Polícia

MANÍACO À SOLTA? Jovem sofre assédio no meio da rua em Cabo Frio e, após denúncia, várias mulheres confirmam ter sido vítimas do mesmo suspeito

Suspeito tem 49 anos e mora no bairro das Palmeiras e, de carro, passa pelas ruas assediando mulheres e até meninas menores de idade. Polícia civil foi à casa do homem nesta quarta (18) e ele negou ser o autor do crime

Em: 18/10/2017 às 13:43:13
Equipe RC24h

Uma jovem de 19 anos, moradora de Cabo Frio, passou por momentos de perigo, medo e constrangimento, na tarde desta terça-feira (17), na cidade, quando foi assediada por um (até então) desconhecido, que passava de carro e a abordou quando ela andava a pé pela Rua Porto Alegre. Depois de postar o caso na rede social, a vítima descobriu que ela tinha sido mais uma mulher a passar pelo mesmo transtorno e confirmou, pelas características que as outras mulheres citaram, que o criminoso já praticava isso há muito tempo. Inclusive que é morador das Palmeiras, mesmo local onde a vítima sofreu o assédio.


Ela foi até a delegacia e registrou ocorrência. Lá, os policiais verificaram que o autor apontado pela vítima já tem passagem por lesão corporal e outras anotações criminais. Ele seria marinheiro, mas estaria "interditado", o que ainda não foi confirmado.


Na manhã desta quarta (18), policiais civis foram até o endereço do suposto autor do assédio, que negou tudo. Como não houve flagrante, não foi preso. Mas o caso segue sob investigação da 126ª DP, já que há outras vítimas pela cidade, contudo ainda não registraram ocorrência na delegacia.


O crime desta terça aconteceu por volta das 15h. Segundo relatou a jovem ao Portal RC24h, ela andava pela Rua Porto Alegre - via de grande movimento, que concentra muitos estabelecimentos comerciais e residências - sentido rodoviária, quando, no sentido oposto, e de carro - um utilitário prata (Kia Sportage), o homem passou, pela primeira vez, já chamando e assediando. Como a garota olhou e continuou o caminho, ele deu a volta e passou de carro ao lado dela, no mesmo sentido que ela ia e a tentou encurralar. A jovem saiu correndo e entrou numa casa de rações, na busca de ajuda.


A via em questão é de bastante movimento o dia inteiro mas, naquele momento, pessoas que viram o fato nada fizeram. Nem mesmo gritaram para chamar a atenção, segundo o relato.


"Ele passou, mexeu comigo, e ainda não satisfeito, deu a volta, me encurralou em uma rua e fez questão de parar do meu lado falando diversas coisas, me ameaçando. Tive maldade e sabedoria para me livrar de um possível estupro, coisa que a maioria das meninas da minha idade não tem. Foi quando liguei para polícia e ela me acalmou, me dando as coordenadas. Acredito eu que ele não tenha feito isso apenas comigo, mas com várias, pelos relatos. A cada cidade que vai ele usa uma identidade. Em alguns lugares pastor e em outros polícia, aqui por exemplo, diz ser os dois ao mesmo tempo". 


Outra característica do suposto criminoso, é que ele, segundo contaram outras possíveis vítimas, é que ele já "se apresentou" como policial e até como pastor evangélico.

 

 

REPERCUSSÃO IMEDIATA

 

No Facebook, logo depois que a vítima divulgou o caso, uma verdadeira enxurrada de posts de pessoas revoltadas, com medo, indignadas. Outras até "juram" de morte se encontrarem o suspeito.

 


Depois de tamanha repercussão em mídia social, o pai da vítima que reportou assédio descobriu - numa infeliz coincidência - que o criminoso em questão seria o mesmo que assediou a filha de um amigo. E num ato de revolta foi até a casa dele. "Meu pai foi falar com ele cara a cara. Ele simplesmente me chamou de mentirosa e disse que não sabia o que estava acontecendo", contou a garota.


O pai da vítima fez um apelo, também na rede social.


"Agora resta às meninas que relataram o mesmo que minha filha, irem à DEAM e registrarem uma ocorrência contra ele (RO) para que fique trancado. Caso contrário vai continuar até estuprar uma filha de alguém. Tomem coragem meninas! Vocês podem acabar com isso!"

 

 


 Tópicos: maníaco a solta em Cabo Frio, 


Fotos





Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.