InícioUncategorizedVítima do 'Rei dos Bitcoins' diz ter conhecido esquema dentro de igreja...

Vítima do ‘Rei dos Bitcoins’ diz ter conhecido esquema dentro de igreja evangélica

Carlos Monteiro tenta receber cerca de R$ 35 mil investidos na empresa do ex-garçom Glaidson Acácio. Ele disse ter sido ameaçado por um dos operadores do esquema de pirâmide

Vítima da quadrilha investigada por esquema fraudulento de pirâmide, montado pelo ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, o investidor Carlos Monteiro da Silva disse ter sido convidada a investir em moedas virtuais dentro de uma igreja evangélica em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Ele tenta receber R$ 35 mil investidos em bitcoins. 

Carlos Monteiro esteve na sede da Polícia Federal no Rio após ter ciência de que o empresário João Marcus Pinheiro Dumas Viana era um dos alvos da segunda fase da Operação ‘Kryptos’. O empresário é acusado de ser um dos operadores do esquema e foi ele quem o convenceu a investir. 

Para a imprensa, o investidor disse ter recebido ameaças de morte do operador da GAS Consultoria. As conversas aconteciam nas dependências de uma sede da Igreja Universal em Cabo Frio. Ele investiu o dinheiro recebido da pensão após a morte de um parente. Carlos explica que as abordagens dentro da igreja eram normais com ele. 

“Eles alteraram o contrato que era de 12 meses para 24 meses. Em uma conversa, ele (João Marcus) pediu para eu assinar a promissória. Ele disse que tanto ele, quanto os seguranças do Glaidson estavam cansados de mim. Eu perguntei se era ameaça e ele disse para que entendesse como quisesse”.

Glaidson Acácio é o ex-garçom dono da GAS Consultoria. Ele foi preso no dia 25 de agosto, na primeira fase da operação. A venezuelana Mirelis Zerpa, esposa dele, está foragida. A Polícia Federal já sabe que ela fugiu para os EUA. Assim que for presa, será deportada. A GAS tem um capital social de R$ 75 milhões. 

Na segunda fase da operação, além do empresário João Marcus, a polícia também tentou localizar o corretor de imóveis Michael de Souza Magno, conhecido como ‘corretor das celebridades’

Em nota, a G.A.S Consultoria comentou que “tem sido atacada injustamente pela mídia e por pessoas que não dominam as técnicas de movimentação do mercado das criptomoedas.  Formularam uma série de suposições para tentar tirar a credibilidade da empresa, que, diga-se de passagem, não deve a nenhum cliente. Todas as pessoas que mutuaram recursos à G.A.S., têm recebido a remuneração pactuada”.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content