Colégio particular de Cabo Frio sofre ameaça de massacre

Uma pichação foi identificada no banheiro masculino e a polícia foi acionada na manhã desta quarta-feira (18); direção da instituição afirma que as aulas acontecerão normalmente nesta quinta (19), dia previsto para o possível ataque

6586

Alunos do Colégio Franciscano Sagrado Coração de Jesus, localizado no Centro de Cabo Frio, estão sofrendo ameaças de um possível massacre – que aconteceria na quinta-feira (19) – dentro da instituição, que é religiosa. Segundo os estudantes, as intimidações começaram na terça (17), mas se agravou nesta quarta (18), com mensagens pichadas nas paredes.

A situação assustou os pais, que foram até o colégio em busca de algum posicionamento. Durante a manhã, a Polícia Militar foi acionada pela direção e permaneceu no local. A reportagem entrou em contato com a PM, que confirmou a denúncia e afirmou que foram identificadas inscrições no banheiro masculino e nada mais. Em contrapartida, imagens recebidas pelo RC24h mostram pichações em um quadro e carteira escolar. Não se sabe se as ameaças foram apagadas antes da chegada das autoridades.

Ainda conforme os estudantes, por volta das 7h, uma das freiras que está à frente da instituição afirmou que “isso não é bom e que, caso realmente aconteça, vai manchar a imagem da escola. Além disso, se as ameaças continuassem, iriam tomar as devidas atitudes”.

A falta de posicionamento sobre a suspensão ou não das aulas é a maior preocupação de quem estuda no local. Nessa quarta, o horário foi cumprido normalmente, já na quinta-feira (19), dia em que o suposto massacre está previsto, não há confirmação para eles.

Os alunos que entraram em contato com a reportagem disseram que ouviram gritos vindos do colégio ao lado, que diziam “os playboys vão morrer”. Não há constatação se essas pessoas têm ligação com as ameaças ou se apenas foi uma “brincadeira de mau gosto”. Além disso, durante o intervalo escolar, muitos jovens teriam debochado, afirmando que haviam feito a pichação. Inclusive, um deles, supostamente, foi levado em companhia de um policial para a direção.

O Portal RC24h entrou em contato com a diretora do colégio, irmã Maria de Lourdes, que confirmou o acontecimento, mas disse que não foram pichações, e sim uma única escritura no banheiro masculino. Além disso, o contato com a PM e Guarda Municipal foi para compreender o que fazer na situação. Ela disse ainda que entende a reação dos pais, mas que, mesmo sendo solicitado pelos mesmos, as mochilas dos alunos não serão revistadas, pois essa é uma atitude que deve ser feita em casa.

A irmã pontuou que a instituição contatou o jurídico, e que todas as providências estão sendo tomadas. Disse também que atendeu todos os pais que procuraram a direção, os tranquilizando, pois não há motivos para alarde. Por fim, afirmou que haverá aula na quinta-feira.

Providências que serão tomadas

Durante reunião com a PM, foram sugeridas medidas preventivas como palestras voltadas para o ato infracional e crimes no ambiente escolar – ideia que foi aceita pela direção. Uma equipe policial retornará ao colégio nesta quinta-feira, no período de aula, onde fará atividades com os estudantes e vão ministrar palestras, divididas em dois tempos, de acordo com as necessidades apresentadas pela instituição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui