Início Boca Miúda BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA QUARTA-FEIRA...

BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA QUARTA-FEIRA (24)

Prefeitos da Região dos Lagos fazem apelo para que turistas não venham durante o ‘superferiadão’: restrições já foram anunciadas em todas as cidades já a partir desta quinta (25); Em Cabo Frio, praia fechada, barreiras espalhadas e toque de recolher; Em Búzios, restrições geram protesto de ambulantes e quiosqueiros das praias; Iguaba vai proibir comércio e atividades físicas na orla, entre outros; Em Arraial, proibido acesso de turistas, além de instalação de mais duas barreiras sanitárias; Araruama proíbe acesso às praias e lança decreto nesta quinta (25); Macaé decreta lockdown… E muito mais!

NOVO DECRETO

Saiu novo decreto de Cabo Frio, publicado no fim da tarde desta quarta-feira (24). Conforme foi antecipado pelo Portal RC24h ainda de manhã, as praias estão proibidas. Não só a permanência, mas também o acesso. E o decreto não permite nem mesmo a praia para esportes individuais e coletivos. E tem mais, também proibiu todas as atividades comerciais ou econômicas. Além disso, estabelece que as barreiras sanitárias deverão impedir veículos não autorizado ou veículos de turismo de ingressarem no município. Foi o que mudou por enquanto. O resto fica como estava, inclusive sobre bares e restaurantes.

‘NÃO VENHAM PARA A REGIÃO DOS LAGOS’

Poucas pessoas conseguem ser gentis e grossas ao mesmo tempo em dose que desconcerta o interlocutor. Mas o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio (PDT) consegue. No vídeo que bombou nas redes sociais nesta quarta-feira (24) e foi destaque nas duas edições do RJ TV Bonifácio foi direto ao ponto: “Não venham para a Região dos Lagos neste feriado de 10 dias”. Sabe aquele avô que acaba com a festa da garotada mandando todo mundo embora com tranquilidade e de forma intransigente? O sentimento foi esse. E o apelo, dramático veio acompanhado de decreto que fecha praia, cria barreiras e determina toque de recolher. O temor é que a Região dos Lagos acabe superlotada por conta do superferiadão, aprovado nesta terça (23) pela Alerj. “Não havia outra decisão a ser tomada”, disse ele. “Sempre recebemos o turista de braços abertos. Mas, neste momento, da grave pandemia que assola o Brasil, da alta taxa de contaminação, da possibilidade de não termos mais leitos para acomodar aqueles que estão precisando de UTI e de tratamento, não há outra decisão dos prefeitos, e de modo especial aqui, em Cabo Frio, senão o fechamento do acesso à nossa cidade”, completou. De acordo com o último boletim divulgado, Cabo Frio tem hoje 8.138 casos confirmados e 383 óbitos.

TRANSPARÊNCIA NAS OBRAS

Um projeto de lei que está na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Cabo Frio visa dar mais transparência às obras públicas e, claro, facilitar a fiscalização delas pelos cidadãos. O projeto, proposto pelo vereador Davi Souza (PDT), estabelece que seja obrigatório a inserção de um QR Code em cada placa de obra pública municipal em andamento. Esse código dará acesso a informações, como a licitação de origem da obra, valor previsto, prazo de conclusão, além do contrato administrativo, entre outros dados importantes. Com essa tecnologia, qualquer pessoa com celular vai poder aproximar o aparelho do código e obter os dados. Bacana, né? Tomara que vá pra frente.

APELO DE TOIL

O prefeito de Iguaba Grande, Vantoil Martins (Cidadania), também foi outro a fazer um apelo para que os moradores da Região Metropolitana do Rio não viessem a Região dos Lagos. Em transmissão nesta quarta-feira (24), Toil afirmou que tudo será feito dentro da legalidade para impedir que pessoas de fora visitem, não só Iguaba, mas municípios próximos, como Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo e Armação dos Búzios, que tomaram ações conjuntas para frear a contaminação pela Covid-19 durante o superferiado, que começa nesta sexta (26). A gente aguarda e torce para que os decretos deem certo e que os efeitos sejam minimizados.

REAJUSTE DE SALÁRIO NO LEGISLATIVO

Ainda de Iguaba Grande, o prefeito Vantoil Martins (Cidadania) vetou o reajuste de salário dele mesmo, do vice-prefeito e dos secretários. É que a Câmara havia aprovado aumento salarial de 20% para os vereadores e para o primeiro escalão do executivo. Porém, Vantoil sancionou apenas a readequação salarial do legislativo, mantendo a remuneração do executivo como está. A assinatura do veto aconteceu na tarde desta quarta-feira (24).

‘RESPEITEM AQUELES QUE TRABALHAM NA SAÚDE’

De Búzios, onde um novo decreto foi lançado nesta terça-feira (23), o prefeito Alexandre Martins (REP) postou um vídeo em seu Facebook pedindo a colaboração. Por lá, estão proibidos os acessos para permanência e uso em geral de todas as praias, no âmbito do município, exceto para atividades físicas individuais. Comércio só pode ir até 0h, exclusivamente para atendimento em mesas, sendo vedado o atendimento de pessoas em pé. E nada de festas, shows e eventos. “Respeitem aqueles que trabalham na saúde e que estão fazendo o melhor por todos nós”, pediu o prefeito.

ATENDEU APELO DOS AMBULANTES E QUIOSQUEIROS

Ainda de Búzios, dezenas de ambulantes e quiosqueiros das praias foram protestar na porta da Prefeitura questionando a decisão do prefeito Alexandre Martins (REP), que novo decreto proíbe a permanência na areia. Queriam saber se a Prefeitura ia fazer alguma coisa por eles, “porque os ambulantes não têm como sobreviver”. “Sabemos da gravidade da pandemia, mas não é justo fechar as praias”. A gente estava esperando um feriado para sobreviver”. Alexandre saiu do gabinete e foi conversar com o grupo, ponderando sobre o período crítico do momento e ouviu os apelos. Ao final, liberou o ambulante para trabalhar na praia, desde que não fique parado num lugar só (tem que circular). Os quiosques também poderaão funcionar, mas sem mesa e cadeira, o consumidor pega o produto e sai. Ao final, aplaudiram Alexandre e agradeceram, dizendo que pela primeira vez a cidade tem um prefeito que atende o povo, “que não se esconde atrás da mesa do gabinete da Prefeitura”. “Eu vim aqui fora conversar com vocês e todo mundo saber do que estamos tratando. Preferi dessa maneira do que convidar uma comissão de dois ou três no gabinete para depois todo mundo ficar desconfiado. Aqui vamos tratar tudo às claras”, disse o prefeito de Búzios. Confira o vídeo:

REUNIU COM LEGISLATIVO

O prefeito de Arraial do Cabo, Marcelo Magno (SDD), se reuniu, nesta quarta-feira (24), com os vereadores e o secretário de Saúde do município para debater novas medidas no combate à Covid-19. A reunião foi por volta das 11h30 e versou entre outros assuntos sobre a proibição do acesso às praias de Arraial, como o Portal RC24h havia noticiado mais cedo. O único vereador que não participou do encontro foi Ayron Freixo (REP), da oposição, que está em viagem. No fim da tarde, as medidas foram anunciadas, entre elas, proibido acesso de turistas, instalação de mais duas barreiras nos distritos, uma em Monte Alto e outra em Pernambuca (clique aqui para ler na íntegra).

PEDIDO PELO SOCIAL

Por falar em Ayron, o vereador repercutiu, nesta quarta (24), o discurso de Gaúcho, que já foi um morador em situação de rua no município de Arraial do Cabo. Durante fala na tribuna da Câmara na quarta (23), Gaúcho desabafou em relação à falta de assistência para as pessoas que se encontram nas ruas do Cabo. De acordo com o relato, desde janeiro, a Prefeitura não oferece mais alimentação e banho para eles, o que vinha sendo feito até o final do ano passado. Ayron já havia pedido ao governo atual para retornar com esse suporte para as pessoas em situação de rua e reforçou, no Facebook, a requisição para que o prefeito se sensibilize com essa causa. A gente aproveita para pedir ao prefeito que repense essa decisão. Não é hora de desamparar os menos favorecidos.

NOVAS RESTRIÇÕES

A prefeita de Araruama, Lívia Bello (PP), adiantou ao Portal RC24h informações sobre um novo decreto que deve ser publicado até esta quinta-feira (25). O documento, de acordo com a chefe do Executivo municipal, seguirá o que foi estabelecido pelo Estado, decretando a proibição da frequência das pessoas em praias, lagoas e rios do município. A instalação de barreiras sanitárias também será adotada em Araruama, de acordo com a prefeita. Mais uma cidade a somar esforços com a super barreira que será montada a partir de sexta-feira (26). Fomos informados ainda que aconteceria uma reunião com todos os prefeitos da Região dos Lagos no município araruamense para alinhar todas as decisões sobre a super barreira. Que bom que Lívia está se enturmando com os demais chefes de executivo do entorno. O isolamento não faz bem a ninguém. Especialmente ao povo de Araruama.

