Campeonato Internacional de Bodysurf premia seis categorias neste domingo (10) em Maricá

Kalani Lattanzi, um dos maiores atletas da modalidade, foi narrador da competição em Cordeirinho

286

Maricá, por meio das secretarias de Turismo, de Esporte e Lazer e de Promoção e Projetos Especiais, encerrou neste domingo (10), na Praia de Cordeirinho, o Campeonato Internacional de Bodysurf. O evento foi promovido em parceria com a International Bodysurfing Association (IBSA), entidade oficial da modalidade em todo o mundo, e foram premiados os melhores colocados em seis categorias de bodysurf (chamado popularmente de ‘jacaré’) e duas de altinha (lista abaixo). Participaram atletas locais e vindos de estados como Espírito Santo, São Paulo, Rio Grande do Sul e também de países como Peru e Estados Unidos.

O secretário de Turismo, Robson Dutra, falou sobre a importância de trazer grandes eventos para Maricá. “Atrações como essas são um diferencial da nossa cidade, porque a Prefeitura proporciona para a população e os visitantes a experiência de assistir e participar com toda a família, valorizando o esporte e as belezas naturais no nosso ‘quintal’”, afirmou.

No campeonato houve, ainda, oficinas gratuitas de yoga, beach tennis, bodyboard e jiu jitsu para crianças, além de ações sociais como limpeza da praia e conscientização sobre reciclagem de lixo, desde o início do evento na sexta-feira (8). “Tivemos um público excelente. A estrutura também foi melhor que a do ano passado e tudo isso dá gás ao evento para fazer ainda melhor no próximo ano”, avaliou Tiago Brodão, um dos organizadores do torneio.

 Atleta internacional é inspiração para competidores

Narração e a entrega dos prêmios ficaram a cargo de Kalani Lattanzi, um dos principais atletas internacionais do bodysurf e famoso por ser o único a descer de peito as ondas gigantes da praia portuguesa de Nazaré. O havaiano criado no Brasil parabenizou a organização do evento e elogiou as ondas de Cordeirinho e os atletas que disputaram o torneio.

“Foi uma experiência incrível vir aqui! Todo campeonato com uma ‘vibe’ muito boa. O que vi aqui foram alguns dos maiores atletas do Brasil, gente com muito potencial para surfar em Nazaré como eu. Outros muito bons que reconheço. É só treinar e ter disciplina que esses garotos vão bem longe”, garantiu Kalani, que distribuiu autógrafos e tirou fotos com seus fãs na areia.

 Um desses talentos é o maricaense João Pedro Cavalcanti, que chegou ao terceiro título consecutivo na categoria Pro e o segundo neste torneio, além do vice na categoria Pro Open. O jovem bodysurfer projeta, assim como Kalani Lattanzi, que pode um dia descer as ondas de Nazaré mas quer também surfar nas praias da Indonésia, no sudeste asiático.

 “O Kalani é o mais ‘brabo’ de todos, um cara com fôlego de peixe, e eu quero ser como ele. Luto desde cedo para estar no ranking e sem patrocínio, só na vontade mesmo. Faço o que gosto e sei fazer e, assim, estou sempre no pódio”, disse João Pedro.

Ex-lutador de MMA, Thales Leites foi o convidado para passar seus conhecimentos aos jovens participantes em aulas gratuitas de defesa pessoal. “Estar de eventos assim é sempre bom porque, além das artes marciais trazerem todos os benefícios que conhecemos como a autoestima e a socialização, o aluno aprende a se defender, se autoconhecer e se torna uma pessoa mais calma”, disse o ex-atleta que possui 38 lutas no currículo.

Na plateia do evento estava a primeira dama de Maricá, Rosana Horta, que ressaltou não ter dúvidas de que seria tudo um grande sucesso. “Um evento com essa energia, gente de todas as idades e nesse lugar lindo só poderia dar certo como deu. Sucesso total!”, constatou.

Veja quem foram os vencedores de cada categoria:

Master: Igor Moura

Pro: João Pedro Cavalcanti

Feminino: Cláudia Alvim

Sub-18: Paulo Roberto

Sub-14: J.P. Galanti

Pro-Open: Daniel Machado

Altinha: Equipes RO Altas e Altalento

Fotos: Katito Carvalho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui