InícioCabo FrioI Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador de Cabo Frio começa na próxima...

I Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador de Cabo Frio começa na próxima quinta-feira (24)

Evento será realizado no Parque de Exposições de Tamoios, encerrando no domingo (27) com a Feira do Produtor Rural

O Parque de Exposições de Tamoios já está pronto para receber a I Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador de Cabo Frio, que começa na próxima quinta-feira (24) e vai até sábado (26), sempre das 9h às 22h. A programação é uma realização da Expresso Eventos e da Associação de Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador do Estado do Rio, com apoio da Prefeitura de Cabo Frio. O objetivo é divulgar a raça e incentivar o pecuarista local. 

Cerca de 185 cavalos de todo o estado do Rio estão inscritos. Para o acesso ao Parque de Exposições de Tamoios, que fica no complexo da Fazenda Campos novos, é obrigatório o usar máscaras e respeitar os protocolos de segurança e prevenção à Covid-19.

Segundo a secretária municipal de Agricultura e Pesca, Katyuscia Brito, os animais e as equipes chegam a Cabo Frio na próxima quarta-feira (23).

“A solenidade de abertura será na quinta-feira, às 9h. Em seguida começa a competição entre os machos, prevista para acontecer no decorrer do dia. A Feira do Produtor Rural também estará acontecendo, com nossos expositores trazendo produtos de qualidade todos os dias do evento, até domingo (27)”, afirma a secretária.

Na sexta-feira (25), a programação da Expo Mangalarga vai começar às 9h com o julgamento das fêmeas. Já no sábado (26), será o dia das competições de morfologia, marcha batida e marcha picada para machos e fêmeas. Os vencedores de cada categoria serão premiados com troféus e faixas. 

No domingo (27), a Feira do Produtor Rural começará às 10h e vai até às 17h. 

“A realização da Feira do Produtor Rural junto com a I Expo Mangalarga Marchador é um grande acontecimento. O público presente poderá também prestigiar as feiras de artesanato, de livros, o circuito esportivo para crianças e a oficina de tênis de mesa. Além disso, teremos o galpão com comidas típicas, gastronomia quilombola e muito mais”, finaliza Katyuscia Brito.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content