Polícia Civil prende mais um suspeito de sequestrar filha de empresário italiano em Arraial do Cabo

Agentes da 125ª DP (São Pedro) cumpriram mandado de prisão contra Wallace Martins Ferreira na noite desta quarta-feira (16)


Policiais da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) prenderam na noite desta quarta-feira (16) Wallace Martins Ferreira. Ele é apontado como o quarto autor do sequestro da filha do empresário italiano Ettore Castelluzzo, em março deste ano. O caso é investigado pela Divisão Antissequestro (DAS)

Até agora, quatro autores foram identificados pela polícia. Dois foram mortos no resgate, dia 19 de março –  Edson de Souza, de 60 anos, Osmar Elias Barbosa, conhecido como Escadinha, 49 anos – e outros dois, presos.  Rodrigo Rodrigues da Silva, 29, foi encontrado no bairro da Gamboa, em Cabo Frio, próximo à Rua dos Biquínis, na tarde do mesmo dia em que a refém foi libertada e, agora, Wallace. Ele é suspeito de homicídio em São Pedro, crime praticado no final de 2013, e tem anotações por homicídio e porte de arma de fogo.

O assalto

O empresário Ettore Castelluzzo e sua filha foram rendidos quando chegavam na casa da família, em Arraial do Cabo, às 22h30m do sábado retrasado. Eles estavam em um Crossfox e foram abordados por quatro homens armados a pé, que entraram no veículo e, no meio do caminho, trocaram Ettore de carro.

O empresário Ettore Castelluzzo e sua filha foram rendidos quando chegavam na casa da família, em Arraial do Cabo, às 22h30m do dia 15, sábado. Eles estavam em um Volkswagen Crossfox e foram abordados por quatro homens armados a pé, que entraram no veículo e, no meio do caminho, trocaram Ettore de carro.

Pai e filha ficaram juntos no cativeiro, na Praia do Peró, em Cabo Frio, por duas horas. Lá, foi decidido que o empresário seria libertado e a menina continuaria refém. Ettore recebeu um chip por onde os criminosos fariam contato.

No dia 18, terça-feira, foram feitas três ligações com ameaças e foi determinado que o italiano pagasse R$ 720 mil pelo resgate da adolescente. Horas depois, os agentes da DAS chegaram até o cativeiro e libertaram a estudante.

Participaram da operação montada para solucionar o sequestro 39 policiais civis, entre eles dois delegados. Há um ano, o Rio não registrava esse tipo de crime.

Categorias: Polícia

Fotos da notícia




Outras notícias