InícioRegião dos LagosCabo FrioDesentendimento entre garçom e cliente escala para confronto físico em Cabo Frio

Desentendimento entre garçom e cliente escala para confronto físico em Cabo Frio

Ocorrência foi registrada nesta sexta-feira (1), após discordância em relação à cobrança da taxa de 10%. Proprietária afirma que, a todo instante, prestou assistência aos envolvidos

Um desentendimento entre um garçom e um cliente foi registrado na Praia das Conchas, no bairro Peró, em Cabo Frio. O fato, que evoluiu para uma briga física, aconteceu em um conhecido quiosque, na tarde desta sexta-feira (1). Conforme informações, a briga teve início por uma divergência sobre a cobrança da taxa de serviço de 10%, onde o cliente teria alegado insatisfação com o atendimento e a demora na entrega dos pedidos.

O funcionário envolvido, um garçom que trabalhava em regime de freelancer, havia sido contratado apenas para aquele dia, substituindo um outro que havia passado mal. Durante a discussão, ele teria solicitado que os clientes insatisfeitos se retirassem, momento em que um deles teria iniciado a agressão física.

Outros funcionários e clientes presentes teriam tentado intervir para acalmar a situação, mas, conforme relatos, a briga se intensificou rapidamente.

A responsável pelo quiosque, que atua no ramo há 15 anos, conta que interveio imediatamente após o embate físico, prestando assistência aos envolvidos. Ela afirma que providenciou o encaminhamento dos feridos ao Hospital Central de Emergências (HCE), no bairro São Cristóvão, acompanhando o atendimento. A mulher também destaca “que nunca havia presenciado um incidente dessa natureza em anos de operação na praia”.

Posteriormente, a proprietária conta que buscou contato com as famílias dos envolvidos, mantendo comunicação e oferecendo suporte necessário.

Por fim, a mulher afirma que, após o incidente, portais de notícias teriam divulgado informações “maldosas” sobre o ocorrido, as quais, estariam “exageraram os fatos”, chegando a mencionar, inclusive, que ela teria mandado que o garçom agredisse o cliente. A proprietária diz que essa cobertura teria levado ao fechamento do estabelecimento na manhã deste sábado (2), por determinação da prefeitura.

A responsável pelo local contesta as versões apresentadas e sustenta que possui provas que evidenciam a realidade dos eventos, afirmando que a agressão foi iniciada pelo cliente e que em momento algum a ordem de agressão teria partido dela.

O RC24h entrou em contato com a prefeitura, questionando sobre o fechamento do quiosque. Sobre o caso, o município enviou a seguinte nota:

“A Prefeitura de Cabo Frio informa que mediante o ocorrido no quiosque citado, o funcionamento do estabelecimento foi suspenso imediatamente pela Secretaria Adjunta de Licenciamento e Fiscalização. Após o registro da ocorrência e a interdição das atividades comerciais, um processo administrativo foi aberto para apuração do caso. Depois da conclusão será definido quais sanções serão aplicadas. Enquanto o processo não for finalizado, o quiosque está terminantemente proibido de funcionar. A Prefeitura reforça ainda que a fiscalização em todas as praias do município é contínua”.

O caso foi registrado na 126ª DP (Cabo Frio) e as autoridades estão investigando o ocorrido.

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida e pós-graduanda em Assessoria de Imprensa, Jornalismo Estratégico e Gestão de Crises pela Universidade Castelo Branco.

Já atuou como apresentadora na Jovem TV Notícias, em 2021. Escreve pelo Portal RC24h há três anos e atua, desde julho de 2022, como repórter do Jornal Razão, de Santa Catarina.

É autora publicada, com duas obras de romance e mais de 500 mil acessos nas plataformas digitais.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo