InícioRegião dos LagosAraruamaCidades da Costa do Sol divulgam programação do Dia de Iemanjá

Cidades da Costa do Sol divulgam programação do Dia de Iemanjá

Comemorada nesta sexta-feira (2), os municípios da região contam com uma gama de eventos religiosos e repletos de representatividade até a próxima semana. Confira:

O Dia de Iemanjá, uma das mais veneradas divindades das religiões afro-brasileiras, como Candomblé e Umbanda, é comemorado nesta sexta-feira (2). Para homenageá-la, cidades da Costa do Sol estão promovendo uma série de eventos religiosos e repletos de representatividade.

Dentre as dez cidades da região, apenas Araruama não conta com eventos previstos em comemoração à data. Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia ainda não confirmaram as festividades.

Os demais municípios terão programações especiais na sexta; entre sábado (3) e domingo (4); ou vão se estender no decorrer da próxima semana.

Confira:

Búzios

Entre os dias 2 e 5 de fevereiro, a cidade se tornará palco de dois eventos culturais em comemoração ao Dia de Iemanjá: o V Festival Odoya e a XV Festa de Iemanjá, ambos celebrando a cultura afro-brasileira.

O V Festival Odoya, ocorrendo em diversos pontos do município, desde o bairro Rasa até o bairro Ossos, terá sua programação estendida das 14h às 20h. O festival, organizado pelos Filhos de Asè Cantinho da Vovó Maria Conga – Etemy Sirlei d’Iemanjá e com apoio do município, tem sido um marco desde 2004.

As atividades incluem uma abertura oficial na Praça Quilombola da Rasa, apresentações culturais, rodas de conversa, homenagens e o Cortejo a Iemanjá. O evento também contempla a Feira de Artes Odoya, a Noite Black Buziana e a participação no 1º Cruzeiro Afro Central – MSC.

Paralelamente, o Terreiro Kwê Cejà Obafu Nidan, em parceria com a Prefeitura de Búzios através da Secretaria de Cultura e Patrimônio Histórico, organiza a Semana do Axé, que começa no dia 1 de fevereiro no Espaço Cultural Zanine. Esta celebração incluirá a exibição do documentário “Meu tempo é agora”, o lançamento do livro “O sagrado e o profano” e a exposição “Barcos”. A Semana do Axé culmina com a tradicional XV Festa de Iemanjá, no dia 3 de fevereiro, um evento aguardado por religiosos do culto de Matriz Africana, turistas e moradores. A festa, realizada na Praia de Manguinhos, é marcada pela entrega de presentes à Iemanjá, simbolizando respeito e veneração.

Veja a programação:

V Festival Odoya – Búzios (2 a 5 de fevereiro)

2 de fevereiro:

  • Abertura Oficial às 14h na Praça Quilombola da Rasa – Mercado do Pescador
  • Apresentações Culturais;
  • Roda de Conversa com o tema “Garantia de Direito das Comunidades Tradicionais de Matrizes Africanas”;
  • Homenagens;

3 de fevereiro

  • Cortejo a Iemanjá às 5h30 da manhã, saindo da Praia do Pescador da Rasa em direção à Praça Quilombola;
  • Café da Manhã de Asé;

4 de fevereiro:

  • Feira de Artes Odoya na Praça dos Ossos, das 14h até 20h
  • Participação no 1º Cruzeiro Afro Central – MSC

5 de fevereiro:

  • Feira de Artes Odoya na Praça dos Ossos, das 14h até 20h
  • Noite Black Buziana – Aos Sons das Águas às 18h

XV Festa de Iemanjá e Semana do Axé – Búzios (1 a 3 de fevereiro)

1 de fevereiro:

  • Exibição do documentário “Meu tempo é agora” – 100 anos do Terreiro IIê Axé Opô Afonjá no Espaço Zanine às 16h;
  • Lançamento do livro “O sagrado e o profano” de Nilma Accioli no Espaço Zanine às 18h;

2 de fevereiro:

  • Abertura da exposição “Barcos” – Artistas da região no Espaço Zanine às 18h;

3 de fevereiro:

  • Orô interno: “Momento Reflexão no Terreiro Kwê Cejà Obafu Nidan”;
  • XV Festa de Iemanjá às 15h no Píer de Manguinhos;
  • Projeto “Candomblé e saúde” na Praia de Manguinhos.

