Início Boca Miúda BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA SEGUNDA-FEIRA...

BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA SEGUNDA-FEIRA (22)

Cláudio Castro surpreende e vem pessoalmente vistoriar Unilagos e anunciar arrendamento da unidade, que abre as portas até semana que vem; Confira as presenças de quase todos os prefeitos da região e a repercussão; Zé Bonifácio manifesta gratidão; Vantoil Martins e Marcelo Magno falam da entrada na bandeira vermelha; Número 2 de Araruama reclama da falta de convite para reunião; Saiba porque Fábio do Pastel não foi; A dança das cadeiras na Comsercaf… E muito mais!

VISITA SURPRESA E BEM VINDA

Nesta segunda-feira (22), o governador Cláudio Castro (PSC) esteve de maneira surpreendente em Cabo Frio, vistoriando pessoalmente o hospital Unilagos e se comprometeu de já nesta semana reabrir a unidade, com o Estado pagando o funcionamento para atender a Região dos Lagos. A vinda de Cláudio surpreendeu, mas neste fim de semana os prefeitos de toda região conversaram entre eles e com o governador, informando do colapso na região. A vinda dele aqui, de maneira espontânea, indica a gravidade do problema, que não é pontual numa cidade ou outra, é em todas. O governador fez questão de destacar o tempo todo que ele não quer politizar a pandemia. Acompanhe os detalhes dessa visita.

MANIFESTANDO GRATIDÃO

Em Cabo Frio, onde acabou o oxigênio no fim de semana, o prefeito José Bonifácio (PDT) teve que pedir ajuda a Búzios e Iguaba. E Zé, responsável por articular essa vinda do Estado para cá, resultou em bônus, porque, até então, quem viria seria o secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, mas acabou vindo o próprio governador que assumiu o compromisso de reabrir não só o Unilagos, como também o hospital de Barra de São João. Bonifácio ao final da vistoria fez questão de agradecer: “A palavra agora é gratidão. Gratidão, governador, pela sua sensibilidade, sua demonstração de equilíbrio, de parceria nesse momento tão difícil com tantas mortes. O senhor está dando um exemplo”, destacou Zé. Quem também esteve presente foi Dr Serginho, secretário estadual.

VEREADORES PRESENTES

Um grupo pequeno de vereadores estiveram no Unilagos prestigiando a visita do governador. O primeiro a chegar foi Vinícius Corrêa (PP). Depois então chegaram Leo Mandes (DC), Davi Souza (PDT), Vanderson Bento (PTB) e Jean da Auto Escola (PL). E só. Que coisa, né?! De 17 parlamentares, ao que parece, só cinco estão efetivamente preocupados com a questão da covid. Vamos combinar que é muito pouco para uma cidade em colapso.

CALOTE É ‘CONVERSA’

Ainda sobre o Unilagos, o proprietário do Hospital, Rogério Leopoldo, aproveitou a presença do Portal na visita do governador e disse que, durante a requisição da unidade na gestão anterior, de Adriano Moreno (DEM), a Prefeitura “deu calote e não pagou um centavo pelo espaço (veja o vídeo abaixo)”. O contrato, que durou quase um ano, previa o pagamento mensal de R$ 250 mil. Ao ser informado da reclamação pela reportagem, Adriano respondeu na mesma hora, disse que não foi nada disso. “Em Cabo Frio há essa mania doentia de achar que o prefeito não quer pagar isso ou aquilo. Não foi isso não, foi tudo dentro da legalidade. Ele vai receber, está empenhado, isso é conversa fiada”, disse o ex-prefeito, que também rebateu sobre a Prefeitura ter “depenado” a unidade de saúde. “Quanto aos equipamentos, “foi feito um inventário na entrada e na saída. O hospital foi entregue em perfeito estado, quem esteve aqui foi um representante dele, na época, para conferir. Agora, dizer que roubaram as coisas do hospital? Fala sério né”, completou Adriano, frisando, ainda que o hospital foi entregue antes das eleições, ou seja, quando ele ainda era prefeito, e que na época não houve essa reclamação. “E só estão falando disso agora?”, indagou o ex-prefeito.

