Cabo Frio recebe comitiva de Iguaba Grande para visita técnica sobre a Moeda Social Itajuru

Município vai implantar a moeda “Caboclinho” e o encontro serviu para intercâmbio com a experiência cabo-friense

89

Mais uma vez, as ações públicas desenvolvidas pela Prefeitura de Cabo Frio atraem representantes de outras cidades e, na última quarta (27), uma comitiva de Iguaba Grande veio conhecer o funcionamento da Moeda Social Itajuru. O grupo foi recebido pela secretária de Assistência Social, Nilza Miquelotti, e por técnicos da pasta. O objetivo do encontro foi apresentar a experiência cabo-friense com o programa de transferência de renda. A expectativa de Iguaba é implantar a “Caboclinho” até setembro deste ano.

Participaram da visita técnica a diretora de Gestão dos Programas de Transferência de Renda, Laiane Lima; o coordenador do Programa Municipal de Transferência de Renda, Carlos Lohr; e os assistentes sociais Michele Magaldi e Vitor Ribeiro, que conheceram a equipe de Cabo Frio e também o funcionamento e as instalações do Programa Moeda Social Itajuru.

“Ficamos muito gratos pela recepção, pela troca de conhecimentos e com o momento de vivência. Foi de grande valia para que a equipe da Moeda Social Caboclinho, ainda em fase de implementação, pudesse vivenciar a rotina de trabalho de Cabo Frio. Apesar da elaboração do programa ter moldes diferentes, temos um único objetivo, a garantia de direitos e melhoria da qualidade de vida dos beneficiários atendidos pelo Suas. Estamos a disposição para recebê-los em nossa cidade para novas trocas”, contou a diretora Laiane Lima, acrescentando que inicialmente serão 2.717 famílias beneficiadas e que a cidade está em fase de licitação do banco.

“Para nós é muito gratificante colaborar para que outras cidades ampliem suas políticas públicas, especialmente aquelas que favorecem as pessoas em maior vulnerabilidade social. Estamos de portas abertas abertas e disponíveis para contribuir”, afirmou a secretária de Assistência Social, Nilza Miquelotti.

De outubro de 2021, quando foi lançado, até abril de 2022, o programa de transferência de renda de Cabo Frio atende a mil famílias, já movimentou R$ 766.334,90, e possui 78 estabelecimentos comerciais cadastrados. A maior parte da renda é usada para gêneros alimentícios (80%) e farmácia (8%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui