Opinião

Colunista RC24h – Pastor Fabrício Valladares: A síndrome de Belchior

Todo ser humano surta em alguma época da vida. É preciso voltar-se para si mesmo e se conectar com as origens e com Deus

Em: 03/05/2017 às 10:57:56
da Redação

Eu que era apenas um rapaz, latino americano, sem dinheiro no banco.

O franzino cantor cearense que mesmo formado em biologia, sonhava em conquistar o Brasil com a música, aquilo que ele amava fazer.

 

E realmente a música levou Belchior a fama, lhe deu riquezas e muitos amigos e fãs. O tornou uma voz respeitada no meio. Todos os canais de televisão e todos os programas de TV queriam o Belchior.

 

Ele que era de origem simples e de uma família com mais de 20 irmãos, sendo assim o mais ilustre de todos. Pelo menos no âmbito da fama.

 

Mas o que levou o cantor a surtar e sumir da mídia por 10 anos? O que o levou a sair de cena? O que levou a abandonar carros em estacionamentos de aeroporto?

 

Será que alguém pode cansar de ser famoso? Cansar de aplausos?  Cansar de exposição?  Cansar de viver dando satisfação o tempo todo?

 

Belchior conheceu uma artista produtora por quem se apaixonou, com ela foi embora do país e abandonou tudo que ele tinha construído. Casas, família, amigos, carros, agenda de shows, programas de TVs etc...

 

O que parece, é que ele apenas queria ser o Belchior e nada mais. Segundo suas próprias palavras a repórter global, é que ele cansou e muito da vida que ele levava.

 

Foi um ato tão surtado, que ele abandonou um carro Mercedes-Benz no estacionamento do aeroporto por meses, acumulando uma dívida absurda...

 

Isso é algo tão natural que pode acontecer com você que está lendo isso. Segundo a Organização Mundial de Saúde, todo ser humano surta em alguma época da vida.

 

Vivemos em um nível de estresse absurdo, nos tornamos escravos de opinião alheia, escravos das redes sociais, dos compromissos, do dinheiro, debaixo de um julgo desumano de cobranças.

 

Belchior disse que sentia saudade de ser aquele menino pobre em sobral. Sabe o que isso quer dizer? A fama pode nos roubar de nós mesmos.

 

Você não precisa ser um cantor famoso para sofrer isso não, basta ser alguém bem sucedido na vida, crescer e se tornar um sucesso no que faz.

 

O rei Salomão, o homem mais sábio que existiu, escreveu no final de sua vida, o livro de Eclesiastes, em que ele declara que tudo que se conquista debaixo do sol é uma baita de uma vaidade. Palavras do homem que teve de tudo, de riqueza e fama as mulheres mais lindas de sua época.

 

O segredo da vida está no "equilíbrio", não podemos ser dominados por nada. Temos que ser livres. Não compre mais um carro, mais uma casa, mais uma empresa, não faça isso se for perder a sua liberdade...

 

A uns três anos eu dei uma surtada, percebi que estava doente e escravo de alguns sentimentos, vivia exposto em redes sociais.

Até que tomei uma decisão parecida com a de Belchior. Me afastei e fui curtir minha própria companhia. Como isso me fez bem ...

 

No final das contas você vai perceber que tem muito pouco, mas esse pouco é suficiente. Tem um Deus que está "louco" para te abraçar e te chamar de filho, uma família que só quer a sua presença e poucos amigos que você fez sem a fama e sem dinheiro...

 

Curta mais a sua companhia, veja um bom filme, aquela caminhada essencial de manhã, desligar tudo e ficar em casa vendo um jogo, um final de semana fora de tudo em um lugar longe, ler um bom livro, ir com a família domingo a igreja, visitar parentes anciãos, rever amigos de infância. Essas coisas são essências que não podem ser desprezadas.

 

 

Um grande abraço de um ex surtado !!!

 

 

Sigam-me nas minhas redes sociais e saiba mais sobre o que estou fazendo por pessoas.
Facebook - Fabrício Valladares 
Instagram-  @pfabriciovalladares


 Tópicos: Colunista RC24h,  Fabrício Valladares, 


Fotos





Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.