BOCA MIÚDA: OS BASTIDORES DA POLÍTICA NA REGIÃO DOS LAGOS NESTA SEGUNDA-FEIRA (17)

Iguaba vai adiantar pagamento de fevereiro na próxima quinta (20); Relatório mostra aumento de receita e diminuição de despesa no município iguabense; Enquanto isso, Cabo Frio luta para pagar janeiro até sexta-feira (21); Repercussão da saída de Rafael Peçanha ainda é grande; Prefeito de Arraial recebe equipe McLaren para almoçar em sua casa; Câmara cabista volta com sessões em novo horário; Fogo no parquinho virtual de Araruama; Vereadora Joice conta os dias para voltar ao legislativo de Búzios; Prefeito aldeense diz que não passa pano para concessionária... E muito mais!


CARNAVAL COM DINDIM

Os sorrisos largos do prefeito Vantoil Martins (Cidadania) e do secretário de Governo Jales Lins não são à toa. O pré-carnaval de Iguaba Grande, iniciado na última sexta (14) e que no sábado (15) arrastou mais de cinco mil pessoas com a bateria da Mangueira, deu mostras que o Carnaval será ainda melhor. Isso porque o secretário de Governo Jales Lins, informou em primeira mão à coluna que o servidor iguabense vai festejar Momo com dinheiro no bolso: a prefeitura vai adiantar 50% do salário de fevereiro na próxima quinta-feira (20); a outra metade será depositada uma semana depois. Isso significa, conforme o secretário, que aproximadamente R$ 2 milhões serão injetados na economia de Iguaba durante a folia. Jales acrescentou que só não paga o salário integral na quinta "para o servidor que é folião não gastar dinheiro demais e ficar duro depois da festa".

 

 

ORGANIZADA E INCREMENTADA

No sábado (15), Vantoil Martins, na entrevista que concedeu, ao vivo, para a fanpage da rádio Costa do Sol FM - a rádio oficial do Carnaval de Iguaba - fez questão de destacar que o pré-Carnaval e o Carnaval de Iguaba "não tem dinheiro da saúde e nem da educação". O secretário de Turismo Marcelo Durão, lembrou ainda que é possível fazer uma festa organizada e incrementada de maneira autossustentável com o apoio da iniciativa privada.

 

 

MAIS RECEITA, MENOS DESPESA

Ainda de Iguaba, a Prefeitura começa o ano fiscal de 2020 com boa notícia. O relatório de equilíbrio orçamentário e financeiro, com avaliação de receitas e despesas do último quadrimestre de 2019, revela que entre os meses de setembro e dezembro houve um aumento de 1,23% na receita, e uma queda de 7,05% nos gastos com folha de pagamento, colocando o município abaixo do índice prudencial exigido pela Lei de Responsabilidade de Fiscal, que é de 51,30%. Todos esses resultados foram apresentados à população na manhã desta segunda-feira (17) durante audiência pública promovida no plenário da Câmara de Vereadores pela Controladoria Geral e pela Secretaria de Fazenda. Segundo o relatório, dois meses após a posse do atual governo o município arrecadou pouco mais de R$ 75 milhões, cerca de 1,23% a mais do que no mesmo período de 2018. Já as despesas com pessoal, que em dezembro de 2018 foram de 53,34%, e chegaram a 58,75% no segundo quadrimestre de 2019, ultrapassando o limite máximo previsto em Lei, que é de 54%, encerram o exercício de 2019 em 50,82%.

 

 

POR OUTRO LADO...

Quem continua do lado baixo da gangorra ainda é Cabo Frio, que pena para conseguir honrar os pagamentos nos últimos meses. Mas, uma luz no fim do túnel apareceu na manhã desta segunda (17). Em contato com o secretário de Fazenda de Cabo Frio, Clésio Guimarães, ele nos informou que a expectativa é que todos os servidores públicos sejam pagos, inclusive o salário de janeiro e débitos que restam com o 13º até sexta-feira (21). Contratados e comissionados devem receber na quarta-feira (19). Clésio disse ainda que está bastante confiante de que conseguirá pagar o salário de todo o funcionalismo da Prefeitura antes do Carnaval. Segundo o secretário, a troca de titulares na pasta da Saúde pode atrasar um pouco o depósito para os servidores desta pasta, visto que a Fazenda depende da listagem completa da folha de pagamento. O pagamento dos servidores vai significar uma injeção de R$ 14 milhões na economia da cidade às vésperas da festa de Momo.

 

 

REPERCUSSÃO SOBRE RAFAEL

Além de pegar todos de surpresa, o anúncio da retirada da pré-candidatura do vereador Rafael Peçanha (PDT) repercutiu, e muito, entre os políticos cabo-frienses, os quais, em sua maioria, lamentaram que ele não irá concorrer a prefeito este ano por motivos graves de saúde. Rafael, inclusive, postou uma carta aberta à população da cidade explicando e lamentando o ocorrido. Logo em seguida, chegaram mensagens de todos os lados ao jovem político. O vereador Aquiles Barreto, seu amigo e colega de parlamento, se pronunciou no Facebook em apoio ao ex-pré-candidato. "A decisão do Rafael é nobre, ele optou em viver (cuidando da saúde) e de sua família. Me recordo que antes do meu pai falecer, no meio de uma campanha, o corpo dele dava muitos sinais, mas ele não parou, sonhava em transformar o mundo, o físico cobra e o meu pai partiu, deixando uma ferida que jamais cicatrizará em minha família", escreveu Aquiles. Outro colega que fez questão de se manifestar em prol de Rafael foi Jefferson Viana (PSC), Dizendo que ele mesmo já pensou em desistir por causa da família e da saúde. "Muitos podem não entender essa decisão, outros podem achar que foi uma manobra política, mas foi uma decisão humana, uma decisão familiar, decisão de um pai, de um marido, de um filho e todos precisam aceitar e respeitar", citou Jefferson.

 

 

'PRECISO VOLTAR'

Mesmo tendo ficado inelegível em 2018 - quando TCE e Câmara de vereadores rejeitaram suas contas de 2013 e 2014 - para os oito anos seguintes, o ex-prefeito Alair Corrêa (PCdoB) insiste que é pré-candidato a prefeito de Cabo Frio nas eleições deste ano. Hoje ele postou textão no Facebook explicando porque ele "precisa voltar". Quis explicar que a culpa foi a queda no repasse de royalties que nos anos de 2015/2016 passou de R$ 30 milhões/mês para apenas R$ 5/6 milhões/mês. Só faltou dizer que foi culpa do PT: "os críticos, ao invés de focarem naqueles que assaltaram a Petrobras, preferiram me fazer culpado!", disse ele num trecho. Mas em nenhum momento falou que foi por falta de gestão e sim que "não teve como administrar", escreveu o ex-prefeito, que naquela época sacrificou milhares de servidores os deixando quatro meses sem pagamento.

 

 

PROFUNDO PESAR

Sobe o triste episódio da execução do sargento Luiz Paulo em Cabo Frio, neste domingo (16), o Adapo - Rede de Povos Tradicionais de Matriz Africana da Região dos Lagos e o Movimento Negro Unificado (MNU LAGOS), foram a público manifestar pesar pela tragédia. Para esses representantes, o policial militar foi "vítima de um covarde assassinato" e "passará a engrossar as enormes estatísticas do geniocídio negro em nosso país".
"A morte do sargento precisa abrir um diálogo franco em nossa região sobre a permissividade e a conivência de alguns desses profissionais e ex-profissionais que deveriam zelar por nossa segurança em homicídios sem solução, mortes de inocentes e queimas de arquivos sobre suas nefastas ações ou baixas de guerra sem precedentes em nossa história (...) Por ele, clamamos JUSTIÇA!", diz um trecho do documento postado na rede social.

 

 

ALMOÇO COM MCLAREN

O prefeito de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna (Republicanos), chamou a turma da McLaren - equipe de serviços públicos, liderada por Fabinho Sorriso, que atua no Morro da Cabocla - para bater aquele rango de responsa. Recebeu os funcionários em sua casa, na Praia dos Anjos, e a turma, claro, ficou pra lá de satisfeita (em todos os sentidos). "Já que eu almocei diversas vezes na casa dele (Fabinho), hoje foi a vez da turma almoçar comigo. Amizade é via de mão dupla: obrigado por ser um amigo tão especial!", disse Renatinho no Facebook.

 

 

 

MANIFESTAÇÃO DE LUTO

Mas, como nem tudo é alegria na vida, Renatinho Vianna também recorreu ao Facebook, neste fim de semana, para prestar condolências ao adversário Henrique Melman (PDT), que perdeu o filho, o engenheiro Carlos Alexandre Melman. Afinal de contas, respeito à dor alheia independe de disputa política. A coluna aproveita o espaço também para se solidarizar a Melman.

 

 

 

ÚLTIMA REUNIÃO

Acontece nesta terça (18), às 18h, a última reunião sobre a bilhetagem eletrônica para passeios náuticos. O Grupo Especial de Trabalho se reunirá na Casa do Educador, no prédio do antigo cinema. A reunião aconteceria na semana passada, mas foi adiada devido as fortes chuvas que caíram sobre o município. Este será o último encontro para discussão do projeto e vale lembrar que representantes de órgãos relacionados aos barqueiros e pescadores, donos de embarcações de turismo ou pesca e demais interessados estão convidados. A discussão sobre as regras da bilhetagem eletrônica é uma sugestão do Ministério Público que solicitou modificações no projeto de lei apresentado anteriormente e também a pedido da classe envolvida. O projeto será apresentado a toda população em Audiência Pública, marcada para dia 2 de março, também às 18h, com local a definir.

 

 

MUDANÇA DE HORÁRIO

Última a voltar aos trabalhos após o recesso legislativo, a Câmara de Arraial recomeça nesta terça-feira (18), com mudanças: as sessões passam a ser às 17h. Segundo a assessoria de Comunicação do legislativo, a mudança visa atender à população com horário mais acessível para que todos possam acompanhar de perto o trabalho dos vereadores. Mas o retorno virá sucedido de novo recesso, por conta do Carnaval, ou seja, trabalham até quinta (20) e só retornam uma semana depois. Ê mamão hein...

 

 

 

 

 

BRIGA NA PRAÇA

Ainda em Arraial, no fim de semana o comentário foi que o pré-candidato a prefeito Walter Lúcio, o Tê (PSDB), acabou se envolvendo numa briga na Praça do Cova, no sábado (15) à noite. Não se sabe o motivo da confusão, mas o fato é que as fotos estão viralizando nas redes sociais. Será que é tensão pré-eleitoral que está deixando Tê irritado? Ou alguém teria feito uma provocação a ele, que acabou reagindo?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FOGO NO PARQUINHO

Os ataques e contra-ataques de Chiquinho da Educação - marido da prefeita de Araruama - parecem não ter fim. Em mais um deles - onde ele aponta André Mônica (PL), seu arqui-inimigo, como praticamente um desmantelador da saúde na cidade, quando este foi prefeito. E, claro, Mônica foi para o Facebook responder, a exemplo das outras vezes. "Ao invés desse senhor vir à público se explicar, ele vem e posta um monte de mentiras. Mas, enfim, eu vou responder a ele, apesar dele não ser nada. Quem é ele? O marido da prefeita, um ex-prefeito que está inelegível", disparou André Mônica, completando com uma cutucada na ferida: "Aonde está a maternidade de Araruama nesses três anos e um mês de governo (da prefeita Lívia de Chiquinho)? Em Saquarema, uma vergonha...", acrescentou. E por aí vai. 

