BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA SEXTA-FEIRA (6)

Cabo Frio amanhece estarrecida com truculência policial contra crianças e adolescentes em comunidade; Enquanto Zé Bonifácio dava entrevista na TV, ausência da prefeitura cabo-friense em audiência pública do Meio Ambiente dá o que falar; Fábio do Pastel reinaugura um espaço da ancestralidade, a Casa da Flor; Em Iguaba, ninguém entendeu a postura do presidente da Câmara; Marcelo Magno participa de palestra com juíza federal para estudantes; Búzios vai lembrar os 134 da abolição; Aquiles Barreto lota clube no Rio; Araruama terá evento literário... E muito mais!

1586

CIDADE ESTARRECIDA

A coluna Boca Miúda desta sexta-feira (6) começa por Cabo Frio, cidade que amanheceu estarrecida, nesta sexta-feira (6), e com sentimento de impotência depois que a polícia militar entrou de forma truculenta na comunidade do Manoel Corrêa/ Jardim Nautillus, na noite anterior (vídeo abaixo). Num ato desproporcional e sem motivo, PMs usaram armas e violência física e atentaram contra crianças e jovens que participavam de uma batalha de rima. Imagens mostram o momento em que um MC canta no microfone e os policiais abrem fogo, mesmo com a presença de várias crianças no local. Crianças! Isso mesmo, que assistiam extasiadas às apresentações que ali ocorriam. O desespero e a correria tomaram conta do ambiente (vídeo abaixo). Teve feridos e o equipamento de som foi atingido e danificado. O que aconteceu aos PMs? Até o momento, foram ouvidos na sede do batalhão (25º BPM). A Prefeitura de Cabo Frio emitiu nota de repúdio e um ato de protesto (foto destaque e fotos abaixo) foi realizado pela comunidade no fim da tarde.

_______________

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS?

Estranhamente, na última terça (3), o mesmo evento de Batalha de Rima aconteceu na Praça da Cidadania, que fica na orla da Praia do Forte (bairro nobre, né?) – como sempre tem acontecido -, dois dias antes e com dez vezes mais pessoas participando. Estava lotado (vídeo acima) e tudo correu numa boa, sem truculência, como tem que ser num evento cultural ou de qualquer natureza. Então, qual o motivo daqueles que são pagos para proteger o cidadão transformar uma quadra esportiva, cheia de crianças e adolescentes, em campo de guerra? A gente sabe, todos sabem. E ninguém faz nada.

INÉRCIA DO PODER MUNICIPAL

Continuando a coluna, a gente ainda fala de Cabo Frio, onde a população se vê impotente quanto ao perigo iminente de não um, mas vários crimes ambientais acontecendo e que trarão danos irreversiveis se não forem impedidos a tempo. Diante de um avanço imobiliário sem precedentes e da inércia do poder municipal, a Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Alerj discutiu nesta sexta-feira (6), em audiência pública presidida pelo deputado Flávio Serafini (PSOL), a preservação ambiental na Região dos Lagos. No encontro, no colégio Miguel Couto, moradores pediram a elaboração de um novo Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) Pau Brasil, entre Cabo Frio e Búzios, além da nomeação de um dirigente técnico para a unidade. A Prefeitura não mandou um representante sequer. Enquanto acontecia a audiência, o prefeito José Bonifácio (PDT) dava entrevista a uma TV local e a secretária de Meio Ambiente, Dhanyelle Garcia participava de um evento da Bandeira Azul. Não poderia ter mandado outro representante a evento de suma importância que trata do futuro sustentável da cidade e qualidade de vida da população? O que fica claro é que isso não é prioridade do atual gestor cabo-friense, que inclusive disse uns meses atrás, logo que o ex-secretário Juarez Lopes pediu pra sair e a atual titular assumiu, que essa mudança tinha o objetivo de otimizar processos para abertura de empreendimentos, por exemplo, que “ficam muito tempo parados dentro da Prefeitura passando de uma pasta para outra”. Veja o video com outras falas de Juarez acima.

QUANTIDADE DE LICENCIAMENTOS IMPRESSIONA

E o objetivo de Zé Bonifácio foi confirmado pelo procurador da República, Leandro Mitidieri, que fez parte da mesa na audiência pública. Segundo ele destacou (vídeo acima), no último ano, a quantidade de licenciamentos e pedidos que foram apresentados para empreendimentos em locais que abrangem unidades de conservação e áreas de proteção ambiental foi tamanha que ele ficou impressionado. Mitidieri, por meio de ação no MPF, conseguiu embargar nova tentativa de retomada de obras do Méditerranée Fake em plena Dunas do Peró. Outra denúncia chocante, feita por uma munícipe, foi a de um empreendimento espanhol para implantar fazenda de mariscos no Peró – cultura inclusive muito defendida pelos filhos de Bolsonaro – mas que já se sabe que o impacto ambiental terrível que os resíduos das fezes desses frutos do mar podem causar na praia. E de novo a Prefeitura se finge de morta. Sobre o Viverde Marina Cabo Frio – empreendimento/bairro entre os bairros Gamboa Ogiva e Peró -, Mitidieri contou que este també foi embargado, mas já sob os cadáveres de centenas de árvores que haviam na região e foram arrancadas para as obras.

NÃO PARA POR AÍ

Continuando, um outro projeto que quer transformar a Boca da Barra (entre Praia do Forte e Ilha do Japonês) em parque estadual também já estava ‘engatilhado’. Durante toda essa apresentação ‘chocante’ na audiência, além da ausência de representante do governo municipal, ninguém legislativo apareceu. A prefeitura respondeu que a secretária de Meio Ambiente, Dhanyelle Garcia, não pode comparecer por conta do evento de workshop da Bandeira Azul – ué, não poderia ter mandado alguém a representando? – como se houvesse preocupação com o Peró. Como falamos acima, sobre as pretensões de Zé querer dar andamento (a toque de caixa) nos pedidos de licenciamento, o prefeito de Cabo Frio, na entrevista que dava a Sidnei Marinho enquanto espectadores da audiência ouviam, incrédulos, às denúncias de crimes ambientais, disse que anteriormente, o projeto que entrava na Prefeitura ia primeiro para a secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e, em seguida para o Meio Ambiente. “O que prevalece hoje é que toda a análise de qualquer projeto ficará apenas no desenvolvimento urbano”, disse o prefeito, completando que a partir de agora o Meio ambiente vai cuidar da “questão geral”, como cuidar dos parques ambientais, como o do Mico leão dourado, para combate às invasões de terras e o tráfico de animais silvestres.

ESPAÇO DA ANCESTRALIDADE

Num dia em que a cultura negra foi massacrada em Cabo Frio, um refresco vem de São Pedro da Aldeia, onde o destaque do dia foi a reinauguração da Casa da Flor, após dez meses de restauração. O monumento passou por obras de conservação e será reaberto aos visitantes. No evento, realizado na tarde desta sexta-feira (6), o prefeito Fábio do Pastel (PL) era só sorriso, agradeceu a todo mundo e disse do orgulho e da dificuldade em concretizar essa obra. “É mais fácil construir escola do que achar mão de obra especializada para fazer a restauração. Mas aconteceu e não foi fácil. Estou muito feliz da gente ter lutado e ter feito essa obra”, disse Pastel. O evento também contou com autoridades do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), teve apresentação cultural e, no fim, uma visita à edificação histórica guiada por figura ilustríssima, o senhor Valdevir dos Santos, sobrinho-neto de Gabriel Joaquim dos Santos, criador da Casa da Flor. A prefeitura aldeense está de parabéns pela recuperação do espaço. E mais parabéns ainda a Fábio do Pastel, tantas vezes criticado por ser ‘Bolsonaro de carteirinha’, mas tem postura de gestor muito mais progressista do que esses pedetistas de meia pataca de Cabo Frio. Veja o vídeo:

_________________

NINGUÉM ENTENDEU NADA

O clima esquentou na sessão da Câmara Municipal de Iguaba Grande desta quinta-feira (5), mas ninguém entendeu ao certo o porquê do climão instaurado pelo presidente da Casa, vereador Balliester Werneck (CID). Em tom de lamento pela saída do agora ex-secretário de Educação, Fred de Carvalho – que compareceu à sessão para prestar contas do trabalho -, Balliester disse que a Educação era um compromisso do atual prefeito Vantoil Martins (CID) com ele quando prefeito interino. Contrariado com a mudança, Balliester disparou: “O então candidato Vantoil entrou na minha sala, puxando uma cadelinha no barbante e saiu de lá prefeito eleito da cidade. A política é um grande jogo de xadrez, a gente não pode bater na mesa porque se as peças pularem, o jogo acaba. Mas a frase fica: quem não tem gratidão, não tem caráter. O jogo não acabou. Obrigada por tudo Fred, vamos ver as cenas dos próximos capítulos”. Ainda não se sabe o motivo, mas a live não está mais na fanpage da Câmara. Tentamos contato com Balliester, para tentar entender o que foi essa indireta dele na live deletada, mas sem sucesso. Conversando com o prefeito Vantoil, igualmente surpreso com a colocação do parlamentar, ele disse que as ilações do vereador não são verdadeiras e que Balliester, pelo jeito, não gostou de ter um pedido seu negado, por outro lado o edil já é gente grande o suficiente para encarar uma situação como essa.

‘ESPELHO PARA O FUTURO’

Em Arraial do Cabo, o prefeito Marcelo Magno (PL) acompanhou, nesta sexta-feira (6), a palestra educativa que a juíza federal, Mônica Lúcia do Nascimento realizou no CIEP Municipalizado Cecílio Barros Pessoa, através do programa “Espelho para o Futuro”. O programa leva uma reflexão sobre o exercício da cidadania e também apresenta aos jovens experiências de profissionais na área do Direito, proporcionando uma visão realista da profissão, incentivando a participação dos alunos em aula. Além da dra Mônica, que é coordenadora do projeto, participaram os delegados da PF, Márcio Mendes Dias e Felício Laterça; o agente da PF, Vandré Santos; o presidente da 48º subseção da OAB, Neemias Pereira Lima, e o tenente Lucas, representando o 25° BPM. Do município, além de Marcelo estavam o presidente da Fundação do Meio Ambiente, Maycon Victorino, o procurador Daniel Costa e os secretários de Saúde, Jorge Diniz, e de Educação, Isalira Gomes, que destacou a importância da ação. “A presença desses profissionais aqui hoje, destaca para o aluno a importância de uma educação pública de qualidade, por onde todos eles passaram e hoje ocupam cargos de destaque em nossa sociedade”, disse ela.

PLURALIDADE CULTURAL

Em Armação dos Búzios, a secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, dentro do projeto de Pluralidade Cultural, realizará no próximo dia 11 de maio (quarta-feira), na Câmara Municipal, o evento “134 anos da Abolição da Escravatura”. Será um dia de palestras com muita informação e conteúdo sobre a Cultura Quilombola e suas raízes, promovendo um momento de reflexão e valorização da Cultura Africana, compreendendo sua importância para o diálogo e a convivência harmônica com a diversidade.

ARARUAMA LITERÁRIA

Falando em cultura, em Araruama vai acontecer um evento que vai unir feita de livros, atividades envolvendo o incentivo à leitura para as crianças, jovens e adultos, com participação de vários autores renomados. Na programação ainda estão previstas atividades interativas e diversos shows com artistas como Vitor Kley, Vanessa da Mata e Gabriel Pensador.

LOTOU CLUBE TIJUCANO

E o sextou de Aquiles Barreto (PSD), ex-vereador de Cabo Frio, foi de um Clube Municipal Tijuca, no Rio, completamente lotado no lançamento de sua pré-candidatura para tentar uma vaga na Câmara dos Deputados em outubro. O lançamento foi agora à noite, com inúmeras presenças ilustres, como o prefeito da capital, Eduardo Paes, padrinho de Aquiles, e outros bambas da política carioca e fluminense. Quem também pintou por lá e teve até fala foi o ex-prefeito de Cabo Frio, Marquinho Mendes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui