Início Boca Miúda BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA TERÇA-FEIRA...

BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA TERÇA-FEIRA (27)

Alexandre Martins se encontra com ministro e governador no Rio enquanto a Câmara de Búzios pega fogo na disputa pela presidência para o segundo biênio; Renatinho Vianna inelegível; novo esquema de vacinação gera tumulto e aglomeração; sessão da Câmara recheada de polêmicas em Cabo Frio; cemitério de São Pedro da Aldeia entra em colapso; Prefeitura de Iguaba Grande divulga dados impressionantes do processo seletivo; Chiquinho da Educação 'na bronca' com ANVISA; Fabiano Horta visita obra; e muito mais...

PREFEITO, GOVERNADOR E MINISTRO

O prefeito de Armação dos Búzios, Alexandre Martins (REP), se reuniu nesta terça-feira (27) com o Ministro da Cidadania, João Roma, e governador, Cláudio Castro (PSC), no Palácio da Guanabara, na capital do Rio. O convite para a reunião foi feito pelo partido Republicanos. O ministro da Cidadania é responsável pelos programas e iniciativas como o Auxílio Emergencial, Bolsa Família, Cadastro Único e a Lei de Incentivo ao Esporte. Segundo Martins, o encontro é de suma importância para os gestores municipais e, antes do encontro, afirmou ter “certeza que esta reunião será muito produtiva para o município”. Pelo telefone, na volta Alexandre disse que a oportunidade serviu para que o ministério apresentasse todos os programas disponíveis aos municípios. “Agora é correr com os projetos que vamos desenvolver com nossa equipe e encaminhar ao ministério para que Búzios seja contemplado com esses recursos que estão disponíveis. O encontro foi do tipo: quem não é visto, não é lembrado. E como ambos são do mesmo partido, a expectativa do prefeito são as melhores possíveis. Já sobre a eleição da mesa diretora da Câmara, que vem dando o que falar, Alexandre preferiu se limitar ao seguinte comentário: “Cabe aos vereadores decidirem o que é melhor e se vale realmente antecipar. Eu sou executivo”, explicou ele saindo pela tangente. Na foto com prefeito buziano, a deputada Federal Rosangela Gomes (REP), que participou também do encontro.

AMIGOS DESDE A JUVENTUDE

Quem acompanhou o prefeito de Búzios, Alexandre Martins, ao encontro no Rio foi o subprocurador Geral do Município, Dr. Maycon Souza. O advogado revelou que é amigo do ministro de longa data: “Conheci o João Roma nos idos anos de 2006/2007… naquela época, João era Presidente Nacional da Juventude PFL (agora DEM), e eu era Presidente da Juventude PFL de Búzios. Nos encontramos em alguns eventos ainda do partido, e vimos o crescimento político mútuo. Após muito tempo sem encontro, até por causa do destino político do nosso hoje Ministro, nos reencontramos hoje no Palácio Guanabara. Nossos laços tendem a se estreitar cada vez mais, tendo em vista que temos um amigo em comum, que hoje é Assessor do Ministro, Hugo Neto, que também já foi Presidente Nacional da Juventude do DEM quando eu era Vice-Presidente Estadual da Juventude do DEM. Ou seja, não falta network nesse ministério para ajudar Búzios no andamento dos projetos que serão elaborados.

Rafael Aguiar é eleito presidente da Câmara de Armação dos Búzios biênio  2021/2022 - Rlagos Notícias

ELEIÇÃO NÃO VEIO AÍ

A eleição da mesa diretora da Câmara de Búzios para o biênio 2023/24 subiu no telhado e segue tirando o sono de muita gente que acompanha a política do município. A escolha dos edis prevista para a sessão desta terça-feira (27), foi adiada talvez para quinta (29). Estamos tentando desde a semana passada falar com presidente do Legislativo, Rafael Aguiar (REP) e com Lorram Silveira (PRTB), mas tem sido em vão. Nos corredores do paramento, o que se comenta é que o tal café que Rafa e Lorram iriam tomar, não desceu bem. Por isso, que o prefeito Alexandre Martins (REP) teria rompido com Lorram. O motivo é que havia um acordo feito no começo do ano, para fazer Josué Pereira (PRTB) no próximo biênio. Há quem ainda confie na palavra de político. Mas o panorama mudou de figura. Lorram fez um movimento de bastidor e atraiu pra si um grupo que lhe deu confiança na vitória. Mas isso não saiu barato. Segundo corredores da prefeitura, “trairagem ao prefeito” fez com que cerca de 50 servidores ligados a Lorram e Niltinho de Beloca (PROS), fossem exonerados somente nessa semana. Será que vale a pena assim antecipar a eleição em detrimento do custo de tanto desemprego? Deve valer. Só deve…

CANTANDO VITÓRIA

Todavia, articulado com outros vereadores, Lorram publicou uma foto com longo texto de agradecimento nesta terça, aos colegas, com um discurso como se estivesse concorrendo à Prefeitura (e vencido). O ímpeto do edil para uma eleição de mesa diretora com posse para 1º de janeiro de 2023 é curioso. Afinal, estamos em uma pandemia, onde até o amanhã é incerto. Se a ideia de antecipar a escolha era dar mais conforto e estabilidade à política buziana, aconteceu rigorosamente o contrário. Tanta manobra vem causando estranhamento. Os analistas políticos se desdobram para compreender. E mais do que isso, tanta articulação e trairagem nos bastidores roubou a cena dessa agenda. Só se comenta isso.

Renatinho Vianna (REP) e Darlan Costa (PP) foram condenados e estão inelegíveis por oito anos | Foto: Carlos Eduardo Wermelinger/Republicanos

RENATINHO INELEGÍVEL

A Justiça Eleitoral condenou o ex-prefeito de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna (REP), e o candidato a vice na chapa dele das Eleições 2020, Darlan Costa (PP), por abuso de poder político. A decisão, divulgada nesta segunda-feira (26), os deixam inelegíveis por oito anos. Segundo a ação, Renatinho fez contratações de “milhares de funcionários” sem concurso público entre 2019 e 2020, irregularmente, impactado a folha de pagamento e demonstrando que a intenção era desequilibrar o pleito eleitoral, uma vez que, após a derrota nas urnas, a Prefeitura realizou diversas exonerações de parte desses funcionários. Em nota, Renatinho diz respeitar a decisão em primeira instância, “apesar da discordância e da perplexidade”, afirmando que vai recorrer. “Fui condenado em 1º instância por ter gerado mais de 2.000 empregos em ano eleitoral. Como cidadão, advogado e ex-prefeito, respeito a decisão em primeira instância e, apesar da discordância e perplexidade, afirmo que iremos exercitar o sagrado direito de defesa, mediante recurso permitido pelo devido processo legal”, disse o ex-prefeito. O jogo tem disso, né? O grupo de Renatinho ainda comemorava a decisão da multa de RS 15 mil aplicada no atual prefeito, Marcelo Magno (SDD), e, no dia seguinte, leva essa porrada. De qualquer forma, apesar da tranquilidade demonstrada por Renatinho na reversão do quadro, é inegável que decisões assim desgastam a imagem dele, que sonha em ser candidato para retomar o comando do Executivo cabista em 2024.

REUNIÃO DA SAÚDE

Enquanto isso, a vida continua em Arraial do Cabo e o prefeito, Marcelo Magno (SDD), se reuniu nesta terça-feira (27), com o secretário de Saúde, Jorge Diniz. O objetivo foi falar do plano de reestruturação da saúde do município. Nas redes sociais, MM informou que o contrato da obra do posto de saúde de Figueira foi rescindido e, em breve, será feita uma nova concorrência, com recursos próprios, e, assim, o posto “deixará de ser um sonho e será uma realidade” para o cabista.

BAGUNÇOU A DIVISÃO

Em Cabo Frio, a decisão de aderir ao ponto facultativo na quinta-feira (22), nos postos de vacinação, mesmo com pessoas previamente marcadas, ainda reflete no caos que se vê na nova logística do plano de imunização da Prefeitura, implantada nesta terça (27). Com o objetivo de descentralizar os pontos que já distribuíam os imunizantes, o dia foi marcado por filas longas e trânsito engarrafado. Aparentemente, faltou planejamento, com gente indo tomar primeira dose, outros indo tomar a segunda. O complicado é que errar logística na questão da vacina é delicado e aglomeração na fila da vacinação acaba sendo uma piada de muito mau gosto.

DECRETO DERRUBADO

Os vereadores de Cabo Frio derrubaram em sessão extraordinária nesta terça-feira (27), o decreto legislativo que sustava os efeitos do decreto do prefeito José Bonifácio (PDT), sobre a reforma administrativa. Dá até um nó na cabeça, né? Mas, vamos lá… Em janeiro, o prefeito cabo-friense instituiu um decreto alterando cargos na administração pública, tirando uns, botando outros, de forma a não aumentar os gastos. Recentemente, a CCJ da Câmara criou um projeto de lei para sustar esse decreto do prefeito. Foi esse projeto da CCJ, apoiado por vereadores como Roberto Jesus e Vinicius Correia (PP), que caiu em votação no plenário. O líder do governo na Casa, Davi Souza (PDT), foi um dos que votaram contra o PL, argumentando que, como já existe um projeto em fase avançada de tramitação, a aprovação da Lei tornaria sem efeito a aprovação do decreto legislativo. “Vamos nos dedicar a analisar as emendas apresentadas ao PL da reforma administrativa, e submetê-la à votação na próxima sessão, para colocarmos fim a essa discussão, permitindo ao Governo exercer suas missões constitucionais”, esclareceu Davi.

CAMPANHA DE DOAÇÃO VOLUNTÁRIA

Também nessa sessão legislativa desta terça-feira (27), em Cabo Frio, o vereador Josias da Swell (PL) propôs a criação de uma campanha de arrecadação voluntária de 1kg de alimento não-perecível nos locais de vacinação da modalidade drive thru.  A indicação foi aprovada por todos os presentes. “A ideia é que as pessoas colaborem com os mais necessitados no momento da vacinação. Quem puder doa um quilo de alimento que servirá para ajudar tanto a população quanto instituições”, argumentou Josias. Será que Josias se baseou no que vem fazendo Iguaba Grande, aqui na região? Boa iniciativa!

Fabricante de Caçamba de Entulho - ReciclaJá

POR FALAR NELE

Por outro lado, nem todos os projetos de Josias da Swell (PL) tem recebido aclamação dos colegas. Um, inclusive, tem provocado polêmica nos corredores da Câmara. A ideia é tornar obrigatório o licenciamento ambiental do Inea das empresas de Caçamba em Cabo Frio. Segundo fontes ouvidas pela coluna, a medida pode causar entraves aos empresários da construção civil, pois traz mais burocracia ao processo de licenciamento das obras, colocando em risco os empregos locais. O que anda correndo à boca miúda por aí é que, na verdade, a única empresa da cidade que tem essa certificação do Inea é a de um familiar do vereador. Será que tem caroço nesse angu? Deixamos aberto espaço para Josias se defender (se houver defesa, é claro).

Cemitério público de São Pedro da Aldeia está superlotado e mal conservado  - Jornal Noticias de São Pedro da Aldeia

COLAPSO FUNERÁRIO

Os vereadores de São Pedro da Aldeia realizaram uma sessão extraordinária nesta terça-feira (27), para discutir a diminuição do período de exumação de corpos no cemitério municipal de três para dois anos por conta da COVID-19. A medida foi aprovada em primeira sessão por sete dos oito vereadores, sendo Fernando Mistura (REP) o único a votar contra a pauta, que será finalizada na sessão ordinária desta quinta (29). O cemitério já sofreu colapsos antes e não tem mais espaço para suprir a atual demanda de mortes, impulsionada pela pandemia. O caos é vivido em diversas outras localidades e não tem para onde correr. Fato é que no triste momento que vivemos, brasileiro não tem mais paz nem quando morre.

OPORTUNIDADE X DESEMPREGO

A Prefeitura de Iguaba Grande divulgou o resultado do processo seletivo da secretaria de Educação. O número de inscritos foi de 3.052 para um total de 230 vagas, entre inspetores, orientadores e professores. Impossível não notar a forma com que o desemprego crescente no país tenha criado esse tipo de relação de 13 candidatos por vaga. Isso tudo em apenas quatro dias de inscrição. Retratos do Brasil, né? Uma cidade pequena (28 mil habitantes), com orçamento anual modesto (113 milhões), vira uma aposta para muitos na busca desesperada por se realocar no mercado de trabalho.  O chefe do executivo iguabense, Vantoil Martins (SDD), fez uma análise quando soube do volume de interessados: “Esses números refletem o que é busca, atualmente, por uma oportunidade no mercado de trabalho. E sem sombra de dúvidas, de igual forma, revela a vontade de muitos trabalhadores de fazer parte do quadro de funcionários da prefeitura de Iguaba Grande, que paga em dia, cumpre com todas as suas obrigações e tem hoje uma posição de respeito e credibilidade na Região”, explicou o prefeito.

CHIQUINHO NA BRONCA

A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) de barrar a importação do imunizante russo contra a COVID-19 Sputnik-V por estados e municípios brasileiros gerou revolta e indignação na classe política da Região dos Lagos. O primeiro-cavalheiro de Araruama, Chiquinho da Educação, se posicionou nas redes sociais compartilhando a notícia e colocando a legenda em letras garrafais: “QUE PAÍS É ESSE…”. A decepção é de se justificar. Enquanto os estoques e produções de vacinas como a CoronaVac estão escassos, a Sputnik se tornou o produto requisitado pelo consórcio de municípios que incluem as cidades da Região. Cabo Frio, por exemplo, já havia reservado 100 mil doses do imunizante, enquanto Armação dos Búzios tinha a intenção, segundo o prefeito Alexandre Martins (REP), de utilizar o imunizante na população já a partir da segunda quinzena de maio. Com frustração, fruto dessa decisão da ANVISA, a torcida por dias melhores e população vacinada segue como um plano futuro ainda no papel.

AFAGO NA CHEFE

Enquanto o lobby na Câmara dos Vereadores de Araruama segue intenso para definir o candidato do grupo político da Prefeitura à uma vaga na Alerj no ano que vem, um dos concorrentes, Anderson Moura (PP), deu aquele belo carinho na prefeita da cidade, Lívia Bello (PP). Anderson, que é assessor de relações institucionais da Prefeitura, publicou longo texto nas redes sociais nesta quarta-feira (28), afirmando que já fazem quase dois anos que recebeu o “honroso convite da Prefeita para compor sua equipe de governo, quando demonstrou não apenas a sua grandeza, amor e respeito a nossa cidade, como apresentou os projetos de dezenas de obras e investimentos que hoje já são realidade por toda cidade”. No Legislativo, Anderson está sendo representado em conversas com edis pelo sobrinho, Thiago Moura (CID). Porém, o presidente da casa, Júlio César Coutinho (PSC), também quer se lançar a deputado estadual e tem feito reuniões para captar o apoio dos parlamentares e Lívia. Só que é aquilo, né? Anderson já está fazendo a lição de casa à moda “leva a maçã para a professora que a ela aumenta sua nota”. Enquanto Júlio? César.

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas, pessoas em pé e área interna

NOVO MERCADO PRODUTOR

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), dedicou parte da manhã desta terça-feira (27) a visita ao espaço do novo Mercado Produtor do município. De acordo com o chefe do Executivo, o local vai proporcionar encontros, sabores, tradições e cultura em um só espaço, “que irá valorizar a gastronomia e agricultura num misto de nossa cultura”. O prefeito considera a obra “mais uma grande conquista que muito nos orgulha”.

SE PERDEU NO PERSONAGEM?

O senador Flávio Bolsonaro (REP/RJ) se perdeu no próprio discurso ao falar contra a autorização da abertura da CPI da COVID pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/MG). Além de atacar Pacheco, a quem chamou de ingrato, Flavio disse que a comissão colocaria os assessores e parlamentares em risco, uma vez que seria inevitável que houvessem reuniões presenciais em algum momento. Contudo, Flavio Bolsonaro sempre foi um pregador da normalidade em meio ao caos e se negava a falar contra aglomerações. Todo trabalhado no deboche, o senador e relator da CPI, Renan Calheiros (MDB/AL), não perdeu a oportunidade e disparou: “acho que é muito importante comemorar a declaração do senador Flávio Bolsonaro. Afinal, é a primeira vez que ele se preocupa com aglomeração. Significa que talvez ele esteja saindo do negacionismo e aderindo à ciência e a necessidade dos brasileiros”, alfinetou. Cutucadas à parte, a CPI foi instaurada nesta terça-feira (27) para apurar possíveis irresponsabilidades e falhas do atual governo no combate à COVID-19. A comissão será presidida por Omar Aziz (PSD/AM) e vice-presidida por Randolfe Rodrigues (REDE/AP), oposicionista de Bolsonaro. No primeiro momento, devem ser ouvidos pelos onze senadores que fazem parte da CPI os ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content