InícioDestaqueConcessionária pede que valor da tarifa de pedágio seja mantido na Via...

Concessionária pede que valor da tarifa de pedágio seja mantido na Via Lagos mesmo após deflação

Em 2023, a tarifa de pedágio cobrada pela CCR Via Lagos deveria ser reduzida devido à deflação nos índices, conforme previsto no contrato de concessão anual

Na próxima terça-feira (25), será levado a plenário na Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) um pedido controverso da CCR ViaLagos, concessionária responsável por administrar o trecho da RJ-124, que solicita a manutenção da tarifa de pedágio a partir do dia 1º de agosto, mesmo após deflação nos índices que compõem a fórmula do reajuste anual.

De acordo com o contrato de concessão, o reajuste anual da tarifa acontece, anualmente, no mês de agosto. Porém, em 2023, a deflação nos índices indicaria uma redução nos valores praticados pela concessionária, beneficiando os usuários. No entanto, a CCR ViaLagos apresentou uma solicitação à Agetransp para que o valor não seja reajustado, reduzido ou aumentado, mas mantido nos valores atuais. A tarifa básica é de R$ 17,30. Já a tarifa básica com adicional, praticada entre 12h de sexta-feira e 12h de segunda-feira, além de feriados nacionais, é de R$ 28,80.

Advogado Vinicius Vasconcelos foi às redes sociais falar sobre o assunto

O pedido tem gerado forte repercussão e críticas, sendo considerado “completamente imoral” por Vinicius Vasconcelos, advogado araruamense. Ele argumenta que a conduta da concessionária infringe o contrato de concessão.

“Além de uma conduta completamente imoral, ela também infere o contrato de concessão. Esses reajustes anuais podem ser a maior ou a menor. Agora deve ser reajustada de modo para beneficiar o usuário, e a CCR está fazendo de tudo para que isso não ocorra”, afirma o advogado Vinicius Vasconcelos.

Mesmo de férias, dr. Serginho garante que entrou em contato com Agetransp

O deputado estadual dr. Serginho (PL) também manifestou a posição contrária ao pedido da CCR Via Lagos ao ser procurado pelo Portal RC24h. Mesmo durante as férias, ele tomou medidas para que o pedido de manutenção da tarifa seja indeferido e solicitou a redução do valor do pedágio cobrado pela concessionária.

Procurada pela reportagem, a CCR Via Lagos disse, em nota que “a data contratual do reajuste anual das tarifas de pedágio da CCR ViaLagos é 1º de agosto, portanto, os valores a serem praticados a partir dessa data serão avaliados e aprovados pelo Conselho Diretor da Agetransp durante sessão regulatória a ser realizada em 25 de julho, razão pela qual as tarifas atuais estarão em vigor até 31 de julho”.

MTb 0022570/MG | Coordenadora de Reportagem | Site do(a) autor(a)

Pós-graduada em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi; e graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida.

Atuou como produtora/repórter na Lagos TV, Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo, apresentadora na Rádio Costa do Sol FM e editora no Blog Cutback. É repórter no Portal RC24h desde 2016 e coordenadora de reportagem desde 2023, além de ser repórter colaboradora no jornal O Dia/Meia Hora. Também é criadora de conteúdo para a Web 3.0 na Hive.

Vencedora do 3º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental, na categoria web.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo