Após férias em Santa Catarina, Bolsonaro é internado com obstrução intestinal

Sem previsão de alta, presidente sentiu dores abdominais e foi levado para São Paulo na madrugada desta segunda (3); em nota, Planalto informou que Bolsonaro 'passa bem'

602

Internado com obstrução intestinal, o presidente Jair Bolsonaro publicou nesta segunda-feira (3) em uma rede social uma foto dele deitado na cama do hospital e informou que fará novos exames.

Bolsonaro estava de férias em Santa Catarina e foi levado para São Paulo nesta madrugada. Na manhã deste domingo, o presidente pilotou uma moto aquática no litoral de Santa Catarina.

Comecei a passar mal após o almoço de domingo. Cheguei ao hospital às 03h00 de hoje. Me colocaram sonda nasogástrica. Mais exames serão feitos para possível cirurgia de obstrução interna na região abdominal“, publicou Bolsonaro na rede social.

Mais cedo, também nesta segunda-feira, a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência (Secom) informou em nota que Bolsonaro “passa bem”.

A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informa que o Presidente da República, Jair Bolsonaro, após sentir um desconforto abdominal, deu entrada no Hospital Nova Star, em São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (3), para a realização de exames. A Secom informa, ainda, que o Presidente passa bem e que mais detalhes serão divulgados posteriormente, após atualização do boletim médico“, informou a Presidência.

A passagem do presidente no Litoral de Santa Catarina foi marcada por passeios de motocicleta, de moto aquática, corte de cabelo, jogo na Mega da Virada, jantar em pizzaria e até uma visita a um parque onde se apresentou como piloto após show temático.

A rotina de férias rendeu críticas ao presidente por ele não ter interrompido o recesso para acompanhar a situação da Bahia, atingida por fortes chuvas.

Procedimentos

Desde que foi vítima de uma facada durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro já passou por quatro cirurgias em decorrência do episódio.

Ele também passou por outros dois procedimentos não relacionados ao ferimento: a retirada de um cálculo na bexiga e uma vasectomia.

Em julho, o presidente precisou ser hospitalizado devido a soluços persistentes.

Histórico

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30, após deixar o litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano. Ele deixou o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul (SC), à meia-noite de domingo (2), a bordo de helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), e seguiu até Joinville (SC), onde embarcou para São Paulo.

O médico Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada em setembro de 2018 e acompanha a evolução do caso desde então, informou que a comitiva relatou que o presidente sente dores abdominais e, por isso, foi levado ao hospital. Macedo, no entanto, não acredita que seja necessário Bolsonaro passar por cirurgia.

O médico está nas Bahamas e espera um avião para voltar ao Brasil para avaliar o quadro do presidente.

A agenda de Bolsonaro não prevê compromissos nesta segunda e nem terça-feira (4).

Contato com deputado com Covid

O presidente passou o réveillon em São Francisco do Sul. O período foi marcado por passeios e aglomerações com apoiadores. Ele teve contato com o deputado federal Coronel Armando (PSL), que testou positivo para Covid-19. Bolsonaro também se desequilibrou após um passeio em moto aquática.

No embarque em Santa Catarina, Bolsonaro, que estava em São Francisco do Sul desde 27 de dezembro, estava acompanhado da primeira dama, Michelle Bolsonaro, e outros familiares, além da equipe de segurança.

Férias em SC

Esta é a terceira vez que Bolsonaro se hospedou em São Francisco do Sul. Em dezembro de 2020 e fevereiro de 2021, ele também esteve no município. No estado, o presidente já esteve 11 vezes desde que foi eleito, em 2019.

Durante um passeio neste domingo (2), o presidente se desequilibrou ao descer da moto aquática que pilotava em uma praia. A assessoria da Presidência da República não informou se ele sofreu algum tipo de ferimento.

Segundo o fotógrafo Vilmar Bannach, o presidente estava encerrando o passeio e, ao descer da moto aquática, jogou o colete para os seguranças e uma onda forte o atingiu. No sábado, ele já havia passeado de moto aquática e provocado aglomerações dentro do mar.

Nos dias anteriores, ele já havia aproveitado a praia com a família e encontrado apoiadores na rua durante passeio de moto e também em parque temático.

Em Santa Catarina, de acordo com decreto estadual, é possível ficar sem máscara de proteção contra Covid-19 ao ar livre, mas apenas em casos onde há distanciamento. Quando há aglomeração, a máscara é obrigatória mesmo em locais abertos.

*com informações do G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui