POVO SEM NOÇÃO: Banhistas desrespeitam interdição de praias em Cabo Frio e Arraial do Cabo

Nem mesmo o isolamento feito com fitas foi suficiente para conter moradores e visitantes, que seguem ignorando os decretos municipais e possíveis punições


Apesar de todos os esforços das Prefeituras de Cabo Frio e Arraial do Cabo, que interditaram as praias dos municípios para evitar aglomerações e possíveis propagações do coronavírus, muitos moradores e visitantes se mostram indiferentes e desrespeitam as determinações estipuladas através de decretos municipais.

Na Praia do Forte, a mais movimentada de Cabo Frio, fitas de contenção foram colocadas nas escadarias localizadas na Orla Malibu, mas os banhistas simplesmente arrebentaram o isolamento ou acessaram a faixa de areia através das dunas. Na Praia do Peró, moradores afirmam que muitos ambulantes e quiosqueiros infringiram a determinação emitida nesta quinta-feira (19) e seguem realizando atividades comerciais no local durante esta sexta (20).

Em Arraial do cabo, a Guarda Civil municipal percorre as orlas e monitora os acessos para conscientizar e impedir a entrada de banhistas.

 

Atividades comerciais estão suspensas nas praias

A partir desta sexta-feira (20), estão suspensas as atividades comerciais na Praia do Forte. A medida faz parte do decreto 6.210, de 19 de março de 2020, com medidas emergenciais para reduzir a circulação de pessoas nas praias e praças do município.

Estão suspensas, pelo prazo de 15 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período, todas as autorizações concedidas pelo município para os ambulantes, sejam fixos ou móveis, que atuam em todas as praias e ruas da cidade. A medida abrange ainda o funcionamento dos quiosques situados nas orlas.

Estão proibidas ainda as atividades de turismo náutico, de mergulho recreativo e exploração comercial dos dispositivos flutuantes como banana boat, kite surf, boia elástica, pula-pula aquático, jet ski e stand up paddle.

Quem descumprir as normas será penalizado nos moldes dos artigos 268 e 330 do Código Penal e ainda com advertência, apreensão, inutilização e/ou interdição do produto, suspensão de venda ou fabricação do produto, interdição parcial ou total do estabelecimento, cancelamento da licença sanitária, proibição de propaganda, imposição de mensagem retificadora, suspensão de propaganda e publicidade e/ou multa, conforme art. 74 da Lei Complementar nº 28, de 20 de janeiro de 2017, que institui o Código Sanitário do Município de Cabo Frio.

 

Prefeitura solicita que a população fique em casa

A Prefeitura de Cabo Frio ressalta a necessidade de que os cidadãos fiquem em suas casas, evitando a aglomeração de pessoas e a disseminação do vírus. O decreto 6205 de 16 de março de 2020, que regulamenta ainda outras medidas de combate, pode ser lido aqui. https://bit.ly/2WxeHQe

Além disso, hábitos simples de higiene são as melhores formas de prevenção da doença, como lavar bem as mãos com água e sabão ou utilizar álcool em gel; cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir; não compartilhar objetos pessoais; e manter os ambientes ventilados de acordo com orientações do Ministério da Saúde.

Categorias: Cidades

Fotos da notícia




Outras notícias