BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA QUARTA-FEIRA (12)

Chumbo trocado na política cabo-friense; Vantoil cobra apoio do Estado e dá posse aos concursados; Câmara aprova criação de duas secretarias no Cabo; Secretário de Búzios em Brasília; Vice de Araruama troca experiência na capital; A polêmica do papel higiênico em São Pedro; Rio das Ostras cancela Carnaval... E muito mais!

2074

CHUMBO TROCADO…

A coluna Boca Miúda desta quarta-feira (12), começa pelo debate quente da pré-campanha para deputado estadual em Cabo Frio. Janio Mendes (PDT) está com sangue nos olhos e tem feito críticas constantes a “alguém” que estaria fazendo uma “perseguição política ao prefeito [José Bonifácio]” dentro do governo do Estado. O diretor da Alerj poupou Cláudio Castro (PL), mas disse que tem deputado estadual de Cabo Frio que está como secretário e que poderia usar seu prestígio para fazer com que o Estado “cumpra seu papel”. Um dos pontos citados pelo pedetista é exatamente o das rodovias estaduais, completamente esburacadas e algumas, até mesmo, quase intrafegáveis, como a Estrada do Guriri, Av Wilson Mendes, Integração e tantas outras. Ai já viu, né? Fica aquele jogo de empurra pelos buracos da cidade. Tem muitos na conta do prefeito, mas ele também não pode responder pelos que são de responsabilidade do Estado. O governador Cláudio Castro, os secretários Vinicius Farah (Integração) e Max Lemos (Obras), o presidente do DER, Luiz Roberto Pereira, todo mundo prometeu recapeamento para a chegada do Verão na Região dos Lagos.

___________________

CHUMBO TROCADO II

Mas parece que seguiu à moda Irineu, você não sabe, nem eu. Alta temporada na porta, com turista chegando, dilúvio atrás de dilúvio e os buracos só crescem. Por outro lado, ao Portal RC24h nesta quarta-feira, o deputado estadual licenciado em busca de renovação do mandato Dr. Serginho foi direto ao comentar a fala de Janio dizendo que o diretor financeiro da Alerj quer aparecer. Serginho afirmou que tem compromisso com a cidade, independente de quem esteja à frente do município, inclusive, lembrando o repasse de R$ 13 milhões à saúde de Cabo Frio no fim de 2021. “Tá querendo aparecer. Está precisando aparecer e fica levantando isso ao invés de cuidar do trabalho dele e olhar os problemas que a cidade tem”, disparou Serginho. Chumbo trocado que fala, né? Dizem que não dói. Ou dói?

‘É MUITO MAIS PERIGOSO NÃO TOMAR A VACINA’

“O que a gente está vendo nas unidades de saúde e nas UTIs dos hospitais são pessoas que não tomaram ou não completaram o esquema vacinal. Ou seja, a vacina está fazendo o diferencial. É muito mais perigoso não tomar a vacina”. A afirmação é da médica infectologista Apparecida Monteiro, entrevistada no #15MinutosNoRC nesta quarta-feira (12). Profissional com experiência de mais de 30 anos, a médica faz o alerta para quem ainda acha que a vacina contra a Covid-19 não resolve. Apparecida também fala sobre a imprescindibilidade em se vacinar as crianças e fala que ainda não é momento para o Carnaval. “Não é o momento para ter nada, nem na rua e nem em local privado. A tecla que a gente tem que continuar batendo é a da prevenção. Vacina e os cuidados de sempre, máscara, álcool em gel”. Clique aqui para conferir a matéria da entrevista na íntegra.

COBROU APOIO

Em Iguaba Grande, o prefeito Vantoil Martins (CID) foi para o Rio nesta quarta-feira (12), onde disse que “foi muito bem recebido” pelo secretário estadual das Cidades, Uruan Cintra, e pelo vice-presidente do DER, Fred Pacheco. Apesar do município estar fazendo diversas melhorias de pavimentação com recursos próprios, por meio do Programa Iguaba Melhor (PIM), as demandas são muitas, principalmente quando se pensa em época de chuvas e a cidade apresenta inúmeros pontos de alagamento. Como o governo estadual já tinha sinalizado apoio financeiro para tal, Vantoil foi até lá cobrar o apoio. “Apresentamos todas as demandas de pavimentação asfáltica e macrodrenagem, visando eliminar os pontos de alagamentos mais críticos da nossa cidade”, disse o prefeito iguabense. Acompanharam Vantoil nessa visita o chefe de Gabinete, Fábio Costa, e o secretário de Desenvolvimento, Marcello Costa.

