Início Cabo Frio Estoque para kit intubação em Cabo Frio é suficiente apenas para um...

Estoque para kit intubação em Cabo Frio é suficiente apenas para um mês

Prefeitura informou que abriu um processo de cotação eletrônica para adquirir mais insumos de forma emergencial

A Prefeitura de Cabo Frio informou, nesta sexta-feira (16), que o estoque de medicamentos utilizados para a intubação de pacientes no município é suficiente para, aproximadamente, apenas os próximos 30 dias. A situação de desabastecimento do ‘kit intubação’ já preocupa em diversas cidades do país.

O aumento das internações em UTI, causado pela pandemia do coronavírus, vem gerando a escassez dos medicamentos, como analgésicos, bloqueadores neuromusculares e hipnóticos. Já há relatos de pacientes que acordaram durante o processo de intubação.

Essas medicações tem como objetivo deixar o paciente sedado, sem dor e com a musculatura paralisada, para que o procedimento seja realizado em segurança tanto para o paciente quanto para a equipe médica.

O ‘kit intubação’ é utilizado de forma contínua durante a internação, o que pode chegar a meses em um único paciente. E não são apenas pacientes da Covid-19 que precisam da medicação.

Os itens também são utilizados em procedimentos cirúrgicos, endoscopias e colonoscopias. Além do uso para manter o paciente sedado em ambiente de terapia intensiva.

A prefeitura de Cabo Frio, em nota, disse que recebeu 1.441 ampolas de medicamentos que compõem o ‘kit intubação’ do Governo do Estado no dia 7 de abril.

Ainda conforme o município, a Secretaria Municipal de Saúde abriu um processo de cotação eletrônica para aquisição emergencial desses insumos.

RIO USA SEDATIVOS DE UNIDADES VETERINÁRIAS PARA ATENDER PACIENTES COM COVID-19

A situação de escassez dos ‘kits intubação’ na capital carioca é alarmante.

Sedativos do Centro de Controle de Zoonoses do Rio, analgésicos e anestésicos foram levados para o Hospital Ronaldo Gazolla, unidade referência para o tratamento da Covid-19 na rede municipal.

Os remédios, que não são de uso exclusivo veterinários, foram remanejados para suprir a falta dos insumos no local de atendimento, segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

Letycia Rocha
Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Colabora no jornal O Dia e Blog Cutback.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content