SEM PAPAS NA LÍNGUA

As falas da vice-prefeita de Araruama, Raiana Alcebíades (PP), durante uma live nesta terça-feira (23) causou um burburinho danado entre internautas que assistiam e deu o que falar. Primeiro, depois de elogiar a logística da vacinação contra a Covid na cidade, criticou os demais municípios da região. “Aqui a logística está muito organizada, visto que outros municípios estão bagunçados, desorganizados”, disparou. Mas também puxou a orelha dos araruamenses. “Gostaria de fazer um apelo às pessoas: tenho visto muitos sem máscara, com máscara na mão, no pescoço. A gente enfrenta uma pandemia de coronavírus, não de caxumba”, disse a vice. Tá entendido?

PASSARELA DO PASTEL

Ao lado do presidente do DER, Luiz Fernando Souza, o prefeito de São Pedro da Aldeia, Fábio do Pastel (PODE) deu início nesta quarta-feira (24), a construção de uma passarela sobre a RJ-106, em frente à UPA Pediátrica do município, no bairro Balneário. A iniciativa viabiliza a travessia de pedestres de forma segura e atende um pedido feito pelo prefeito ao DER. A passarela, que é uma antiga demanda da população aldeense, terá 230m de extensão e, segundo a Prefeitura, será adotada de acessibilidade em projeto será custeado pelo Estado. Finalmente DER dando as caras e abrindo a cofre, né minha gente?!

RECOMENDAÇÃO PRA GERAL

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro enviou, nesta quarta-feira (24), uma série de recomendações aos municípios das Baixadas Litorâneas do Rio para combater a Pandemia de COVID-19, durante o superferiadão. Entre as medidas propostas pela entidade, estão a proibição das praias e determinação de toque de recolher. O Portal RC24h confirmou o recebimento das recomendações em cidades como Cabo Frio, Iguaba Grande, Rio das Ostras e Saquarema. As Comunicações de Armação dos Búzios e Arraial do Cabo afirmaram não ter recebido o parecer da Defensoria.

MP TAMBÉM RECOMENDA

Falando em recomendação, o Ministério Público expediu, nesta quarta (24), recomendações aos municípios de Macaé, Rio das Ostras, Quissamã e Carapebus para que adotem medidas mais restritivas de isolamento social, principalmente para atividades econômicas não essenciais e ensejadoras de aglomeração, que venham a ser compatíveis com a indicação de risco. As Promotorias também recomendam a elaboração de um plano de fiscalização para garantir o cumprimento das medidas restritivas adotadas nos municípios.

PRORROGOU BENEFÍCIOS

Em Maricá, foi votada e aprovada, em primeiro e segundo turnos, durante sessão extraordinária nesta quarta-feira (24), a prorrogação do Programa de Amparo ao Trabalhador, do Programa de Amparo ao Emprego e do Renda Básica Cidadania. Todos os vereadores votaram a favor da manutenção dos benefícios concedidos pelo executivo por mais três meses. Durante abril e maio, o valor do PAT permanecerá em 1.045 mumbucas (R$ 1.045,00). Após esse período, o valor será alterado para R$ 600. O programa Renda Básica Cidadania também sofrerá alteração após dois meses, passando de R$ 300,00 para R$ 170,00. A lembrar, esses benefícios são oriundos dos royalties (manter a estabilidade econômica do município).

LOCKDOWN EM MACAÉ

Macaé também tem novo decreto, publicado na noite desta quarta-feira (24), em que o prefeito, Welberth Rezende (Cidadania) informou a adesão de medidas mais rígidas de isolamento social, o chamado “lockdown”. O decreto fica em vigor de 26 de março a 5 de abril. Segundo Welberth, além do superferiadão, outro motivo do fechamento é o fato do município estar na bandeira vermelha e em cumprimento à recomendação do Ministério Público, que solicita adoção de medidas urgentes de proteção à vida, de natureza mais restritiva quanto ao isolamento social, principalmente para atividades econômicas não essenciais e ensejadoras de aglomeração.

VEREADORES COBRAM AUXÍLIO

Ainda de Macaé, na gestão passada, a Câmara aprovou a criação de linha de crédito especial para o comércio, um dos setores mais afetados pela pandemia. Quase um ano depois, poucos negócios foram contemplados e, por isso, Iza Vicente (REDE) e Thales Coutinho (PODE) defendem que o governo retome o programa de forma concreta. O pedido aconteceu na sessão desta quarta (24), com requerimento aprovado por unanimidade.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content