PREOCUPADO COM FERIADÃO DE DEZ DIAS

De Búzios, quem participou do encontro com o governador foi o secretário de Saúde, Marcelo Amaral (na foto conversando com o titular da pasta em Cabo Frio, Felipe Fernandes), representando o prefeito Alexandre Martins (REP). Marcelo teve a iniciativa de solicitar ao governador para que o Regional de Araruama recebesse pacientes de COVID. O secretário que conhece bem a unidade hospitalar disse que o local tem condições que receber ao menos 20 leitos de UTI, governador topou na hora. Ainda sobre Búzios, cedinho Alexandre concedeu entrevista ao vivo ao apresentador do Bom Dia Rio, Flávio Fachel, e destacou a preocupação com relação ao “feriadão” de dez dias que o Estado quer decretar, antecipando para agora os feriados de abril. O governador já disse que vai proibir o acesso às praias no Estado e às áreas de lazer nos hotéis – como piscinas, recreação, etc. Ou seja, o turista que vier para cá vai ter que ficar dentro do quarto. E quem insistir, vai sofrer sanção. “Multas pesadíssimas”, destacou Cláudio Castro. De certa forma, a medida deve inibir a tentativa de burlar as barreiras sanitárias.

BANDEIRA VERMELHA

De Iguaba Grande, o prefeito Vantoil Martins (Cidadania) ficou bastante satisfeito com a presença do governador e ele também aposta que essa iniciativa de proibir o acesso às praias vai demover muita gente a ideia de vir para a região. O município iguabense, que vinha conduzindo muito bem todo o trabalho de prevenção à Covid com cautela, nesse fim de semana se viu retroceder à bandeira vermelha, ou seja, não adiantou prevenir, agora é hora de remediar. Inclusive, morreram duas pessoas nesse fim de semana por lá, uma delas era de Araruama, conforme disse o próprio prefeito. Quem acompanhou o prefeito Iguabense foi Eron Bezerra, secretário de Desenvolvimento.

BANDEIRA VERMELHA II

O prefeito de Arraial do Cabo, Marcelo Magno (SDD), também compareceu ao UNILAGOS para acompanhar a vistoria do governador. Aliás, Marcelo é outro que está preocupadíssimo com a situação. O município também está em colapso. Sem vagas de UTI, são seis pacientes em estado grave aguardando na fila, por isso, assim que saiu do encontro, Marcelo foi para o seu gabinete e ficou ligando pessoalmente para os prefeitos do Estado para ver se conseguia vagas. Um dos que ele recorreu foi Fabiano Horta (PT), de Maricá, que já tinha sido generoso com Zé Bonifácio na semana passada. Não custa pedir, né?! Em momento como esse, o apelo ao pé do ouvido sempre funciona. No entanto, a população de Arraial somados aos turistas fissurados pelas praias da cidade, não calculam o problema tampouco o risco grave que o município enfrenta hoje.

CHAMANDO NA CHINCHA

A vice-prefeita de Araruama, Raiana Alcebíades (PSC), e o secretário Anderson Moura (PP) representaram o município na visita de Claudio Castro (PSC) a Cabo Frio nesta segunda-feira (22). Ao pedir a palavra, Raiana demonstrou insatisfação por ela e a prefeita, Lívia Bello (PP), não terem sido convidadas para a videoconferência com o governador interino no domingo (21). A nº 2 de Araruama ainda chamou na chincha, argumentando que elas só foram convidadas no último momento para a visita de Castro. Mesmo que Lívia nunca tenha parecido fazer tanta questão de diálogos com quem quer que fosse, não deixa de ser descortês, né? No fim da fala, Raiana ainda pediu chamou Claudio para ir a Araruama se encontrar com a prefeita. Quando Alcebíades foi embora, pelas costas dela, correu na boca da galera que em Araruama é tudo diferente: o poste é quem faz pipi no cachorro. Vê se pode!

AUSÊNCIA NOTADA

Quem não compareceu e teve a ausência notada – especialmente pela população que acompanhava a live da coletiva de imprensa no UNILAGOS -, foi o prefeito de São Pedro da Aldeia, Fábio do Pastel (PODE). Mas a falta dele se justifica: o pai está com COVID e passou mal pela manhã. Fábio teve que seguir às pressas para um hospital. Com isso, coube ao seu advogado pessoal, Dr. Pedro Canellas (1º da esq. p/ dir.) representá-lo. No domingo, Fábio participou da reunião por teleconferência entre prefeitos da região e Claudio. No entanto, a situação também não está nada fácil em terras aldeenses. Tanto é assim, que nem o pai do prefeito foi poupado do vírus, fato que colaborou para deixar o prefeito muito angustiado nos últimos dias. Nossa torcida pela plena recuperação do seu Luiz Carlos.

DEPUTADO TÁ ON

Deputado estadual Pedro Ricardo (PSL), também veio especialmente acompanhar a visita do governador Claudio Castro (PSC) ao UNILAGOS. Na foto, ele está ao lado do Secretário de Saúde de Búzios, Marcelo Amaral. Pedro que é médico e deputado por Saquarema, também está preocupado com colapso da saúde na região. Ele fez questão de destacar a importância da união da Região dos Lagos e aproveitou para apelar ao Governador pela abertura de mais leitos para atendimento da doença no HERC – Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama. “É momento de luta, ação e articulação. Abrir o Regional de Araruama para atendimento à Covid é essencial nesse momento. O Roberto Chabo é um hospital que já tem uma boa estrutura e é perfeito nesse momento de crise, quando precisamos ser rápidos para sanar o problema da falta de leitos na Região dos Lagos. Precisamos salvar vidas! Saúde é coisa séria!”, disse o deputado.

DANÇA DAS CADEIRAS NA COMSERCAF

Voltando à Cabo Frio e ainda no âmbito do executivo, mais um membro da família Vidal saiu da Prefeitura. É que nesta segunda-feira (22), o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio (PDT) fez nova mudança no primeiro escalão do governo. O presidente da Comsercaf, Jefferson Vidal, foi exonerado e quem assume a autarquia é Heitor Pinto Fonseca Júnior, que era o vice. O motivo da exoneração, segundo informação oficial da Prefeitura, foi que Zé Bonifácio queria que Jefferson ficasse responsável pela reforma das praças da cidade, função que ele não teria aceitado. A gente tentou falar com Jefferson, por telefone, para saber sobre sua saída, mas ele não atendeu. A exoneração já foi publicada no D.O, mas Zé afirmou que, apesar disso, o carinho que ele tem por Vidal é grande. Embora Zé tenha sido cortês e gentil nas palavras com Jefferson, o comentário nos bastidores era de que ele vinha se queixando muito dos cortes de recursos financeiros que a Comsercaf vinha sofrendo. O mais recente ocorreu semana passada, quando Zé retirou R$ 5 milhões da autarquia para a aquisição de vacinas contra a Covid-19, e isso teria desagradado Jefferson. O então presidente da autarquia também estaria comentando com pessoas próximas sobre a dificuldade de cumprir com as expectativas da população com relação à limpeza diante do enxugamento de recursos que o prefeito vem realizando.

SANITIZAÇÃO DA CÂMARA

A preocupação com o avanço da COVID em Búzios, não se limita ao poder executivo. O legislativo também está atendo ao crescimento do contágio. Por esse motivo, o presidente do parlamento buziano, Rafael Aguiar (REP) determinou a sanitização da Casa duas vezes por semana. Nesta segunda-feira (22), foi dia. As sessões são presenciais para os edis, porém fechadas ao público, mas Rafa disse que o momento não é de facilitar, sendo assim, a higienização será sistemática até segunda ordem.

SEM NEGOCIAÇÃO

Enquanto isso, em terras araruamenses, comerciantes e funcionários protestaram em frente à Prefeitura na tarde desta segunda-feira (22) contra o decreto que determinou o fechamento do comércio às 18h. Apesar de ter sido um movimento pacífico, segundo testemunhas do ato, a Prefeitura ressaltou, em nota, que “foi observada a presença de pessoas sem máscaras e provocando aglomerações”. Segundo o município, muitos foram identificados como não sendo comerciantes e nem funcionários e “estavam ali para criar tumulto”. Um dos organizadores da manifestação foi levado para a delegacia para responder por crime de desordem pública, o que encerrou a manifestação ali mesmo. A Prefeitura informou que não tem conversa e “o decreto vai continuar em vigor até 05 de abril”.

A POLÊMICA DO SUPERFERIADO

O superferiado de dez dias, previsto para ser instituído no Estado do Rio, tirou o sono de várias lideranças políticas da região. O ex-prefeito, primeiro-cavalheiro e secretário de Desenvolvimento Econômico de Saquarema, Antônio Peres Alves, foi um dos que se posicionaram. Em post no Facebook neste domingo (21), Peres disse que feriado no Rio é invasão na Região dos Lagos e apelou: “Sr. Governador, aja (sic) com responsabilidade”. Segundo o governador interino, Claudio Castro, haverá, sim, o feriadão, mas as praias não poderão ser ocupadas e há previsão de multa para quem descumprir a determinação.

MACAÉ EM LUTO

A cidade de Macaé, onde 336 vidas já foram perdidas para a COVID-19 emitiu uma nota, lamentando a morte da superintendente Administrativa da secretaria de Educação da cidade pela doença. Geisa Morgado de Oliveira Ferreira trabalhava no município há 21 anos e faleceu nesta segunda-feira (22). Inclusive, devido ao falecimento, a secretária de Educação não funcionou nesta segunda e decretou luto de três dias. O Portal RC24h lamenta a morte de mais uma vítima do novo coronavírus.

VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -

Mais Lidas

Skip to content