 1%. Com o avanço da variante Ômicron, mais contagiosa, o percentual subiu para 33%.

“Até agora não sentimos um aumento nas internações. Desde outubro estamos com o número de hospitalizados pela Covid-19 muito baixo. As internações foram só caindo. Graças a Deus, Macaé realizou seu esquema vacinal com sucesso, o que impactou diretamente no número de internações”, avaliou Welberth.

Diante deste cenário, o governo vai continuar a programação de testagem em massa em pontos estratégicos do município, incluindo a Região Serrana, reforçando também a realização dos exames de antígeno nos quatro polos de referência para atendimento de casos de síndrome gripal: UPAs Barra e Lagomar, Pronto Socorro Municipal da Imbetiba e Hospital Público Municipal da Serra (HPMS).

“As ações de testagem no polo itinerante reforçam o mapeamento do cenário da pandemia. Por isso, atendemos as pessoas sem sintomas. Vamos percorrer mais pontos da cidade e de grande circulação para identificar a evolução do índice de positividade. Quem apresenta tosse, febre, dor de cabeça e indisposição, além de perda de olfato e paladar, deve procurar os polos de referência”, pontuou Dr Luiz Carlos Braga.

O governo realizará também na próxima semana reunião do Comitê Científico que discutirá medidas restritivas para reduzir a circulação do vírus, diminuindo também o novo índice de positividade para a Covid-19. Entre as ações a serem discutidas estão às restrições de eventos, aumento da fiscalização de aglomerações e o cancelamento do carnaval.

Acompanharam a live, a secretária de Saúde de Macaé, Liciane Furtado, o secretário de Atenção Básica, Dr Luiz Carlos Braga, e o secretário de Alta e Média Complexidade, Dr Antônio Tostes.

Vacinação ampliada

Outra estratégia anunciada pelo governo é a instalação da Casa da Vacina no Centro de Saúde Jorge Caldas que realizará a vacinação noturna (17h às 21h) de segunda-feira (17) a sexta-feira (21), para atendimento da população geral acima de 12 anos com aplicação da Primeira Dose, Segunda Dose (Pfizer, Coronavac, AstraZeneca e Janssen) e Dose de Reforço (pessoas que já completaram quatro meses de aplicação da Segunda Dose).

“O objetivo é garantir que toda a população tenha a oportunidade de completar o esquema vacinal e garantir a proteção contra a Covid-19. Além da vacina, é de fundamental importância que a população cumpra os protocolos sanitários de enfrentamento à pandemia, com a utilização de máscara ao sair de casa e em ambientes coletivos, a higienização das mãos e principalmente evitar aglomerações”, apontou Liciane Furtado.

Vacinação de crianças de 5 a 11 anos

Com a previsão do governo do Estado em efetuar neste sábado (15) 1,6 mil doses vacinas pediátricas da Pfizer, Macaé prevê para segunda-feira (17) o início da vacinação das crianças de 5 a 11 anos que pertencem ao público prioritário: Autistas, com Síndrome de Down e Pessoas Com Deficiência (PCD). O atendimento está previsto para ser realizado na Casa da Vacina.

Letycia Rocha
Pós-graduanda em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi; Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Editora no Blog Cutback e colaboradora no jornal O Dia. Vencedora do 3º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental, na categoria web.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content