InícioBrasilMinistério anuncia segunda dose para pessoas que tomaram vacina da Janssen

Ministério anuncia segunda dose para pessoas que tomaram vacina da Janssen

Intervalo entre primeira e segunda dose é de dois meses. Até então, a aplicação do imunizante era de dose única

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (16) que as pessoas que foram imunizadas com a vacina da Janssen contra a Covid-19 irão receber a segunda dose. O intervalo entre as duas doses deve ser de, no mínimo, dois meses. Até então, a aplicação do imunizante era de dose única.

“Quem tomou a Janssen completará o esquema vacinal. Embora seja de dose única, compete a nós [Ministério da Saúde] as definições. A pessoa tomará duas doses, em um intervalo de dois meses. A Janssen chegou em junho/julho, então estamos no tempo esperado”, explicou Rosana Leite de Melo, secretária extraordinária do ministério.

“Hoje nós sabemos que é necessária uma proteção adicional dessa vacina. Como temos um quantitativo, não será um esforço muito grande. A sequência é: completou cinco meses da segunda dose, receberá uma dose de reforço, preferencialmente com uma vacina diferente”, disse Queiroga.

A pasta vai começar a distribuir as doses da Janssen aos estados e municípios a partir da próxima sexta-feira (19).

Apesar da alteração no esquema vacinal do imunizante, a Anvisa esclareceu que apenas a Pfizer entrou com pedido de alteração na bula.

A empresa fabricante da Janssen ficou de enviar para a Anvisa os estudos sobre a eficácia e segurança da dose reforço da sua vacina na próxima semana. (Veja nota abaixo).

Dose de reforço após cinco meses para todos

O Ministério também anunciou que está liberada a dose de reforço da vacina para qualquer pessoa com mais de 18 anos após cinco meses do esquema vacinal completo (da aplicação da segunda dose da vacina).

Até então, a dose de reforço estava aprovada para os maiores de 60 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais de saúde.

“Graças às informações que temos dos estudos científicos, nós decidimos ampliar a dose de reforço para todos acima de 18 anos que tenham tomado a segunda dose há mais de cinco meses”, disse Marcelo Queiroga.

Queiroga explicou que o ministério não divulgará um calendário por faixa etária para a tomar a dose adicional.

“Acima de cinco meses da segunda dose, independentemente da idade, já se pode buscar a sala de imunização”, disse o ministro da Saúde.

Para a dose de reforço, o Ministério da Saúde orienta que a pessoa tome um imunizante diferente do usado no esquema vacinal. “É preferencial que a dose adicional seja com uma vacina diferente. No Brasil usamos a Pfizer, mas em um eventual desabastecimento pode ser usada outra plataforma”, explicou Queiroga.

Ministério da Saúde anuncia redução do intervalo da dose de reforço — Foto: Reprodução/twitter Ministério da Saúde

Leia a nota da Anvisa abaixo:

A Anvisa vem discutindo com todas as empresas desenvolvedoras e instituições sobre as ações de monitoramento e sobre os estudos clínicos para a confirmar a eficácia e segurança da dose de reforço das vacinas aplicadas no Brasil.

Até o momento, apenas a Pfizer solicitou alteração do esquema vacinal previsto em bula para a vacina Comirnaty. O atual esquema aprovado em bula prevê duas doses da vacina. O pedido apresentado à Anvisa prevê a aplicação de uma terceira dose. Este pedido está em análise na Anvisa e pendente de complementação de dados pelo laboratório para que a análise tenha prosseguimento.

Quanto à vacina da Janssen, a decisão da autoridade reguladora americana (FDA/EUA) considerou a segunda dose como reforço, conforme se segue: “O uso de uma dose única de reforço da vacina Janssen (Johnson e Johnson) Covid-19 pode ser administrado pelo menos 2 meses após a conclusão do regime primário de dose única em indivíduos com 18 anos de idade ou mais.” (tradução livre).

Segundo a Janssen, a previsão é que até a próxima semana a empresa entregue os estudos para Anvisa sobre a eficácia e segurança da dose reforço da sua vacina.

*Com informações do G1.

Letycia Rocha
Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Editora no Blog Cutback e colaboradora no jornal O Dia.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content