Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama, realiza captação de órgãos para pacientes que aguardam em fila de transplante

Entre os órgãos, estavam dois corações. A captação pode beneficiar pelo menos 50 pacientes

449

O Helicóptero do Programa Estadual de Transplantes (PET) fez dois pousos no quartel do Corpo de Bombeiros de Araruama esta semana para transportar órgãos, ossos e tecidos captados no Hospital Estadual Roberto Chabo.  Entre os órgãos, estavam dois corações. A captação pode beneficiar pelo menos 50 pacientes que aguardam na fila de transplante.

Todos os órgãos foram captados de dois pacientes que tiveram morte encefálica confirmada após grave acidente de moto. Eles chegaram a ser estabilizados no setor de trauma do hospital e ir para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI), mas o quadro se agravou dias depois.

Um deles, um homem de 32 anos, de Iguaba Grande, entrou na unidade no dia 23 de fevereiro. Depois de dez dias de tratamento intensivo, a equipe médica abriu processo para morte encefálica. Com a confirmação, solicitou à família a doação dos órgãos.

Pelas redes sociais, a irmã do paciente, Gabriela Boechat, falou sobre o ato de doação. “Foi uma escolha minha e da minha família realizar a doação de órgãos. Mediante toda a minha dor quero compartilhar com vocês que, através deste ato de amor, meu irmão está salvando neste momento muitas vidas e que seu coração continua batendo em outro peito”, declarou.

A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do hospital também captou coração, córneas, fígado, rins, ossos e pele do outro paciente de apenas de 13 anos. Com múltiplos trauma, não resistiu aos graves ferimentos após uma semana de internação.

Funcionários da unidade fizeram um corredor humano entre o CTI e o centro cirúrgico em solidariedade à família que perdeu seu ente querido e em gratidão pela doação dos órgãos.

“É apenas uma forma de nós honrarmos a família que tomou uma decisão tão difícil”, revelou o diretor do Hospital Estadual Roberto Chabo, Renato Corredeira. A unidade é administrada pelo Ideas em parceira com o Governo do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui