Os representantes das pastas de Segurança Pública, Coronel Ruy França, Turismo, Carlos Cunha, Mobilidade Urbana, Jefferson Buitrago, e  o coordenador geral de Posturas e Licenciamento, Paulo César Pereira Alves, além do chefe de Operações do 25º BPM, major Alcântara, também estiveram presentes | Imagem: Anna Laurindo

Uma reunião entre o secretário de Segurança Pública e Direitos Humanos de Cabo Frio, Coronel Ruy França, e o 25º batalhão aconteceu na tarde desta terça-feira (28). O intuito foi discutir as operações que serão desencadeadas especificamente no Réveillon. Os representantes das pastas de Turismo, Carlos Cunha, Mobilidade Urbana, Jefferson Buitrago, e o coordenador-geral de Posturas e Licenciamento, Paulo César Pereira Alves, além do chefe de Operações do 25º BPM, major Alcântara também estiveram presentes.

Conforme o secretário, a reunião ocorreu por determinação do prefeito José Bonifácio (PDT), para que fosse formado um alinhamento integrado entre as Secretarias e o Batalhão, com o objetivo de fazer com que o município tenha um réveillon “tranquilo”, como o mesmo afirma.

Para que tudo flua conforme o planejado, segundo o secretário, a organização também poderá contar com a Delegacia de Polícia de Cabo Frio (126ª DP), onde o titular, o delegado Carlos Eduardo Almeida se colocou à disposição para o desenvolvimento das ações.

Foram abordados o efetivo de empregados durante a operação da virada; logística de funcionamento, tanto na prefeitura, quanto no batalhão; e as ações que serão desencadeadas para coibir as atividades irregulares praticadas pelos flanelinhas, que, de acordo com o secretário de Segurança, tem sido “um tormento”.  “No último fim de semana houve muitas reclamações sobre a agressividade dos flanelinhas, que exigem valores altíssimos”, pontua.

REFORÇO DE 500 POLICIAIS

Como resolução, de acordo com o Major Alcântara, chefe de Operações do 25º batalhão, o município vai contar com reforços de 500 homens, tendo cerca de 750 policiais apenas no município, sendo divididos entre o Centro e Unamar, segundo distrito da cidade.

Mas o efetivo já está deu início às ações. Nesta terça-feira, três dias antes da virada, está havendo uma operação para coibir o uso de aparelhos de som nas praias, algo que, “tem causado uma grande preocupação”, segundo Ruy França.

Já na manhã do dia 31, vai acontecer a “Operação Praia”, aonde será dado auxílio e suporte a todos os moradores e turistas, além de contribuir com a coibição do trabalho dos flanelinhas. De acordo com o Major Alcântara, a Praia do Forte vai contar com dois postos de comando, onde oficiais comandarão toda a tropa.

Além disso, o Colégio Estadual Miguel Couto vai funcionar como base de operações durante a virada, ou seja, “é de onde todo o policiamento será irradiado durante o Réveillon”, afirma.

O Major pontua que, conforme um levantamento feito pela própria PM, é esperado um aumento razoável na quantidade de turistas durante a celebração, pois, nos últimos dois anos, a Covid-19 impediu maiores movimentações. “Estamos preparados para exercer a segurança pública durante o ano novo”, conclui.

APRESENTANDO DETALHES

Na quinta-feira (30), vai acontecer uma apresentação, às 14h, no auditório da prefeitura de Cabo Frio, onde serão apresentados os detalhes discorridos na reunião desta terça. Lá, cada secretaria vai expor os detalhes do que foi definido e quais ações de fato serão feitas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui