InícioBrasilAplicativo do ConecteSUS deixa de apresentar vacinas; site está fora do ar

Aplicativo do ConecteSUS deixa de apresentar vacinas; site está fora do ar

Durante a madrugada, site do ConecteSUS e a página do Ministério da Saúde sofreram um ataque hacker. Grupo assumiu o ataque e disse que 50 TB de dados internos foram 'copiados e excluídos'

Usuários do ConecteSUS relataram, na manhã desta sexta-feira (10), que os comprovantes de vacinação não estão aparecendo no aplicativo. Outros disseram que não conseguem sequer entrar no aplicativo.

Os relatos começaram a surgir pouco após um ataque hacker aos sites do Ministério da Saúde e do ConecteSUS. Nas duas páginas, os invasores escreveram que o portal sofreu um “ransomware” e que “50 TB de dados foram copiados e excluídos”. Pouco antes das 7h, a mensagem não era mais exibida nos sites, mas eles continuavam inacessíveis.

A reportagem pediu, às 07h13 desta sexta (10), um posicionamento ao Ministério da Saúde sobre o assunto e questionou se há alguma previsão de retorno de funcionamento do site ou de que os dados de vacinas no ConecteSUS sejam recuperados. Até a última atualização, ainda não havia retorno.

Ransomware é um tipo de vírus que sequestra o conteúdo do computador da vítima e cobra um valor em dinheiro pelo resgate, geralmente usando a moeda virtual bitcoin, o que dificultar rastrear o criminoso.

Este tipo de “vírus sequestrador” age codificando os dados do sistema operacional de forma com que o usuário não tenha mais acesso.

O ConecteSUS é o aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, exigido para acessar locais públicos. Até o momento, o comprovante é exigido em 19 capitais do Brasil.

Grupo assume ataque

O Lapsus$ Group assumiu a autoria do ataque cibernético ao deixar a mensagem “nos contate caso queiram o retorno dos dados” nas páginas dos sites que saíram do ar.

Antes do fim da madrugada, a mensagem ficou intermitente até sumir dos dois portais. Os sites permaneceram fora do ar.

Anvisa já foi alvo de hackers

Em setembro, um dos sites da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também sofreu um ataque cibernético. Os hackers trocaram o conteúdo por uma bandeira da Argentina e uma mensagem.

O site alvo da ação é o dedicado ao preenchimento da Declaração de Saúde do Viajante (DSV), um documento obrigatório para todos os turistas vindos do exterior que desejam entrar no Brasil por via aérea.

O ataque ocorreu três dias depois da suspensão do jogo entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. A partida foi cancelada após a agência entrar em campo para retirar atletas argentinos que descumpriram a exigência de quarentena prévia para entrada no país.

*Com informações do G1.

Letycia Rocha
Pós-graduanda em Jornalismo Investigativo pela Universidade Anhembi Morumbi; Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Veiga de Almeida. Atuou como produtora/repórter na Lagos TV e Coordenadora de Programação na InterTV - Afiliada da Rede Globo. Editora no Blog Cutback e colaboradora no jornal O Dia. Vencedora do 3º Prêmio Prolagos de Jornalismo Ambiental, na categoria web.
VEJA TAMBÉM
- Advertisement -
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img
- Advertisment -spot_img

Mais Lidas

Skip to content