Esporte

Defesa histórica do Corinthians vai combater eficiência aérea do Flamengo

Se não levar gol, time paulista iguala recorde histórico de 2013, mas bola aérea tem dado dor de cabeça e essa é uma especialidade do time carioca

Em: 30/07/2017 às 14:01:45
da Redação

"A melhor defesa é a defesa bem feita." Esse poderia ser o lema para o Corinthians, líder do Brasileirão-2017. Em 16 jogos, sofreu apenas sete gols. Se não levar nenhum neste domingo, na Arena Corinthians, vai igualar um recorde: apenas dois gols sofridos nos nove primeiros jogos como mandante, marca estabelecida em 2013 pelo próprio Corinthians. Já para o quarto colocado Flamengo vale mesmo a máxima "a melhor defesa é o ataque". É a segunda equipe que mais finalizações fez na competição até aqui.

 

As equipes se enfrentam neste domingo, às 16h, em São Paulo, e a missão da até aqui histórica defesa corintiana, será parar o ataque que mais gols marcou a partir de jogadas aérea: 14. Quando se sabe que o Corinthians não levou gol em 12 de seus 16 jogos nesta Série A, é natural acreditar se tratar de uma defesa que não tem pontos fracos, mas quando são reunidos os dados de todas as competições que disputou na temporada, um padrão salta aos olhos: dos últimos 11 gols que o Corinthians levou, oito (73%) foram conquistados a partir de jogadas aéreas dos adversários, exatamente uma das especialidades do Flamengo.

 

Embora tenham características distintas, ofensivamente os números de Corinthians e Flamengo são próximos. Porém, ainda que a equipe carioca seja a segunda com mais finalizações no Brasileirão, é do Corinthians o segundo melhor ataque da competição, com 26 gols; o Flamengo vem logo atrás, em terceiro, com 24 gols.

 

Está na eficácia defensiva a melhor explicação sobre por que então o Corinthians venceu 12 jogos até aqui, e o Flamengo, "apenas" sete, abrindo um abismo de 12 pontos de vantagem na classificação após 16 rodadas. O Flamengo levou praticamente o dobro de gols.

 

A marca é curiosa porque o Flamengo é a terceira equipe que menos finalizações permitiu aos adversários no Brasileirão, foram apenas 164. Só Chapecoense (138) e Pameiras (158) foram menos atacadas. O Corinthians aparece apenas na 14ª colocação: os adversários conseguiram fazer 229 conclusões, mas em média apenas três de cada cem tentativas entraram no gol corintiano. É a melhor marca do campeonato. Contra o Flamengo, entraram oito em cada cem, quinta melhor marca.

 

Um motivo para essa diferença toda é que o Corinthians ainda não levou gol em contra-ataque no Brasileirão, mas o Flamengo já tomou cinco, em quatro jogos diferentes que terminaram empatados: um contra o Atlético-MG (1 a 1), um contra o Avaí (1 a 1), um contra o Fluminense (2 a 2) e dois contra o Palmeiras (2 a 2). Esses oito pontos perdidos após contra-ataques são parte importante nos 12 que separam o Flamengo da liderança.

 

Falar em ponto fraco de uma defesa histórica é cair em polêmica. Mas os dados apontam que se quase ninguém conseguiu furar a defesa do Corinthians neste ano, obteve mais vezes sucesso quem o atacou a partir de jogadas aéreas. A defesa antiaérea corintiana é um ponto forte quando comparada com as outras 19 equipes do Brasileirão: o Corinthians só levou quatro gols assim. Apenas duas equipes sofreram menos que isso: Botafogo (um) e Atlético-MG (dois). O Flamengo está empatado no quesito, também só levou quatro gols a partir de jogadas aéreas. Mas quando comparada com si própria, as bolas aéreas têm um peso desproporcional. Esses quatro gols representam 57% do total de gols sofridos. O número não parece significativo, mas só porque contra o Atlético-PR, na última partida disputada em casa pelo Brasileirão, o Corinthians atuou com dois defensores reservas e sofreu dois gols em troca de passes rasteiros. Antes dessa partida, o atual campeão paulista tinha sofrido apenas cinco gols, sendo quatro em jogadas aéreas (80%).

 

Fonte: GloboEsporte.com


 Tópicos: Esporte,  Flamengo,  Corinthians,  Campeonato Brasileiro, 


Fotos







Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.