POSSE DOS CONCURSADOS

Se Búzios levou quase uma década para convocar os aprovados em concurso público lá de 2012 e Cabo Frio levou 12 anos para a posse de aprovados no processo de 2009, Iguaba Grande saiu na frente. A Prefeitura começa a dar posse aos aprovados no concurso público de 2020 ainda neste mês. A cerimônia será nos dias 17 e 28 de janeiro. Ao todo, 265 pessoas vão assumir funções na administração pública da cidade. A cerimônia, montada no Centro Multiuso, será fechada apenas aos convocados, distribuídos por horários, como forma de prevenção a Covid-19 e Influenza. “Estamos felizes em poder realizar mais um compromisso da nossa campanha. Conseguimos, mesmo durante a pandemia, realizar o concurso com total transparência e agora a convocação dos aprovados. Aos novos servidores deixo os meus parabéns, sejam bem vindos a essa grande família que busca o crescimento da nossa cidade”, comentou o prefeito, Vantoil Martins (CID).

TESTOU POSITIVO

Continuando em Iguaba Grande, a Ômicron não tá perdoando ninguém, seja vacinado ou negacionista. O secretário de Planejamento, Eron Bezerra – que não é negacionista – foi um dos “premiados” e testou positivo na segunda-feira (10). Por telefone, disse que “graças a deus está tudo bem, não estou sentindo nada”, contou Eron, que na próxima segunda (17) estará de volta ao batente.

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA NO CABO

Em Arraial do Cabo, os vereadores se reuniram em uma sessão extraordinária nesta quarta-feira (12) com objetivo de votar uma mudança na estrutura do governo municipal para este ano. O projeto aprovado pelos edis cria novos cargos nas secretarias e ainda estabelece a criação de duas novas pastas: Habitação e Posturas. A Prefeitura ainda não anunciou quem serão os ocupantes das novas secretarias.

CHUCHU COVIDADO

Quem não compareceu à sessão extraordinária e teve que acompanhar tudo de casa foi o vereador Junior Chuchu (PV). Nas redes sociais, na noite desta terça-feira (11), o parlamentar informou que testou positivo para a COVID-19 e que está fazendo isolamento social em casa. Ao Portal RC24h, Chuchu disse que está tranquilo, com sintomas fracos. O vereador já havia apresentado sintomas da doença no ano passado, fez cinco testes e todos deram negativo. Segundo Chuchu, dessa vez, ele estava sentindo “o corpo meio estranho”, como o vereador estava no hospital, fazendo uma fiscalização e conversando com a equipe técnica sobre uma maneira de melhorar o atendimento, resolveu fazer o teste, que acabou dando positivo. A coluna estima melhoras ao edil.

SECRETÁRIO EM BRASÍLIA

Da península de Armação dos Búzios, o secretário de Saúde e vice-presidente regional do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, Leônidas Heringer, está participando, nesta quarta-feira (12), de uma reunião na Casa Civil da Presidência da República, em Brasília. O encontro conta com representantes dos ministérios da Saúde, Justiça, Turismo, Infraestrutura, secretaria de Governo da Presidência da República e diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para tratar ações coordenadas a nível nacional sobre o atual quatro epidemiológico do COVID-19. Em especial, no que diz respeito à temporada de navios de cruzeiro no país.

‘PROIBIR COBRANÇA DE SACOLA PLÁSTICA É RETROCESSO’

Continuando em Búzios, a Asserj – Associação dos Supermercados do Estado do Rio se manifestou pública e contrariamente à lei municipal (Lei Municipal nº 1.693), implementada em 1º de janeiro deste ano no balneário, que proíbe a cobrança de sacolas plásticas nos supermercados. Segundo a Asserj, “novas legislações municipais, como no caso de Armação dos Búzios, proibindo a cobrança, a preço de custo, representam um retrocesso para o cidadão, para a sociedade e sobretudo para o meio ambiente”, disse em trecho da nota de esclarecimento. “A lei aprovada em Búzios vai na contramão de tudo o que foi construído ao longo desses dois anos de vigência da lei Estadual (8473/19). Sem cobrança, as sacolinhas voltam a circular livremente e, assim, o risco ambiental é agravado. A cobrança foi estipulada apenas para desestimular o uso, como já acontece em diversos países”, explica Fábio Queiróz, presidente da Asserj. “A Asserj reitera a importância de que os consumidores façam suas compras usando sacolas retornáveis. Importante destacar que a Lei Estadual 8.473/19 permitiu que 5,4 bilhões de sacolas plásticas fossem retiradas do meio ambiente no território fluminense”, finalizou a nota.

