Disque Denúncia pede informações para ajudar na investigação da morte de Aline Borel

Corpo da cantora e digital influencer foi encontrado na última quinta-feira (21) na Praia do Dentinho, em Araruama

505

O Dique Denúncia divulgou, nesta sexta-feira (22), um cartaz pedindo para que a população ajude com informações que possam auxiliar nas investigações da morte da digital influencer Aline Borel, de 28 anos, em Araruama.

A cantora foi encontrada morta na Rua Dr. Leal, na Praia do Dentinho, no distrito de Praia Seca, na última quinta-feira (21).

Conforme a perícia, a vítima foi alvejada por dois disparos de arma de fogo no rosto. A data da morte, circustâncias e autoria ainda não desconhecidas.

Com músicas bem humoradas, como “Eu vacilei, pô. Estou ciente” e “É cansativa a vida do crente” e diversos vídeos nas redes sociais, Aline cativou o público na internet.

A influencer, famosa desde meados de 2015, virou ícone de memes, caiu no gosto de celebridades com um carisma ímpar e teve até participação em programas de TV, além de somar mais de 30 mil seguidores do Instagram.

Na semana passada, a família havia anunciado que a cantora iria se afastar das redes sociais para cuidar da saúde mental.

“Como muitos sabem, a Aline sofre de depressão há alguns anos, faz tratamento psiquiátrico e depende de remédios para ficar bem. Quando ela voltou para as redes, ela já tinha passado por recaídas, mas estava bem de saúde. Porém, a depressão é cruel e ela teve uma recaída séria, que levou a um surto. A Aline não faz uso de nenhum tipo de droga, que fique claro”, diz um trecho do texto, publicado no Instagram.

A ocorrência foi registrada na 118ª Delegacia de Polícia (118ª DP). Ninguém foi preso até o momento.

O Disque Denúncia recebe informações sobre o caso, nos seguintes canais de atendimento:

Em todas as plataformas digitais, o anonimato é garantido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui