Início Boca Miúda BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA SEXTA-FEIRA...

BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA SEXTA-FEIRA (12)

EM PÉ, NÃO!

Nas redes sociais da Região dos Lagos, um dos assuntos mais comentados desta sexta-feira (12), foi a fiscalização de Búzios que impediu três ônibus lotados da Salineira de entrarem no município. A empresa teve que mandar outros coletivos para acomodar todos os passageiros sentados. O prefeito Alexandre Martins (REP) afirmou ao Portal RC24h pelo telefone, que existe um decreto estadual que proibiu os ônibus de circularem com passageiros em pé, mas se posicionou com veemência sobre ninguém fiscalizar a situação efetivamente. “A Salineira tem que ter responsabilidade, porque dentro do município a responsabilidade é minha”, disse Martins. O chefe do Executivo municipal disse também que não se envolveria em negociatas com empresários do setor de transporte para resolver a situação: “comigo, não”, bradou o prefeito, explicando que, a partir de agora, com ele será assim. Se tiver lotado, vai ter que ser chamado outro ônibus para que acomodar as pessoas e poder entrar no município. As medidas serão postas em prática, segundo Alexandre, “até a gente ter a tranquilidade e a estabilidade na saúde, porque eu não posso botar vidas em risco. Isso, eu não posso de jeito nenhum”, concluiu. A verdade é uma só: até que enfim uma autoridade teve coragem de chamar a atenção para essa situação dos ônibus lotado. Não pode aglomerar em bar, mas pode aglomerar em coletivos? Como acabar com pandemia assim?

 

 

TUDO PARA NÃO COLAPSAR

O prefeito de Armação dos Búzios explicou ao Portal que as ações mais rígidas servem para manter a segurança e a saúde da população, uma vez que o Hospital Municipal Rodolfo Perrisé registrou aumento número de atendimento, muitos, inclusive, de outros municípios, como Cabo Frio. Para Alexandre, as medidas são necessárias para não fechar tudo e, consequentemente, quebrar o comércio buziano. O chefe do Executivo de Búzios contou que a ocupação do hospital passou a 60% e que, felizmente, ainda existem tendas para dividir o fluxo. Porém, o aumento preocupa o gestor que foi claro e objetivo: “não posso operar com 100% nunca”. 

 

 

 

REBATEU CASTRO

Ainda nessa seara, Alexandre confirmou que operações como a Stop The Party!, que interrompeu festas em boates tradicionais de Búzios no feriado de Carnaval, continuarão sendo realizadas. Em relação ao decreto estadual desta sexta-feira (12), em que o governador interino, Claudio Castro (PSC), sugeriu um toque de recolher de 23h às 5h, Alexandre afirmou que determinou o fechamento de bares e restaurantes a 0h. Segundo o prefeito, não adianta o governador decretar nada, se não colocar ninguém nas ruas para fiscalizar.

 

 

 

 

 

 

RESTRIÇÕES EM CABO FRIO?

O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio (PDT) comanda neste sábado (13), uma reunião no Gabinete de Soluções para definir que rumos a cidade deve tomar frente ao aumento do número de infectados na cidade e diante da baixa oferta de leitos de Covid. Hoje, Cabo Frio tem apenas um leito de UTI disponível na rede de saúde pública. Mas uma coisa é provável: bares e restaurantes, bem como locais públicos, deverão ter toque de recolher a partir das 23h, como definido pelo governador – que apresentou as novas restrições nesta sexta (12), deixando que cada município restrinja para um horário mais cedo se achar necessário. Zé disse, no entanto, que nenhuma mudança vai acontecer de pronto, "para que ninguém seja pego de surpresa". Na reunião, o prefeito quer ouvir todos os representantes (prefeitura e sociedade), suas opiniões para depois elaborar uma minuta. Aí sim, na semana seguinte, poderá lançar as novas medidas restritivas. Foram convidados a participar OAB, Sindsaúde, Sepe Lagos, um representante dos meios de hospedagem, um da saúde privada, um empresário de Tamoios e um do primeiro distrito, além de representantes da prefeitura – gabinete da vice e secretários de Saúde, Mobilidade Urbana, Turismo, Meio Ambiente, Direitos Humanos e de Obras. A reunião será transmitida ao vivo, na fanpage da prefeitura, a partir das 9h.

 

 

VISTORIA NO PERÓ

A convite do Portal RC24h, o presidente da Comsercaf, Jefferson Vidal (Avante), esteve nos bairros do Peró e do Cajueiro nesta sexta-feira (12), para fazer uma vistoria e detectar os problemas das localidades. Durante a visita, inclusive, Jefferson flagrou um construtor que confessou jogar entulho numa área de proteção ambiental. Vidal se comprometeu a solucionar muitos dos problemas encontrados durante a vistoria, mas pediu a colaboração dos moradores para não jogar lixo no chão, nem entulho em APAs. Segundo o presidente da autarquia, na semana que vem, será criado o calendário para recolhimento de coleta de lixo, entulho e galhos e será implantado o WhatsApp da Comsercaf, um canal que será usado para os moradores enviarem as demandas. Jefferson afirma que, assim que tudo estiver pronto, o material será apresentado à imprensa em um café da manhã para divulgação.

 

 

 

EM VISTA AOS INVISÍVEIS

Um encontro na tarde desta sexta-feira (12) reuniu membros da secretaria de Assistência Social de Cabo Frio com sociedade civil e integrantes de religiões de matriz africana. Segundo o superintendente de Políticas Públicas do município, Adriano Brisola, o objetivo é suprir uma carência que a cidade tem que haja, dentro dessas religiões, apoio e colaboração para atender à população em situação de rua, usuários de droga e pessoas LGBTQIA+ que não seguem os dogmas católicos e evangélicos, que são as religiões que costumam prestar esse atendimento. “Quando [essas religiões] atendem pessoas que têm orientação homoafetiva e quando tem no dogmas de religiões de matriz africanas, elas tendem a deixar o tratamento, então é a mesma coisa, né? Enxugar gelo”, explicou Brisola. A secretária titular da pasta, Nilza Miquelotti, foi uma das participantes do evento realizado no auditório da Prefeitura, localizado no Braga.

 

 

 

 

INELEGÍVEL ATÉ 2024

O TSE confirmou nesta quinta-feira (12) também, que o ex-prefeito e candidato derrotado nas últimas eleições, Marquinho Mendes (MDB) está, de fato, inelegível até 2024. O irmão dele, Dr Carlos Victor (que concorreu a deputado federal em 2018), também está inelegível. Marquinho já estava condenado à inelegibilidade pelo TRE-RJ por abuso de poder econômico nas eleições de 2016 – na época, a Corte entendeu que o político ofereceu dinheiro e cargos, num então futuro governo, a candidatos a vereador de coligação adversária. Mas o processo ainda não havia passado por todos os trâmites do Tribunal. Apesar dos derrotados nas urnas, ano passado, terem criado uma narrativa de que o prefeito eleito José Bonifácio (PDT) seria igualmente ficha suja como MM, a justiça avaliou que isso não tinha o menor fundamento e deferiu a diplomação de Zé. De acordo com o advogado especialista em direito eleitoral, Pedro Canellas, Marquinho poderia até recorrer ao Supremo, mas como não há matéria constitucional que caiba recurso junto ao STF. Logo, caso encerrado. O detalhe é que se Marquinho vencesse a disputa, Cabo frio fatalmente teria eleição suplementar. Ainda bem que a população foi sábia na escolha.

 

 

 

MEDO DE AGULHA?

Chegou o dia dele. Alair Corrêa, ex-prefeito de Cabo Frio, de 78 anos, recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid nesta sexta-feira (12), com registro do momento e tudo. Mas a expressão de Alair não foi das melhores não. Será que foi por medo? Mas o povo, sacana como nunca, não perdeu tempo, dizendo que o medo do político era virar jacaré. Olha o respeito gente!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEMORIAL COVID

O prefeito Fabiano Horta (PT) inaugurou nesta sexta-feira (12), na área externa do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, o "Memorial da luta contra a Covid-19 Enfermeira Denise Gomes", uma homenagem às vítimas da doença e aos profissionais de Saúde que atuam na linha de frente do combate à doença em Maricá. A escultura do artista plástico Fábio Alexandre recebeu o nome da enfermeira Denise Gomes, primeira profissional deste setor na cidade a falecer em decorrência do novo coronavírus. O ato também marca a lembrança do início da pandemia no Brasil neste mesmo dia em 2020, quando foi registrada a primeira morte pela doença no país. Horta frisou que o monumento é um marco histórico permanente e simboliza a resistência, a esperança e, segundo ele, “a não-naturalização da morte em números, mas a luta pela vida”.

 

 

 

ECONOMIA DE R$ 58 MIL AO MÊS

O prefeito Fábio do Pastel (PODE), disse que o novo espaço de triagem e tratamento da Covid-19 em São Pedro da Aldeia, inaugurado na noite desta quinta (11), vai gerar uma economia de R$ 58 mil ao mês para os cofres públicos. A área anexa ao pronto-socorro municipal foi readaptada pela atual gestão para dar mais conforto e qualidade nos serviços até então prestados na Tenda Covid. Com o espaço, o número de leitos destinados à doença foi ampliado para dez unidades e a capacidade de atendimento inicial foi duplicada para cerca de 200 acolhimentos diários. Após a passagem da pandemia, toda a estrutura será reaproveitada para os serviços e atendimentos desenvolvidos no pronto-socorro. "Quero agradecer a todos que fazem parte dessa engrenagem. (…) O espaço que eu gostaria que meus pais fossem atendidos eu deixo aqui para a população aldeense", disse.

