Homem acusado de estuprar três sobrinhas é preso na Praia do Siqueira em Cabo Frio

Ao descobrir que a casa caiu, acusado tentou suicídio se cortando com estilete, mesmo assim foi preso pela polícia


Um caso de horrores capaz de deixar até Nelson Rodrigues de cabelo em pé. Um homem foi preso na tarde desta terça-feira (15), acusado de estuprar três sobrinhas de 19, 16 e 13 anos, que moravam na mesma casa que ele, no bairro Praia do Siqueira, em Cabo Frio. Deranir Marques Ribeiro, 42, foi denunciado pela irmã dele e mãe das jovens, que sofreram abusos sexuais por, pelo menos, oito anos consecutivos.

De acordo com a delegada da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Claudia Faissal, graças a um mandado de prisão Deranir foi preso nesta tarde. Ele estava escondido dentro da casa onde mora e foi encontrado pelos policiais, trancado em um dos cômodos totalmente escuro. Percebendo que os crimes tinham sido descobertos, ele tentou se matar usando um estilete, provocando cortes no pescoço e pulsos. Na saída do local, a vizinhança tentou linchar o estuprador. 

A investigação sobre o caso foi iniciado na segunda-feira (14) e no dia seguinte, o juiz já tinha expedido o mandado de prisão temporária. Os policiais levaram Deranir para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Burle, onde ele recebeu atendimento médico. Detalhe: ao chegar na porta da UPA, o acusado tentou fugir, mas foi capturado pelos policiais novamente. Ele foi conduzido para a 126ª DP (Cabo Frio), onde está preso. Aos policiais, em depoimento, ele contou que não sabia que estava cometendo crime ao se relacionar com as sobrinhas. 

O show de horrores

Segundo a delegada, Claudia Faissal, a prisão foi possível porque a mãe das jovens descobriu os abusos e denunciou tudo à polícia."Elas foram morar com o acusado, depois que a mãe se separou do marido. A descoberta aconteceu, porque a filha mais nova, cansada da pressão imposta pelo tio, acabou contando os abusos. Ela teria se apaixonado por um coleguinha e Deranir, com ciúmes, fazia pressão e ameaças para a menina esquecer o caso e ficar somente com ele", contou a delegada. 

De acordo com ela, após descobrir o crime, a mãe foi conversar com as outras duas filhas, que acabaram contando que elas também passavam pela mesma situação. 

"Ele conseguiu calar as jovens mediante muita ameaça. A mãe das vítimas achava que o neto, de três anos, seria fruto de um antigo namoro da filha mais velha. Mas na verdade é do tio que, inclusive, foi quem registrou o bebê. As quatro saíram da casa na Praia do Siqueira, mas Deranir estava ameaçando-as de morte. Agora ele vai cumprir prisão temporária por 30 dias, até que o inquérito seja concluído", finalizou a delegada.
Categorias: Polícia

Fotos da notícia




Outras notícias