BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA TERÇA-FEIRA (4)

Alexandre Martins no Palácio Guanabara e na Alerj; Cabo Frio cancela Carnaval e Felipe Fernandes vislumbra legislativo; Dança das Cadeiras em Arraial, que abre Verão Musical com Mart'nália; Anderson Moura comenta saída do governo de Lívia e ida para Saquarema; vereadores de Araruama se reúnem em extraordinária; Vantoil faz nova reunião com secretários; Fabiano Horta anuncia suspensão do carnaval em Maricá... E muito mais!

1447

RESENHA BÚZIOS-ALERJ

A coluna Boca Miúda desta terça-feira (4) começa por Armação dos Búzios/Rio de Janeiro. Isso porque o prefeito Alexandre Martins (REP) esteve na capital hoje, onde passou pelo Palácio Guanabara e se reuniu com assessores do governador Cláudio Castro (PL), para encaminhamento de algumas demandas – uma vez que Castro está em isolamento por conta do segundo contágio por Covid-19. Depois do Palácio, seguiu para a Alerj, onde teve um encontro com o presidente do parlamento fluminense, o deputado André Ceciliano (PT), o ‘queridão dos políticos’. Na oportunidade, Alexandre até tirou uma foto especial com a réplica do capacete do nosso piloto legendário, Ayrton Senna. Alexandre revelou que o bate-papo com Ceciliano é sempre muito oportuno. Na ocasião, falaram das eleições 2022, especialmente o tabuleiro que se apresenta tanto para os deputados quanto da corrida para governador.

.

.

.

CARNAVAL NADA CERTO

Aproveitando, pelo telefone, questionei ao prefeito como está a situação do Carnaval, visto que enquanto o prefeito de Búzios estava nesse ‘corre’, os prefeitos do Rio – Eduardo Paes (PSD) e de Maricá – Fabiano Horta (PT) anunciaram o cancelamento dos festejos de Momo este ano. Alexandre disse que a situação é complicada. “Hoje, para se ter ideia, minha tenda da Covid virou tenda da Influenza, doença que causa pneumonia rapidamente, e isso está me preocupando para além da contaminação pela Ômicron da Covid”, confessou. Aproveitou para destacar que o município e a Anvisa já reavaliaram a questão dos transatlânticos, suspensos até 21 de janeiro. O prefeito buziano também fez questão de salientar que se tiver que retornar com as barreiras, não vai se furtar a essa ferramenta. Com relação ao Carnaval, Alexandre disse que não tem nada definido. Não disse nem que sim, nem que não. Portanto, Búzios está em alerta vermelho e tudo pode acontecer até a chegada da folia. Estiveram ainda na comitiva que foi ao Rio, os secretários de Turismo, Dom Karolla, e de Serviços Públicos, Marcus Vallerius, o Marcão; o coordenador de Comunicação, Marcelo Rocha e o vereador Gugu de Nair (DEM). Aliás, Dom, que é amigo de André de outros Carnavais, aproveitou para dar um livro de presente sobre a História da cidade. Sabe como é, né?! Quem leva um presente, acaba ficando mais cravado no lado esquerdo do peito.

FAZENDO AS CONTAS

Em Armação dos Búzios, o prefeito Alexandre Martins (REP) começou o ano querendo saber das contas e logo começar o planejamento de ações 2022. Para isso, reuniu toda a equipe da Controladoria, Orçamento, Liquidação e Finanças, nesta segunda-feira (3). “Queremos deixar Búzios ainda melhor do que já é”, disse Alexandre. Falando em planejamento, as operadoras de cruzeiros cancelaram todas as escalas no balneário – assim como no resto do Brasil – até 21 de janeiro por conta da Covid e sua nova variante. Segundo o secretário de Turismo, Dom de Búzios, o cancelamento não causará grande impacto no município por conta da alta ocupação hoteleira neste verão.