INTEGRAÇÃO RIO X ARARU

A vice-prefeita de Araruama, Raiana Alcebíades (PSC), esteve, nesta terça-feira (11), na Prefeitura do Rio de Janeiro com uma equipe de profissionais da saúde araruamense em uma “importante troca de experiências com projetos de sucesso entre as cidades”. Nas redes sociais, a prefeita de Araruama, Lívia Bello (PP), escreveu: “que possamos interagir cada vez mais para o sucesso dos municípios em prol da coletividade e transparência. Todo conhecimento precisa ser compartilhado e se multiplicar, esse é o verdadeiro caminho para o sucesso”.

REAJUSTE DO MAGISTÉRIO

Continuando em Araruama, a turma da Educação continua com um pé atrás com a prefeita Lívia Bello (PP) e estão se agarrando na velha máxima “melhor prevenir que remediar” pra garantir que uma lei de reajuste seja cumprida. Por isso, o Sindicato dos Servidores Municipais de Araruama (SSMA) já encaminhou ofício à presidência do Conselho do Fundeb do município “a intermediação e a fiscalização junto ao Poder Executivo local, para garantir a aplicação dos reajustes acima demonstrados sobre o vencimento base dos Profissionais do Magistério Público do Município de Araruama, a partir do pagamento da competência de janeiro de 2022”. A ver pela polêmica infinita do repasse das sobras do Fundeb à categoria – que não ocorreu porque, segundo a prefeitura, não houve sobra, mas déficit -, o sindicato achou melhor se antecipar. Porque “cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém”.

HAJA PAPEL HIGIÊNICO

Ainda em São Pedro da Aldeia, na Praça do Canhão, aquela turma que faz marcação cerrada na saída de bola, levantou uma pauta que já virou até motivo de piada: a quantidade de papel higiênico comprada pela prefeitura. Estão questionando se a Prefeitura precisava ter comprado 17 mil fardos com 16 rolos cada (o que daria 272 mil rolos… haja diarreia, né?). Na verdade, foram 17 mil rolos (pouco mais de mil fardos), segundo a diretoria de Gestão de Pessoas da prefeitura. “Temos 2.031 funcionários (entre efetivos e comissionados). Esse número mais o número de alunos informados (13.220), dá o total de 15.251 pessoas. De acordo com o Léo, nosso atual diretor de infraestrutura, esse processo foi realizado pelo antigo diretor do departamento, em janeiro de 2021. No total, são 17 mil rolos de papel adquirido, o que dá a média de 1,11 de papel higiênico por pessoa da Educação, fora público externo e profissionais de outras secretarias que frequentam aqui”, disse a assessoria do prefeito Fábio do Pastel (PL). Turma do Canhão fez até aquele “Ah, bom!”.

2022 SEM INTERNAÇÕES

Embora haja preocupação com o número de casos da COVID-19 crescente em todo o país, de maneira que até o Carnaval já foi cancelado no município, a Prefeitura de São Pedro da Aldeia comemora o que, até agora, é um ano sem internações por conta da infecção do coronavírus. O não-registro de internados em 2022 até o momento é atribuído pela Prefeitura à vacinação da população, em tendência ao que é visto em outros pontos do país. Quem poderia imaginar que vacina salva vidas, não é mesmo? (contém ironia).

SEXTA CIDADE A CANCELAR MOMO (OFICIALMENTE)

Rio das Ostras foi a 6ª cidade da Costa do Sol a cancelar o Carnaval de rua este ano, por conta do avanço da contaminação pela variante Ômicron do coronavírus. Em nota oficial, a Prefeitura disse que não acontecerão eventos públicos e não será dada autorização para blocos ou manifestações de rua no Município. “Se mantivéssemos a festa em Rio das Ostras, incentivaríamos a migração dos turistas para a Cidade. Além disso, o Carnaval promove aglomerações e não há possibilidade de seguir os protocolos sanitários exigidos pela Saúde”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Igor Pessanha. Errado não tá, né? E os últimos a anunciarem o cancelamento, deverão ser as cidades que vão atrair aqueles que querem ir para algum lugar, custe o que custar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui