Acusado de matar argentina em Búzios é encontrado morto no ES

Corpo foi localizado dois dias após o crime, em 24 de abril, em um hotel de Guarapari; suspeito utilizou nome diferente na hospedaria

1654

Diego Fusaro, acusado de matar a argentina Evangelina Mariel Trotta, de 48 anos, em Búzios, foi encontrado morto em um hotel na cidade de Guarapari, no Espírito Santo. De acordo com a informação divulgada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (6), o cadáver foi localizado no dia 24 de abril, dois dias após o assassinato da mulher.

A polícia informou ainda que o homem tinha dado entrada na hospedaria capixaba utilizando um nome diferente. O carro de Evangelina que também estava desaparecido desde o dia do crime, em 22 de abril, foi encontrado no mesmo hotel.

A causa da morte de Fusaro foi registrada como suicídio por arma de fogo, conforme a Polícia Civil do Espírito Santo. Os agentes foram acionados pelo dono do hotel, que disse que o hóspede não era visto desde o dia anterior.

O corpo foi removido para o Departamento Médico Legal de Vitória e passou por necrópsia e identificação, mas nenhum familiar se apresentou para a liberação no Instituto Médico Legal (IML).

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Guarapari comunicou a Polícia Civil do Rio de Janeiro nessa quinta-feira (5) sobre o fato. A identidade de Diego Fusaro foi confirmada pela polícia capixaba.

Segundo o delegado titular da 127ª Delegacia de Polícia de Búzios (127ª DP), Sérgio Santana, havia um mandado de prisão contra Diego. O crime foi registrado como feminicídio.

1 COMENTÁRIO

  1. Esse caso não estão querendo apontar como Feminicidio. Na hora de proteger as mulheres não querem mas pra esconder a verdade são feras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui