Internautas questionam contrato milionário de Saquarema para realizar festa julina

De acordo com Diário Oficial, contrato de empresa para serviços de instalação, decoração e iluminação cênica do 'Arraiá da Vila' custou R$1,5 milhão. Prefeitura rebateu críticas.

364

Uma festa julina em Saquarema está gerando bastante repercussão nas redes sociais. Mas não pela festança. É que só o contrato com a empresa para serviços de instalação, decoração e iluminação cênica com temática “Festa Junina” custou R$1.590.000,00 aos cofres públicos.

A vencedora da licitação, realizada no mês passado, foi uma empresa com sede em Camaragibe, no estado de Pernambuco.

A homologação do contrato foi publicada no Diário Oficial do município no dia 30 de junho. A festa, chamada Arraiá da Vila, será realizada às sextas, sábados e domingos de julho, iniciando neste dia 8, com programação musical em todos os dias de festa.

Uma internauta escreveu que o valor é “exorbitante e afrontoso”, devido a situação econômica atual. Outro criticou a Prefeitura por firmar esse contrato  com uma empresa de Pernambuco, enquanto ruas do interior do município estão cheias de “mato e buraco”.

No Instagram, a prefeita, Manoela Peres (UNIÃO), publicou vídeos através da ferramenta stories mostrando o local onde o evento será realizado, no Centro do município.

A reportagem procurou a Prefeitura de Saquarema, que respondeu às críticas por meio de nota. O município ressaltou que “a grande maioria da população aprovou o retorno do Arraiá da Vila, festa tradicional da cidade e que fomenta a cultura e o turismo local”.

Segundo a Prefeitura, “por conta de interesses políticos/eleitorais velados, alguns grupos oposicionistas incitam a população, utilizando-se da imprensa para agitar moradores contra as manifestações turísticas e culturais da cidade, de interesse da população, e que geram emprego e renda para os moradores”.

O município argumenta que o valor investido é superado pelos benefícios, seja na arrecadação de impostos, geração de empregos, fomento da economia e do turismo.

“Todas as barraquinhas da festa foram distribuídas para moradores da cidade, que NÃO precisaram pagar taxas ou qualquer outro valor à Prefeitura. Assim como em outros eventos do município, este procedimento garante que os barraqueiros também contratem outros moradores para trabalharem nos estabelecimentos durante o Arraiá da Vila”, esclareceu o município.

A Prefeitura também afirmou que a situação econômica da cidade é confortável e “permite que investimentos desse porte sejam feitos na cidade”.

Com relação às ruas, o município afirmou que “o programa Saquarema Não Para está realizando obras de drenagem, pavimentação, iluminação de led, construção de pontes, passarelas e calçadas, urbanização e sinalização viária em mais de 140 quilômetros de ruas e estradas”.

A Prefeitura informou que o prazo para a conclusão do programa é o ano de 2024.

“Vale ressaltar que este é o maior investimento em infraestrutura da história de Saquarema e um dos maiores de toda a Região dos Lagos”, disse a nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui