Diversão

CABO FRIO - Evento neste sábado (26) vai relembrar tradicionais serestas pelas ruas da Passagem

O resgate das composições seresteiras ficará por conta do Grupo Amadeus, que irá percorrer as ruas da Passagem relembrando as tradicionais serestas do século XVIII, com os instrumentos musicais usados na época

Em: 21/08/2017 às 16:45:52
Da redação

O Polo Gastronômico e Cultural da Passagem realiza, no próximo sábado (26), a partir das 19h, o primeiro evento do segundo semestre: “Serestas de Inverno – Todo restaurante uma canção!”. O formato é dedicado à música e à cultura, resgatando a história da Passagem através das rondas seresteiras pelas ruas do bairro.

 

O resgate das composições seresteiras ficará por conta do Grupo Amadeus, que irá percorrer as ruas da Passagem relembrando as tradicionais serestas do século XVIII, com os instrumentos musicais usados na época: violão, cavaquinho, flauta e violino. Os músicos também vão entrar nos estabelecimentos entoando as antigas composições românticas de ilustres compositores do período.

 

Cada um dos 12 restaurantes do bairro que compõem o polo vai apresentar uma sugestão de prato da noite, que será batizado com o título de uma música de um compositor brasileiro de seresta. Para acompanhar o prato será servida uma taça de vinho ou cerveja artesanal como cortesia da casa. Os estabelecimentos terão uma “seresta tema” identificados por um cartão postal exclusivo do evento, que será distribuído aos clientes, e também terão uma placa na fachada, buscando trazer o passado musical à atualidade.

 

Segundo a produtora do evento, Aline Santana, os hóspedes dos seis hotéis integrantes do polo receberão mimos à parte nos restaurantes, proporcionando um agrado exclusivo. “A gente quer fazer a inter-relação entre os hotéis do polo e os restaurantes. A ideia é que todos os hóspedes fiquem na Passagem e consumam na mesma região em que estão hospedados. O mimos oferecidos pelos hotéis poderão ser uma sobremesa, um café, um welcome drink ou até mesmo uma lembrança de lojas parceiras, os agrados ainda estão sendo definidos pela direção dos hotéis”, explicou.

 

A história da Seresta no Brasil - No Brasil, assim como o choro e o samba, a seresta tem sua origem musical na Modinha, primeiro gênero genuinamente brasileiro surgido no século XVIII. Em meados do século XIX as serenatas ganharam mais força no Brasil, e as modinhas voltaram a pertencer ao âmbito popular, dividindo seu espaço com o lundu e o recém-nascido choro. No final do século XIX, enquanto a serenata começava a se tornar seresta, um jovem boêmio, o baiano Xisto Bahia, ganhou destaque entre os seresteiros. Com sua voz abaritonada e uma personalidade cativante, Xisto viajou no eixo Rio-Bahia fazendo uma importante mediação entre as classes média e baixa da época, e, atualmente é considerado como o pioneiro das serestas.

 

A partir do final do século XIX e início do XX, a seresta se firmou no cenário popular Brasileiro, quando por volta de 1930 surgiram ícones no repertório seresteiro como Vicente Celestino, Francisco Alves, Orlando Silva, Silvio Caldas e Orestes Barbosa, famosos pela interpretação operística de suas vozes. O espírito boêmio e seu lirismo fizeram com que a seresta transcendesse às limitações de um único estilo musical, absorvendo em seu repertório modinhas, lundus, sambas canções, choros-canções, boleros, valsas e bossas novas.

 

Sobre o Polo Gastronômico e Cultural da Passagem - Criado em 25 de março de 2017 e lançado através do projeto cultural “Águas de Março”, o Polo Gastronômico e Cultural do bairro da Passagem é uma organização comunitária através de uma ação conjunta de empresários em parceria com representantes da Secretaria de Turismo, Sebrae, Sindicato de Hotéis e Restaurantes e do Convention & Visitors Bureau de Cabo Frio. Tem como objetivos fomentar a cultura do associativismo, promover a visibilidade e a competitividade das empresas e do destino, otimizar a qualidade de produtos e serviços e valorizar a produção local.

 

Sobre o bairro Passagem - O bairro Passagem é um marco histórico e emblemático de Cabo Frio, pois deu origem à cidade. O bairro possui diversos prédios antigos coloniais tombados pelo Patrimônio Histórico, como a Igreja de São Benedito. Construída para abrigar escravos no século XVIII, a pequena igreja está localizada em frente à praça de mesmo nome, rodeada por pequenas e charmosas casinhas que conservam o desenho colonial.


 Tópicos: Polo Gastronômico e Cultural da Passagem,  Serestas de Inverno Todo restaurante uma canção,  Grupo Amadeus,  Passagem,  Cabo Frio,  Cultura,  Diversão,  Seresta, 


Fotos







Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.