InícioRegião dos LagosCabo FrioCabo Frio terá Comissão do Bicentenário da Independência do Brasil

Cabo Frio terá Comissão do Bicentenário da Independência do Brasil

Instituída via decreto municipal, o grupo vai organizar as ações que celebram os 200 anos da data e contam a história de cidade neste período

O prefeito José Bonifácio assinou nesta sexta-feira (20) o decreto municipal nº 2200/2021 que cria a Comissão do Bicentenário da Independência do Brasil em Cabo Frio. A oficialização aconteceu em uma cerimônia na nova área incorporada ao Parque do Itajuru. 

No local passam a ficar as sedes da Comissão e da Coordenadoria Geral de Igualdade Racial, além da futura Biblioteca Parque, que levará o nome do médico José Roberto Rocha. O evento contou com a presença de secretários municipais, vereadores, do deputado federal Chiquinho Brazão e demais autoridades.

“Desapropriamos essa área para que seja um espaço da população, um local que estará aberto às pessoas. Nosso desejo é que crianças e jovens possam vir e conhecer esse lugar, e em breve, desfrutar da Biblioteca Parque José Roberto Rocha. Essa comissão contará sobre os 200 anos da Independência do Brasil, falando de lutas, conquistas e história. É uma satisfação realizar essa entrega”, disse o prefeito José Bonifácio.

A Comissão do Bicentenário da Independência do Brasil vai iniciar os trabalhos após a publicação do decreto. As atividades serão desenvolvidas até 7 de setembro de 2022, quando se celebra os duzentos anos do marco histórico. O grupo será composto por doze pessoas, com representações das secretarias de Governo, de Cultura, do Turismo, Esporte e Lazer, do Gabinete, da Coordenadoria Geral de Igualdade Racial e da sociedade civil. A comissão será presidida pelo sociólogo Paulo Baía.

“O bicentenário é um ato cívico, que engloba todos os setores brasileiros e as pessoas. Ele descortina aqueles que estavam apagados, dando visibilidade a todos os movimentos culturais, religiosos e étnicos, junto com aqueles que são responsáveis pela formação da nacionalidade brasileira. Na minha sinopse, fiz questão de insistir em algo integrador para todos em Cabo Frio. Esse é um marco não apenas para a cidade, mas é um marco da nacionalidade brasileira em todo território, de acordo com a importância histórica que Cabo Frio teve a partir de 1540.Vamos trabalhar incluindo e mostrando o que está escondido, estampar e ao mesmo tempo ressignificar a presença dessa cidade linda na história”, disse o sociólogo Paulo Baía.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content