InícioRegião dos LagosCabo FrioCabo Frio acumula o maior saldo positivo regional de empregos dos últimos...

Cabo Frio acumula o maior saldo positivo regional de empregos dos últimos cinco meses, destaca Firjan

Já o segundo melhor desempenho regional desde março fica com Rio das Ostras

Mais de 1,3 mil novos postos de trabalhos formais foram abertos na Região dos Lagos em julho deste ano (1.314), pouco mais de 30% em relação ao saldo observado no mês anterior. No acumulado do ano, o saldo foi de 6.779 contratações. De acordo com com análise feita pela Firjan, Cabo Frio possui maior saldo positivo da região neste mês de julho (+714), e também nos últimos cinco meses (+1.062). Já o segundo melhor desempenho regional desde março fica com Rio das Ostras (+821).


A análise específica da indústria da região mostra que, no último mês de julho, o setor registra saldo positivo de 527 vagas de trabalhos formais. Cabo Frio (+492) representa o melhor resultado industrial da região neste período. O segmento que impulsionou este número foi a fabricação de álcool (+500). Estes recortes seguem a atual divisão político-administrativa do estado e contemplam os seguintes municípios: Araruama, Arraial do Cabo, Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Silva Jardim.

Números estaduais

O mercado de trabalho fluminense iniciou o segundo semestre em alta, com saldo de 18.773 empregos formais no mês de julho e, com isso, o Rio foi novamente o terceiro estado que mais assinou carteiras de trabalho no país. Esse é o segundo melhor resultado do estado na série histórica do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), iniciada em janeiro de 2020. A Firjan, através da plataforma Retratos Regionais, destaca que o saldo do mês de julho deste ano foi positivo nos setores de serviços (+8.755), indústria e construção (+5.443) e comércio (+4.580). A agropecuária apresentou saldo negativo de cinco vagas. Todas as regiões e 73 dos 92 municípios fluminenses apresentaram saldo positivo de contratações.

A Firjan também ressalta que, com o desempenho do mês, a indústria, contemplando a indústria de transformação, extrativa, construção e Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP), recuperou o patamar de empregos com carteira assinada pré-pandemia. Entre março e junho de 2020, o setor industrial fluminense perdeu 36.511 postos de trabalho formais. Agora, no acumulado de julho de 2020 a julho de 2021, o saldo de vagas celetistas abertas é de 37.041, superando as perdas do ano passado. “Tivemos um resultado importante na indústria e também no comércio. A intensificação do processo de retomada econômica vai depender principalmente do controle da questão sanitária no país”, diz o presidente do Conselho Empresarial de Economia da Firjan, Rodrigo Santiago.

No início da pandemia de Coronavírus o comércio fluminense fechou 49.005 postos de trabalho, mas desde julho de 2020 já abriu 51.142 vagas. Já o setor de serviços foi o mais afetado pelas restrições impostas pela pandemia e iniciou sua recuperação mais tarde. Entre março e agosto de 2020 fechou 111.012 vagas e, desde setembro, já recuperou 64.922 desse saldo perdido.

No agregado de todos os setores econômicos, o estado do Rio já recuperou aproximadamente 8 em cada 10 postos de trabalho perdidos após o início da pandemia: entre março e julho de 2020 houve saldo negativo de 191,2 mil vagas, que foram parcialmente recuperadas com a abertura de 150,5 mil vagas até julho deste ano. Na análise regional, 65 dos 92 municípios fluminenses já estão acima do patamar de empregos formais pré-pandemia – apresentam saldo positivo no período de março de 2020 a julho de 2021.

Em julho, construção civil continuou se destacando no setor industrial fluminense

A plataforma Retratos Regionais também mostra que na indústria fluminensea construção civil (+2.249) seguiu se sobressaindo no mês de julho, registrando seu melhor desempenho desde agosto de 2020. Destacaram-se também Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos (+1.006),Fabricação de Coque, de Produtos Derivados do Petróleo e de Biocombustíveis (+493) e Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (+426). No setor de serviços, o maior volume de contratações ocorreu em Restaurantes e Outros Estabelecimentos de Serviços de Alimentação e Bebidas (+1.983). No Comércio, o destaque foi o Comércio Varejista de Artigos do Vestuário e Acessórios (+843).

De janeiro a julho de 2021, já foram abertas 82.687 vagas com carteira assinada no estado do Rio, distribuídas entre Serviços (+48.069) principalmente por conta das atividades ligadas à saúde, indústria e construção (+21.314), comércio (+10.202) e agropecuária (+3.102). Das 92 cidades fluminenses, 84 registram saldo positivo no ano.

Plataforma Retratos Regionais

A plataforma Retratos Regionais da Firjan tem como base o saldo de empregos formais disponibilizados no Caged. Em painel setorial são disponibilizados dados específicos dos setores industriais.

Em painel regional, que também permite a busca por município, é apresentado o cenário geral de empregos, incluindo todos os grandes setores. A plataforma pode ser acessada através deste link:
 https://bit.ly/2WunK6l.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content