 

 

DE VOLTA EM MARÇO

A vereadora e pré-candidata a prefeita de Armação dos Búzios, Joice Costa (PP), retorna aos trabalhos no legislativo em março. Ela ainda está de licença, se recuperando de uma infecção adquirida no pós-operatório de uma delicada cirurgia no cérebro, realizada em dezembro. Joice, que não vê a hora de voltar à ativa, vai realizar um "Culto de Gratidão" pelo seu restabelecimento, que será realizado dia 2/3, no Hotel Atlântico, às 19h30. "Quero agradecer o carinho de todos os amigos que torceram por minha recuperação. Graças a Deus estou em casa, estou bem. Estarei apta para o meu trabalho, completando minha licença, no início de março", disse Joice.

 

 

 

INDICAÇÃO DE VICE?

Depois desse fim de semana, quando viralizou nas redes sociais um vídeo em que o presidente Bolsonaro dança com o prefeito do Rio, Crivella, ficou mais do que evidente a união entre os dois líderes políticos e essa tendência deve se estender aos municípios da Região dos Lagos. Segundo informações dos bastidores do partido Republicanos, todas as cidades onde o partido tiver candidatura própria, o vice será apontado pelo grupo de Jair Bolsonaro. Conversando com Alexandre Martins, que é pré-candidato pela sigla em Búzios, ele disse que até existe essa possibilidade, entretanto no balneário não tem nenhum nome ligado a Bolsonaro, e que por isso essa decisão de quem será o vice dele só será tomada mais tarde.

 

 

PRESTANDO CONTA

O prefeito Cláudio Chumbinho (MDB) tem sido duramente criticado pela população de São Pedro da Aldeia por conta dos problemas de esgoto na lagoa de Araruama que há muito vêm acontecendo. Nós entramos em contato com ele inclusive para questionar uma informação que estava rolando nos grupos, de pessoas acusando Chumbinho de “passar pano para a Prolagos”. "Não é verdade. Em 2019 eu entrei na justiça contra a Prolagos e ganhei. Com isso, hoje a concessionária está fazendo os serviços", respondeu o prefeito aldeense, que nos enviou um documento e explicou que foi o único a pedir as providências judiciais cabíveis contra a concessionária, depois de encaminhar relatório mostrando que havia, no entorno da lagoa 49 pontos de lançamento de esgoto in natura diretamente na laguna, sendo nove do município aldeense.

 

 

NOVO SISTEMA

A primeira sessão de 2020 da Câmara de Macaé, que acontece nesta terça (18), marca também o início da utilização do novo sistema eletrônico do Legislativo, que inclui o painel eletrônico de votações plenárias. O treinamento dos técnicos legislativos para operar o telão, durante o andamento das sessões, aconteceu nesta segunda-feira (17). Quem quiser conferir a novidade, pode comparecer à primeira sessão ordinária, realizada a partir das 10h, no plenário da Câmara Municipal de Macaé. O endereço é Avenida Antônio Abreu, 1805, bairro Horto. Os que preferirem acompanhar os debates entre os parlamentares via Internet, poderão conferir algumas das mudanças na transmissão ao vivo (acesse o link: http://www.cmmacae.rj.gov.br/tv-camara/ no horário indicado) ou nos vídeos gravados que ficam disponíveis no canal da Câmara de Macaé no YouTube, onde podem ser vistos em qualquer horário.

 

 

RELIGAMENTO DE SERVIÇO

As empresas concessionárias de serviços públicos - como luz, água e telefone - não poderão cobrar de terceiros o pagamento de contas em atraso para que haja o religamento dos serviços no imóvel. É o que determina o projeto de lei 2.704/17, do deputado André Ceciliano (PT), que busca impedir que as empresas cobrem do inquilino o pagamento de contas antigas. A medida será votada, em segunda discussão, pela Alerj, nesta terça-feira (18). De acordo com o projeto, o nome do proprietário do imóvel também não poderá ser incluído na lista de inadimplentes por conta da pendência de atuais ou antigos inquilinos. "A dívida é do usuário e não do imóvel. No entanto, temos visto notícias sobre a exigência de quitação de dívidas em nome de terceiros vinculadas ao endereço, para a transferência de propriedade o que, de acordo com as normas em vigor e o entendimento dos Tribunais, é absurdo", explicou o autor.

 

 

Categorias: Boca Miúda

Fotos da notícia




Outras notícias