VAI PRA RUA FISCALIZAR SUPERMERCADO

Ainda de Búzios, o presidente da Câmara, vereador Rafael Aguiar (REP) foi pra rede social, na noite de segunda (3), para lembrar que a lei que proíbe a cobrança de sacolas biodegradáveis, de autoria dele, já está em vigor. E que nesta quarta-feira (5), vai sair com o Procon rodando todos os supermercados para conferir se a lei está sendo cumprida. “Minha lei é voltada par o consumidor, me ajudem a fiscalizar. Acabou com a sacanagem da cobrança de sacola”, disparou o parlamentar.

CABO FRIO CANCELA CARNAVAL

Em Cabo Frio, o destaque da coluna é de uma notícia que saiu agora à noite, por volta das 20h30. A cidade cancelou o Carnaval de rua, assim como Rio e Maricá. Segundo o secretário de Turismo, Carlos Cunha, o motivo é o aumento de casos de Covid e Influenza em todo o território brasileiro. “Considerando que algumas cidades já anunciaram o cancelamento do carnaval de rua (inclusive o Rio de Janeiro) o que poderá acarretar um grande fluxo de foliões em busca de cidades com festividades autorizadas, buscando o equilíbrio entre a saúde de nossa população (o mais importante), e a economia local, o carnaval (desfiles de blocos) de Cabo Frio está cancelado”, disse Cunha. Por outro lado, ainda conforme o secretário, eventos particulares em locais com acessos monitorados e controlados, por enquanto, seguem autorizados (desde que com todas as licenças dos órgãos competentes emitidas).

VAI PRA CÂMARA?

Diante do pedido de exoneração do psicólogo Felipe Fernandes, que até o fim do ano passado era secretário de Saúde de Cabo Frio, a pergunta clara era se ele pretendia assumir a cadeira da Câmara que lhe cabia. Fernandes é o 1º suplente da vaga de Davi Souza, vereador que se licenciou para assumir a secretaria de Governo. Como Fernandes já estava na Saúde, a vaga, atualmente, é preenchida pelo ex-vice prefeito Felipe Monteiro (PDT). Felipe Fernandes já havia dito a coluna em 2021 que gostaria de ter uma passagem pelo Legislativo e que enxerga que poderia conciliar a função de vereador – bem menos custosa que a de secretário – com os estudos. Felipe disse a coluna nesta terça (4) que quer, sim, a experiência na Câmara, mas salientou que o mandato é do partido e que a decisão precisa ser avaliada em coletivo, com o prefeito, José Bonifácio (PDT), Janio Mendes (PDT) e o próprio Davi, titular da vaga. Então, apesar do desejo, pelo jeito dele de falar, dá para ver que ele entende que é uma decisão a ser tomada em conjunto e que não fará pé de guerra para ocupar uma vaga no parlamento.

NÃO GOSTOU DO QUE VIU

Com a saída do Coronel Ruy França da secretaria de Administração de Cabo Frio para a pasta de Direitos Humanos e Segurança, a vaga ficou com a titular da Fazenda, Daniella Mendes. Acontece que a secretária nova não gostou nada de uma série de postagens que costumam ser feitas pelo servidor da pasta Felipe Figueira, ex-professor da Universidade Veiga de Almeida, para lá de misóginas, como podem ser vistas abaixo. Sem muitos rodeios, Daniella chamou o nobre servidor do gênero macho alfa à mesa e lhe disse que colocaria o cargo dele à disposição, porque ela não iria querer mais os serviços dele na pasta de Administração. Ou seja, informou que ele será exonerado. Dani afirmou que as postagens de Figueira são incompatíveis com a filosofia dela de trabalho, já partindo do fato de que ela é uma mulher, alvo das postagens de Felipe, ocupando um espaço de poder. Na condição de Figueira, hierarquicamente, abaixo de Dani na secretaria, ela avaliou que haveria incompatibilidade de gênios trabalhar com alguém que tem tais pensamentos. Vale ressaltar, inclusive, que Figueira parece exalar suas opiniões para as paredes, já que alguns posts sequer têm curtidas. Palmas para a atitude de Dani. Não dá para facilitar com “machocrata”, porque acaba virando ambiente de trabalho tóxico. Ninguém merece isso em pleno 2022. Fica a dúvida se Ruy França vai aproveitá-lo na secretaria de Direitos Humanos e Segurança. Contudo, se o fizer, fica uma chance grande de desgaste e constrangimento por se tratar de uma pasta que fala justamente sobre Direitos Humanos.

DANÇA DAS CADEIRAS NO CABO

Ano Novo, vida nova e mudanças à vista na em Arraial do Cabo, onde 2022 começou com a famosa dança das cadeiras. Começando pela secretaria de Obras, que voltará a ser ocupada pelo vereador licenciado, Pedro Caju (PSL). Caju assume a pasta pela segunda vez; em maio, ele havia pedido ao prefeito Marcelo Magno (PL) para sair do executivo retornar ao legislativo por conta dos ataques que vinha sofrendo no meio político, principalmente de pares da própria Casa. Outra mudança foi na Fundação de Meio Ambiente, Pesquisa, Ciência e Tecnologia, cujo presidente, Wellington Lacerda foi exonerado e quem assume é Maycon Vitorino, que inclusive já comandou a autarquia. Mas as mudanças não param por aí não, segundo nos confiou um “passarinho verde” (ou seria gaivota da usca?). Aguardem porque outras virão.

crédito: Nil-Caniné/Divulgação

MART’NÁLIA ABRE VERÃO MUSICAL EM ARRAIAL

Arraial do Cabo vai ‘bombar’ (mais ainda) a partir do dia 28 de janeiro, data de abertura do Verão Musical na cidade. O evento já vinha sendo comentado aqui na coluna, em bate-papos com o prefeito Marcelo Magno (PL), que ainda não havia dado todo o serviço para evitar “olho gordo”. A programação oficial será divulgada nesta quarta (5), mas em princípio serão shows semanais com cantores locais e nacionais. E quem abre o Verão Musical é a cantora Mart’nália. Outros nomes da lista de atrações de renome seriam Marcos Valle, Amelinha, João Bosco e Paulinho Moska.

TRAULITADA DO MOURA

Eis que o ponta direita trocou de time e técnica. O ex-vice prefeito e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Araruama Anderson Moura assumiu o Desenvolvimento Econômico de Saquarema nesta terça-feira (4). Ao Portal RC24h, Moura explicou sua saída do governo Lívia Bello (PP) e a migração para Manoela Peres (DEM). Sem papas na língua, Anderson disse que “se chegou a algum lugar foi porque eu fui importante para quem me convidou”. Moura deu a entender que saiu do governo por conta de posturas que ele adotou que iam contra a linha de pensamento do alto clero araruamense e, por isso, teve sua importância diminuída: “não nasci para ser súdito, nasci para ser um bom aliado”, disparou Moura. Anderson disse que conversou bastante com Manoela e o deputado Pedro Ricardo (PSL) nos últimos tempos e acabou se aproximando do município. O ex-vice prefeito, porém, se colocou à disposição de Araruama para ajudar a cidade no que puder. Contudo, foi direto: “não preciso de um cargo para estar funcionando. Infelizmente, nem todo mundo sabe conviver com aquilo que é contraditório. Quando me criticam por tomar posição, é porque precisam entender que eu tenho essa liberdade. A gratidão também é de quem foi servido”.

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

Ainda falando de Araruama, a Câmara se reuniu nesta terça-feira (4) em sessão extraordinária para discutir duas matérias em relação ao próprio funcionamento da casa. Os vereadores aprovaram uma emenda na Lei Orgânica que passa as sessões legislativas para o horário das 10h. Até então, as sessões eram realizadas às 18h. Além disso, na terça (11), os vereadores vão se reunir novamente para votar uma mudança no regimento interno da Câmara que estabelece a votação para a mesa diretora do 2º biênio na primeira de sessão de fevereiro do ano anterior à posse da diretoria. O que isso significa? Júlio César Coutinho (PSC) foi eleito, em 1º de janeiro de 2021, para presidir a Câmara em 2021 e 2022. Com a provável aprovação da mudança, a eleição da mesa diretora para o biênio 2023/24 será realizada no dia 02 de fevereiro deste ano, o que possibilita uma melhor ambientação ao cargo.

PLANEJAMENTO CONTINUA

Em Iguaba Grande, o prefeito Vantoil Martins (CID) continua fazendo reuniões com seus secretários nesta primeira semana do ano. Na pauta, balanço 2021 e os projetos e ações pra 2022. Nesta terça (4), um dia após se reunir com a Saúde (como divulgado aqui na coluna), Vantoil reuniu os secretários de Planejamento, Eron Bezerra; de Obras, Ronen Antunes; e Agência de Desenvolvimento, com Marcelo Costa; além da subsecretária de Obras, Dayane e o assessor especial da Agência Leandro Macedo.

SEM CARNAVAL EM MARICÁ

Após reunião com o Comitê Epidemiológico e autoridades sanitárias de Maricá, o prefeito da cidade, Fabiano Horta (PT), anunciou, nesta terça-feira (4), que a programação oficial do Carnaval 2022 está suspensa na cidade. O motivo são os riscos de aumento de casos da variante Ômicron no Rio de Janeiro. O município ressalta, porém, que não registrou casos suspeitos da variante até o momento. A cidade é a primeira da área de cobertura do Portal RC24h a tomar tal decisão. Logo após Fabiano fazer o anúncio, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), também decidiu que faria o mesmo na capital. Alerta vermelho. Outras cidades deverão vir na sequência. Pode apostar! Há ainda a informação de que O secretaria Estadual de saúde deverá convocar outros municípios para que sigam a mesma determinação. A ver…

CASTRO, O DESCOLADO

Agora, como parece descolado, mas da realidade, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL). Está fazendo investimentos impressionantes na área de publicidade para se colocar como “o cara”. Só se for o cara pálida, né? Aos moradores e visitantes da Região dos Lagos que trafegam pelas rodovias estaduais, a cada buraco que o veículo empata, a mãe do governador tem sido lembrada com muito pouco carinho, com todo o respeito a ela, que nem merece tais pensamentos misóginos. A verdade é uma só: todos sabíamos que este verão seria um para botar gente pelo ladrão e, principalmente, por estradas estaduais. O governador e seus secretários de diversas pastas garantiram recapeamento nas principais rodovias, para que as vias suportassem as visitas, mas eis que passou Natal, Réveillon e os buracos seguem lá, intocados e em constante crescimento. De que adianta gastar milhões com publicidade para dizer que o estado está lindo se não está? É milícia de um lado, é buraco do outro, falta de vacina para gripe no meio, uma insegurança e violência assustadora nas cidades, enfim. Por essas e outras, essa campanha de marketing massiva nas redes sociais está mais com cara de piada, tamanha incompatibilidade com o mundo real. Se está bom para o governador, não é assim que soa para os munícipes da região.

SE CUIDA, PRESIDA!

E o Bolsonaro, hein? Aquele estardalhaço todo por uma prisão de ventre? Fez o médico dele sair das férias nas Bahamas em voo fretado pela FAB, gastando uma fortuna dos cofres públicos, para chegar no hospital, olhar e ver que não precisa de cirurgia e o presidente estava daquele jeito porque abusou da comilança durante as férias – enquanto a população passa fome e mais de 130 cidades da Bahia e outros estados estão no caos, diga-se de passagem. Que situação. Que fase. Bem-vindo a 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui