InícioRegião dos LagosCabo FrioFaraó das bitcoins/ Sócio de Glaidson Acácio retorna para cadeia onde a...

Faraó das bitcoins/ Sócio de Glaidson Acácio retorna para cadeia onde a Seap encontrou picanha e celulares

Tunay Pereira está entre os denunciados no esquema de pirâmide financeira. Ele também estava em Bangu 1 e ficará em cela separada e monitorada em presídio comum

Preso na ‘Operação Kryptos’, realizada em agosto deste ano contra uma quadrilha organizada que atuava com pirâmide financeira, o empresário Tunay Pereira Lima será transferido da Penitenciária Laércio da Costa Pellegrino, chamada de Bangu 1, para a Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, também no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. Ele é um dos homens de confiança e sócio do ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó das bitcoins”, também preso.

A decisão da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) segue determinação da juíza Rosália Monteiro Figueira, da 3ª Vara Federal Criminal. A magistrada já havia tomado decisão semelhante a respeito do ex-garçom. Os dois foram transferidos para Bangu 1 depois que a corregedoria da Seap encontrou celulares, picanha e linguiça e uma cela ao lado de onde estavam presos.

Glaidson e o sócio Tunay integram uma lista com outras 15 pessoas que foram denunciadas pela Polícia Federal e se tornaram réus na Justiça Federal. Entre os denunciados está a mulher do ‘Faraó das biticoins’, a venezuelana Mirelis Yoseline Diaz Zerpa, de 38 anos, que, segundo a PF, está nos Estados Unidos e é considerada foragida.

*Com informações do O Dia

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content