Cabo Frio

Cabo Frio vai celebrar o Dia de Iemanjá com a 18º edição do “Presente às Águas” na sexta-feira, no Canto da Praia do Forte e, pela primeira vez, no Pontal de Santo Antônio, em Tamoios. No distrito, o evento religioso e festivo se estende até sábado. Toda a programação é gratuita e aberta ao público.

Na Praia do Forte, o evento começa na sexta, às 9h40, com a saída da carreata do Asé Parque São Jorge com a imagem de Iemanjá, que tem previsão de chegada às 11h no Canto do Forte. A partir das 12h tem início as apresentações culturais como capoeira, samba de roda, jongo e também apresentação dos ritmos sacros do Candomblé.

Às 15h haverá uma missa campal à Nossa Senhora dos Navegantes e às 15h30 uma palestra sobre Intolerância Religiosa. A programação continua com louvação e homenagens dos terreiros de Umbanda, às 16h, e dos terreiros de Candomblé, às 16h40, com saída do presente às 17h30. O encerramento ficará por conta do grupo Samba das Matas, a partir das 18h.

Em Tamoios, a concentração será às 17h no Pontal de Santo Antônio e às 19h terá xirê para os Orixás. Às 20h30 acontece o toque com ogans das casas de Matriz Africana.

No sábado, a concentração para o evento no distrito será às 14h, no Ginásio Poliesportivo João Augusto Teixeira Silva. A partir das 14h15 sai o cortejo com a imagem de Iemanjá e com os integrantes das casas religiosas em direção ao Pontal de Santo Antônio.

Às 15h30 será feita a louvação a Exu; às 16h o xirê e às 17h a entrega dos balaios. No Pontal, a imagem será posteriormente fixada nas proximidades da areia. A entrega dos balaios será nos barcos de pescadores durante a procissão marítima. E às 18h os ogans tocarão pontos para os presentes.

Veja a programação:

Sexta-feira (2) – Praia do Forte:

  • 9h40: Saída da carreata do Asé Parque São Jorge com a imagem de Iemanjá.
  • 11h: Previsão de chegada da imagem de Iemanjá no Canto do Forte.
  • A partir das 12h: Apresentações culturais, incluindo capoeira, samba de roda, jongo e ritmos sacros do Candomblé.
  • 15h: Missa campal à Nossa Senhora dos Navegantes.
  • 15h30: Palestra sobre Intolerância Religiosa.
  • 16h: Louvação e homenagens dos terreiros de Umbanda.
  • 16h40: Louvação e homenagens dos terreiros de Candomblé.
  • 17h30: Saída do presente.
  • A partir das 18h: Encerramento com o grupo Samba das Matas.

Sexta-feira (2) – Tamoios:

  • 17h: Concentração no Pontal de Santo Antônio.
  • 19h: Xirê para os Orixás.
  • 20h30: Toque com ogans das casas de Matriz Africana.

Sábado (3) – Tamoios:

  • 14h: Concentração no Ginásio Poliesportivo João Augusto Teixeira Silva.
  • 14h15: Saída do cortejo com a imagem de Iemanjá e integrantes das casas religiosas em direção ao Pontal de Santo Antônio.
  • 15h30: Louvação a Exu.
  • 16h: Xirê.
  • 17h: Entrega dos balaios.
  • Posterior fixação da imagem de Iemanjá nas proximidades da areia e entrega dos balaios nos barcos de pescadores durante a procissão marítima.
  • 18h: Ogans tocando pontos para os presentes.

Saquarema

A Associação dos Cultos Afro-brasileiros de Saquarema – Afro Saquá, com apoio do município, vai realizar, no domingo (4) mais uma edição da “Festa de Iemanjá”. A celebração contará com carreata, procissão, ritual de entrega dos presentes à rainha do mar, apresentação de dança cigana e roda de samba.


Veja a programação:

  • 9h – Posto Ipiranga de Bacaxá (concentração);
  • 10h20 – Saída da carreata em direção à praça do Bem-Estar;
  • 11h20 – Procisssão em direção à Praia da Vila (quiosque 4);
  • 12h – Início das cantigas tradicionais;
  • 14h – Entrega do Presente à lemanjá;
  • 15h – Início das atrações: roda de samba; dança cigana; musicalidade africana.

Iguaba Grande

Na sexta-feira, o município de Iguaba Grande vai promover a celebração “Presente de Iemanjá”. O evento acontece em frente à Cidade do Idoso, com concentração prevista para as 17h30. A data comemorativa tem respaldo na lei municipal 1490/2023 e abrange as manifestações das religiões de matrizes africanas.


