InícioAraruamaJustiça realiza primeira audiência sobre caso de homicídio de jornalista em Araruama

Justiça realiza primeira audiência sobre caso de homicídio de jornalista em Araruama

Audiência vai ouvir os depoimentos das testemunhas de acusação e defesa. Ao todo, treze pessoas devem depor. Leonardo Pinheiro, de 39 anos, foi morto em maio de 2020

Acontece na tarde desta terça-feira (13), a audiência de instrução e julgamento sobre o caso da morte do jornalista e pré-candidato a vereador Leonardo Soriano Pereira Pinheiro, assassinado a tiros em maio de 2020 em Araruama, na Região dos Lagos do Rio. Essa será a primeira audiência sobre o caso e será realizada no Tribunal do Júri de Araruama.

Leonardo Pinheiro tinha 39 anos e era conhecido na cidade por ser líder comunitário, atuar em projetos sociais e trabalhar em portais de notícias locais. Ele foi executado no dia 13 de maio enquanto realizava uma entrevista com moradores do bairro Parati.

Os suspeitos de envolvimento no crime são o policial militar Alan Marques de Oliveira e Cleisener Vinícios Brito Guimarães, conhecido como Kekei. Eles foram presos em 24 de outubro de 2020, em cumprimento a mandados de prisão no mesmo bairro onde o crime foi cometido.

A audiência é destinada a ouvir os depoimentos das testemunhas de acusação e defesa. Ao todo, treze pessoas devem depor.

De acordo com os advogados Patrick Berriel e Filipe Roulien Camillo, que defendem o policial militar Alan Marques de Oliveira, na audiência serão apresentadas provas relevantes para comprovar a inocência de Alan.

Após o relato das testemunhas, também esta contemplada na audiência a realização do interrogatório dos acusados. No entanto, vai acontecer somente se forem exauridas todas as provas de acusação e defesa.

*Com informações do G1.

Letycia Rocha
Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Colabora no jornal O Dia e Blog Cutback.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content