 

 

 

REFERÊNCIA NACIONAL

A gestão de Cláudio Chumbinho (PP) à frente da Prefeitura de São Pedro da Aldeia rendeu mais uma conquista para o município. Uma lista da CGU, em escala nacional, deu nota 10 para o governo no quesito “Portal da Transparência”. Apenas sete municípios do país conquistaram a nota máxima e São Pedro foi o único do Rio de Janeiro com a pontuação. Com o resultado, portanto, o município ficou em primeiro lugar, empatado com Sobral (CE), Linhares (ES), Campo Grande (MS), João Pessoa (PB), Londrina (PR) e Recife (PE). Na área de cobertura do Portal RC24h, Saquarema também apresentou resultado satisfatório com nota 8.56, em 166º.

 

 

 

 

 

 

SENTIDO!

O prefeito Marcelo Magno (SD) esteve novamente, nesta sexta-feira (12), com deputado federal Carlos Jordy (PSL), responsável por articular, junto ao Ministério da Educação, a instalação de uma Escola Cívico-Militar no Município cabista. Jordy está em Arraial do Cabo desde quinta (11) quando participou da inauguração da obra de reforma da Praça Olívia Vidal. O encontro ainda contou com a presença do presidente da Câmara, Shogum (PSL); da secretária municipal de Educação, Isalira Gomes; da presidente do IPC, Shanna Barros; além do secretário-geral da Câmara, Diego Porto; e do chefe de gabinete da Câmara, Julyanno Pessanha. A saber, Arraial foi contemplada pelo MEC e será um dos 74 municípios do país a receber uma unidade de ensino do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). O Termo de Adesão ao Programa foi enviado ao MEC pela Prefeitura no dia 5 de fevereiro. No Estado, somente mais cinco cidades foram contempladas: São Gonçalo, Nova Iguaçu, Queimados, São Pedro da Aldeia e Angra dos Reis.

 

 

 

 

 

CONSCIENTIZA IGUABA!

O secretário de Saúde de Iguaba Grande, Valdeci Junior, aproveitou a live semanal de balanço da Covid, nesta sexta-feira (12), para "dar um pito" (muito educadamente, diga-se de passagem) na população e, ao mesmo tempo, pedir ajuda para que os casos não continuem a aumentar e a cidade tenha que ser mais severa nas restrições. Pediu que as pessoas parem de aglomerar e que usem a máscara. "Voltamos a reiterar que é preciso que a população que nos ajude: não pode aglomerar, não pode sair sem máscara e nem com a máscara no queixo, para que esses números não aumentem e que não tenhamos que tomar uma atitude mais drástica, mais dura, mais amarga", disparou. A fala foi abonada pelo prefeito Vantoil Martins (Cidadania), que acompanhou a live. "Que orgulho da minha equipe", comentou no Facebook, durante a transmissão. A propósito do panorama epidemiológico dessa semana, Iguaba – que está na bandeira laranja – tem hoje 2.660 casos confirmados (76 casos a mais em uma semana) e 58 óbitos. Com relação à vacinação, já foram 1.697 aplicações de primeira dose e 323 da segunda.

 

 

 

 

 

PROMETEU E FEZ

Se o compromisso da prefeita Lívia Bello (PP) era transformar Araruama em um “verdadeiro canteiro de obras”, pode-se dizer que ela conseguiu. Nesta sexta-feira (12), a chefe do Executivo inaugurou mais de 3km de asfalto distribuídos por diversas ruas do bairro XV de Novembro. No discurso feito na cerimônia, a prefeita ressaltou que as várias obras da gestão atual – que não pararam durante a pandemia – empregam mais de mil pessoas diretamente e é por isso que a economia do município está forte, nas palavras de Lívia. Dando a César o que é de César, Araruama parece ter mais lojas abrindo do que fechando, mesmo em tempos pandêmicos. A economia tá ON.

 

 

 

 

 

 

EXEMPLO CAMPISTA

Enquanto parcela interessante dos municípios do Rio tem flexibilizado e permitido a reabertura das escolas, o prefeito da maior cidade do interior fluminense foi na contramão. Wladimir Garotinho (PSD), de Campos dos Goytacazes, informou, via Twitter, que o município está com quatro bebês internados com quadro de COVID-19. Em momento algum, tal faixa etária foi colocado como um grupo de risco para a doença. É por isso que, segundo Garotinho, “não é responsável falar em abertura de escolas nesse momento”. O prefeito campista ressaltou que vivemos o pior período desde o início da pandemia, com diversas variantes, ainda sem conhecimento de seus efeitos e disse: “também sou pai, não colocarei crianças em risco”. Fica a reflexão.

 

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content