Macaé

No dia 4 de fevereiro, a União dos Terreiros e Casas de Cultos Afro-brasileiros de Macaé (UTECAB) irá realizar a aguardada Festa de Iemanjá. Essa festividade, que é promovida por religiões de matriz africana, terá início às 9h30 em frente à Sociedade Musical Lyra dos Conspiradores, na Rua Sacramento, 63, e seguirá em cortejo até o Mercado de Peixes, onde ocorrerá a entrega. A celebração é alusiva ao Dia Municipal de Iemanjá, estabelecido pela Lei Municipal 3.975/2013, que foi celebrado no dia 2 de fevereiro.

O cortejo será conduzido por líderes religiosos, congregando candomblecistas, umbandistas e simpatizantes das religiões de matrizes africanas, com o objetivo de homenagear, agradecer e fazer pedidos à divindade Iemanjá.


Rio das Ostras

Rio das Ostras recebe, no domingo, o evento “Balaio de Iemanjá”, iniciando às 8h e se estendendo até as 19h na Concha Acústica, localizada no Centro da cidade. A festividade é totalmente gratuita.

A celebração se inicia com um Balaio Ecumênico pela manhã, que inclui homenagens, xirê, uma procissão e um banho de cheiro. À tarde, as festividades continuam com o Balaio Cultural, apresentando um espetáculo da artista Cida Garcia, uma sessão de batucada, e um baile charme com a participação dos DJs Nanda Machado e DJ Aeeul.

O evento também contará com uma performance do grupo Afrokarma.


Maricá

Em Maricá, com apoio do município, acontece na sexta-feira a 17ª edição do Presente de Iemanjá, na Rua 90, em Cordeirinho. A homenagem, realizada por religiões de matriz africana, começa a partir das 17h30, em frente a Capela de Nossa Senhora dos Navegantes, na rua 25, e percorre em cortejo até a rua 90, onde acontece a entrega.

Idealizado por Loretta Yang e Wallace Lima, que são devotos de Nossa Senhora dos Navegantes, o rito será realizado por líderes religiosos. Candomblecistas, umbandistas e simpatizantes das religiões de matrizes africanas comparecem ao local para homenagear, agradecer e fazer pedidos à Iemanjá. Essa é considerada uma das mais tradicionais festas do Orixá Iemanjá na cidade.


Sobre Iemanjá

Originária do panteão africano Yorubá, Iemanjá é associada ao oceano, maternidade e à vida. Na mitologia Yorubá, é considerada mãe de muitos Orixás, deidades do panteão africano. A devoção a Iemanjá foi trazida ao Brasil pelos africanos durante o período da escravidão. Com o tempo, a figura de Iemanjá se fundiu com elementos católicos e culturais brasileiros, tornando-se uma importante representante do sincretismo religioso no Brasil.

O dia dedicado a Iemanjá varia conforme a região e a tradição religiosa. No Candomblé, o dia de Iemanjá é frequentemente celebrado em 2 de fevereiro, uma data que se tornou amplamente reconhecida em várias partes do Brasil, especialmente na Bahia, onde ocorrem grandes festividades em sua homenagem. Em outras regiões, como no Rio de Janeiro, as celebrações podem ocorrer em 31 de dezembro, marcando também o encerramento do ano.

As celebrações a Iemanjá incluem oferendas lançadas ao mar, como flores e objetos simbólicos, além de rituais que envolvem cantos, danças e orações. Esses rituais refletem o respeito e a devoção dos fiéis, buscando a proteção e as bênçãos da deidade. A figura de Iemanjá também é importante no contexto cultural, sendo frequentemente representada em obras de arte, música e literatura brasileira, simbolizando a força, a maternidade e a beleza das tradições afro-brasileiras.

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida e pós-graduanda em Assessoria de Imprensa, Jornalismo Estratégico e Gestão de Crises pela Universidade Castelo Branco.

Já atuou como apresentadora na Jovem TV Notícias, em 2021. Escreve pelo Portal RC24h há três anos e atua, desde julho de 2022, como repórter do Jornal Razão, de Santa Catarina.

É autora publicada, com duas obras de romance e mais de 500 mil acessos nas plataformas digitais.

- Advertisement -
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img

Mais Lidas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Pular para o conteúdo