Coletivo Griot de Cabo Frio recebe prêmio na Assembleia Legislativa do Rio

Grupo de Pesquisa, Difusão e Memória em Tradições Afro participa de cerimônia pelo Dia Internacional dos Direitos Humanos


A Casa Estadual de Leis e antiga Câmara dos Deputados, o Palácio Tiradentes, no Centro do Rio, virou um grande quilombo na noite desta terça-feira (10), Dia Internacional dos Direitos Humanos. O Coletivo Griot Grupo de Pesquisa, Difusão e Memória em Tradições Afro, de Cabo Frio, recebeu o prêmio Carolina Maria de Jesus no plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na categoria “Negritude” por sua atuação de 11 anos comprometida com o antirracismo e com o protagonismo, identidade e visibilidade cultural afrocentradas. A premiação foi uma iniciativa da Comissão de Direitos Humanos da Alerj, presidida pela deputada estadual Renata Souza (PSOL).

Em todas as categorias, o Griot foi a única representação da Região dos Lagos a receber a honraria. Além de “Negritude”, foram premiados outros 77 grupos, coletivos e associações nas áreas de “Direitos Humanos e Segurança Pública”; “Favela e Território”; “Comunicação”; “Saúde”; “Movimentos Sociais”; “Violência Institucional e Segurança Pública”; “Gênero”; “Educação” e “Cultura”. A idealizadora e responsável pelo grupo, professora Márcia Fonseca “Fulô”, recebeu o prêmio das mãos de Luyara Franco, filha da vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018. A educadora e ativista falou da emoção e da importância de receber a premiação em uma data tão simbólica.

"É muito emocionante receber a premiação na Comissão de Direitos Humanos da Alerj. Para gente é muito importante, pois fortalece o grupo; nos dá certeza do caminho que a gente deve manter e dos objetivos que a gente quer alcançar. Para gente não poderia ser melhor, ainda mais em um ano tão difícil, de tantas perdas, de tanta transformação social e política. Estamos muito felizes e vamos honrar esse prêmio sempre", declarou Márcia, que também é coordenadora de História e Cultura Afro e Indígena da Secretaria Municipal de Educação de Cabo Frio.

Em meio a vários discursos de autoridades, homenagens, apresentações e intervenções artísticas, coube ao Griot a honra de encerrar a cerimônia, com uma empolgante roda de jongo e coco feita pelas integrantes do projeto Tambor de Iaiá, que ensaia todas as terças e quintas-feiras para a realização de um grande cortejo carnavalesco, em fevereiro de 2020. 

Categorias: Cabo Frio Política

Fotos da notícia




Outras notícias