InícioMeio AmbienteDia Mundial da Árvore é celebrado com plantio às margens da Lagoa...

Dia Mundial da Árvore é celebrado com plantio às margens da Lagoa de Juturnaíba

Ato simbólico marca o início do reflorestamento de uma área de 1,5 hectare, por meio do projeto Revivendo Águas Claras

Pau Brasil, Ingá, Ipê, são algumas das 60 espécies das 2.600 árvores nativas que serão plantadas em uma área de 1,5 hectare, às margens do manancial de Juturnaíba, local onde a Prolagos, uma empresa da Aegea Saneamento, realiza a captação da água bruta para abastecer as cidades de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. A iniciativa acontece em celebração ao Mês Mundial da Árvore (21), por meio do projeto Revivendo Águas Claras, programa de recuperação e conservação das matas ciliares dos rios e mananciais da bacia hidrográfica do Rio São João.

O reflorestamento começou um plantio simbólico com a participação de colabores da concessionária, de alguns membros da sociedade civil organizada e do Comitê de Bacias Lagos São João. “Preservar o manancial é preservar a vida. Nós precisamos zelar por ele e pela vegetação às margens da lagoa, pois se permitirmos que as áreas continuem desmatadas, ficaremos sem água no futuro” – pontua Dalva Mansur, coordenadora da Câmara Técnica de Educação Ambiental, do Comitê de Bacias Lagos São João.

Iniciado em 2012, o primeiro passo do projeto foi a elaboração de um diagnóstico da Lagoa de Juturnaíba, com levantamento fotográfico, arquivo documental e histórico do manancial. Essas informações foram cruzadas com o banco de dados cadastrados georreferenciados para identificar as áreas prioritárias para recuperação. “Temos um total 109 hectares de área cadastrados no projeto. Até hoje, já recuperamos cerca de 20 hectares. Mas nosso trabalho não termina no plantio. Durante um ano fazemos o acompanhamento dessas árvores para garantir que elas cresçam fortes e saudáveis” – explica Felipe Liberato, coordenador de EHS da Prolagos.

O levantamento foi amplamente divulgado na comunidade por meio de reuniões e palestras, com objetivo de mobilizar a população e estimular o cadastramento de produtores rurais e proprietários das áreas no entorno da lagoa de Juturnaíba e de seus afluentes para elaboração de um banco de áreas para reflorestamento. “Resolvi cadastrar parte do meu sítio porque precisamos fazer o reflorestamento para recuperar a vegetação local, atrair mais animais e ajudar a nossa lagoa” – afirma o fazendeiro, Antônio Carlos Nogueira.

O projeto faz parte do Plano de Educação Ambiental da concessionária, aprovado pela Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa), que visa estabelecer ações educativas voltadas às atividades de proteção, recuperação e melhoria socioambiental. A iniciativa é realizada em parceria com as duas concessionárias da Região dos Lagos, Consórcio Lagos São Joao e Comitê de Bacias Lagos São João.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content